Fotos curiosas que parecem montagem, mas têm explicação

De um peixe translúcido a pegada de dinossauro, confira algumas fotos fascinantes que raramente são vistas.

À primeira vista, parece vários pedaços de objetos dispostos lado a lado, mas trata-se de grãos de areia ampliados de 100 a 300 vezes

 

 

 

 

 

Parece o momento exato em que uma pedra é jogada na água, mas trata-se de uma rocha no lago Baikal. As rochas são aquecidas pela luz do sol e quando o gelo derrete e congela novamente cria esse pequeno suporte para a rocha

 

 

 

 

 
Máquina de escrever musical, usada antes da popularização dos computadores

 

 

 

 

 
Lesma do mar, que se parece com uma folha e pode ficar sem comer por 9 meses, porque pode fotossintetizar como uma planta enquanto se aquece à luz do sol

 

 

 

 

 
Plutão registrado pela Nasa

 

 

 

 

 
Sol através de uma lente UV

 

 

 

 

 
Cavalo com pelos enrolados

 

 

 

 

 
Abelha azul, dificilmente vista por aqui, mas encontrada em todo o sudeste da Ásia, Índia e sul da China.

 

 

 

 

 
Lagosta de duas cores, uma condição que ocorre uma vez em cada 50 milhões deste tipo de animal. Essa condição é conhecida como ginandromorfia, que significa que metade é macho e metade é fêmea

 

 

 

 

 
Um fenômeno parecido ocorre com esta borboleta

 

 

 

 

 
Vértebras de uma baleia debaixo d’água, em Kongsfjorden, na Noruega

 

 

 

 

 
Pássaro que ainda possui metade de suas penas de quando era filhote

 

 

 

 

 
Janez Brajkovic, ex-campeão mundial de ciclismo, após uma competição

 

 

 

 

 
Fêmur de dinossauro de 31.140 milhões de anos, descoberto na França

 

 

 

 

 
Peixe azul translúcido

 

 

 

 

 
Bebê de 268 gramas que recebeu alta de um hospital neonatal de Tóquio. Ele é a menor criança a nascer e sobreviver

 

 

 

 

 
A “cara” de uma formiga sob microscópio eletrônico

Pegada
 

 

 

 

 s de dinossauro na França

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
À Toa na Net Garotas de Programa Tenso Acompanhantes SP O Macho Alpha Disk Acompanhantes
Comenta aí, butequeiro!