Homem é proibido de entrar em biblioteca por causa do odor de seu corpo

Um homem, na cidade inglesa de Leicester, foi banido da sua biblioteca local por um ano, após sofrer várias denúncias sobre o odor exalado pelo seu corpo.

Stuart Penman, de 27 anos, costumava usar os computadores da Biblioteca Wigston todos os dias, mas alguns clientes e funcionários comentaram que seus pés e axilas deixam qualquer encontro com o rapaz absolutamente insuportável.

Penman negou ao Daily Mail que tenha algum problema sério com o odor de seu corpo – embora tenha admitido que seus pés realmente fedem.

“Eu tomo um banho todos os dias, mas acho que meus pés fedem”, disse ele. “Eu moro com minha mãe, que fuma, por isso também acabo ficando cheirando a cigarro. Mas eu sinto que estou sendo escolhido, porque eles não gostam de mim. Entrei na manhã de quarta-feira para usar os computadores e ninguém me disse nada. Quando voltei mais tarde, fui barrado.”

Imaginem o constrangimento do rapaz ao ser comunicado oficialmente sobre o impedimento. “Um dos funcionários me levou para um canto e explicou, mas algumas funcionárias só me mandaram sair de lá porque eu não estava cheirando bem. É muito embaraçoso.”

Os funcionários da biblioteca afirmaram que a proibição só foi emitida porque Stuart tinha sido avisado sobre seu mau cheiro em várias ocasiões ao longo dos últimos 12 meses, mas se recusou a fazer qualquer coisa para mudar a situação.

“Quando as pessoas pararam de entrar na biblioteca sentimos que não tínhamos outra opção”.

Já acessou o iG Jovem hoje?

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!