Fisiculturista morre com câncer que atribuiu à dieta alimentar

fisiculturista_cancer_01

Um fisiculturista inglês acabou morrendo na última semana vítima de um câncer devastador que o fez mudar completamente de aparência desde que iniciou os tratamentos.

Dean Wharmby, de 39 anos, atribuiu o câncer no fígado à sua dieta desde a época que era fisiculturista. Ele consumia mais de 10 mil calorias por dia, entre hambúrgueres, bebidas energéticas, frangos, batatas doces, shakes de proteína, pizza, ovos e muita gordura.

fisiculturista_cancer_03

fisiculturista_cancer_04

Sua luta durou cinco anos. Em 2013, o tumor chegou a desaparecer, mas logo voltou graças à pratica de antigos hábitos alimentares.

fisiculturista_cancer_05

Rapidamente, o corpo de atleta se perdeu e Dean começou a ter dificuldades até de locomover-se.

Todo o tratamento foi mostrado através de uma página no Facebook que era alimentada por sua esposa. Há alguns dias, ela postou uma mensagem informando que o marido tinha morrido.

“Ele agora está bem, livre de toda a doença e dor, e viverá perfeitamente e de maneira pura, para sempre”.

fisiculturista_cancer_06

fisiculturista_cancer_02

Crédito

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!