Imagem do Dia: Peste-Gay já apavora São Paulo

imagemdodia_01
A “peste gay”, como assim ficou conhecido o vírus HIV no início da década de 1980 no Brasil.

Os primeiros casos da ainda desconhecida doença foram registrados em 1977/78. No Brasil, o primeiro caso de um portador com o vírus HIV foi em 1980, em São Paulo, mas registrado oficialmente apenas em 1982. Logo a seguir foi identificada a possibilidade também da transmissão por transfusão sanguínea, adotando-se a nomenclatura temporária do termo “Doença dos 5 H” – Homossexuais, Hemofílicos, Haitianos, Heroinômanos (usuários de heroína injetável), Hookers (profissionais do sexo em inglês). O termo “HIV” – Human Immunodeficiency Virus – só foi difundido e oficializado a partir de 1985.

Entre os brasileiros, popularmente a doença acabou sendo conhecida como “peste gay”, por este grupo ter sido identificado, supostamente, como os potenciais transmissores do vírus e terem monopolizado os primeiros casos de infecção. A associação aids/homossexualidade passou a ser tão direta quanto 2+2=4, como comenta um estudioso desta temática no período. Por um lado, o ainda nascente movimento gay se viu fragilizado pela observância desses casos em membros de sua comunidade, por outro lado, o senso comum, apoiados pelos setores mais conservadores da sociedade, viu na AIDS a ratificação, divina ou natural, da condenação dos gays por seus pecados e desvios “contra a natureza”.

Via Imagens Históricas

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!