Publicidade

Publicidade
03/04/2009 - 00:02

Crianças não sentem nada quando apanham?

Compartilhe: Twitter

Pelo menos é o que muitos acham ao agredir física e psicologicamente as crianças. O vídeo abaixo, que foi premiado em 2002 em Cannes, mostra de uma maneira diferente a rotina de agressões que uma criança sofre.

Embora não seja recente, poucos vídeos conseguiram ser impressionantemente diretos quanto esse.

Dica da Dani Vidal, do Hello Stranger

Mais vídeos, fotos e notícias curiosas

Autor: - Categoria(s): Video Tags: , ,

Ver todas as notas

23 comentários para “Crianças não sentem nada quando apanham?”

  1. Peterson says:

    Muito boa propaganda, nunca tinha visto. Com certeza mereceu ser premiado em Cannes. O pior que essas coisas acontecem mesmo todos os dias.

  2. Bruno says:

    Fiquei muito chocado….Merece o prêmio….

  3. Jeh says:

    noooossa muito bom! muito bom mesmo…

  4. Eu says:

    O video é realmente muito bom. pois tem muitos pais que exageram.
    Mas que a verdade seja dita. Tem muita criança que merece umas boas cintadas isso tem. eu apanhei e muito, muito mesmo da minha mãe ( srsrsrsr ) e hoje as 33 anos a amo muito, muito, muito. não sou revoltado por isso. Minha familia é de origem simples e foi assim que fui educado.
    Agora para os que vão vir atirar pedras em mim:
    Pensem no caso da Suzane von Richthofen, filha de uma psicologa, que fez todos os passos da dita boa educação, foi la dar tchau para o coco, sentou e conversou com ela, colocou de castigo. mas nunca bateu pois psicologos são radicalmente contra isso. E que fim isso teve.
    Ou então no caso do Indio Galdino, queimado por filhos de juizes. que tambem tiveram uma educação conforme manda a atual sociedade.
    Acho que ficar passando a mão na cabeça de criança e conversando faz com que ela nunca tenha limites pois no maximo vai ser uma conversa e pronto.
    Umas palmadas as vezes, não mata, e educa.

  5. ZacaMen says:

    depois não sabem pq tem filho q deixa o pai apodrecer no asilo!

  6. Paty says:

    depois não sabem pq tem filho q deixa o pai apodrecer no asilo!

    um dos melhores comentários, totalmente verdade.

  7. […] vídeo me foi enviado pelo meu amigo Humberto (Obuteco), e me senti na obrigação de publicar aqui no […]

  8. rosane maria da silva correa says:

    Sente que o porto seguro que devia ser c/ dialogo e castigo, amor e limite, é c/ violencia e no jardim vai morder o amiguinho porq é a unica forma que aprendeu em casa qdo alguem desaprova algo!

  9. Melquisedequi says:

    Um vídeo muito bom, e expressa algo que sempre pensei: alguns pais e mães abusam de seu poder e força, comos se as crianças devessem sofrer pelas nossas frustrações mal resolvidas. Particularmente eu sou um pai rígido, mas nunca deixei que essa rigidez ultrapassa-se meu amor pelos meus dois filhos.

  10. Alê says:

    O vídeo parece ser exagerado, mas é o que realmente acontece no dia a dia, infelizmente.

  11. Gisele Di Giulio says:

    Para o Eu…

    Dar umas palmadas de vez em quando apenas para educar tudo bem, é aceitável, agora a crueldade que pseudos pais tratam seus filhos não concordo…

  12. lia says:

    Foi mais ou menos isso que fizeram com Izabela, esse tipo de violencia existem é que não vemos, quando saem na midea ja é darde demais, coitadas das nossas crianças e cada vez pior, com dementes como pai e mãe

  13. Garroto says:

    PAI OU MÃE RUINS E MALDOSOS SÃO PAIS MORTOS.

  14. Xinxas says:

    Tem muita gente por aí botando filho no mundo sem ter a mínima capacidade psicológica de criá-los. O triste é saber que isso acontece todos os dias, além de abusos sexuais.

  15. nina says:

    sinistro mesmo.

  16. Ranaja says:

    Muito surreal…Eu nunca apanhei…

    só falta a havaiana de pau!

  17. Gabriela says:

    Chorei quando vi.
    Às vezes sinto nojo de ser humana.

  18. jaac says:

    vídeo muito bom, impressionante!
    registra como acontece na violência doméstica, contra as crianças. e é uma pena que isso ocorra. como no vídeo, muitos pais batem por prazer, como se vissem prazer no sofrimento, na dor, e o que é pior ainda, na dor de outra pessoa, de uma criança.
    pessoas assim são desprezíveis, na minha opinião!
    é horrível só de pensar, que atos bruscos, tais como socos, pontapés, são usados contra uma criança, alguém que não tem condições de se defender. agem como homem das cavernas. é inaceitável! ;~~

  19. guilherme says:

    antes de terminar de ver o vídeo, já comecei a pensar “nossa, que porcaria, como podem chamar isso de impressionante”, mas aí resolvi ver até o final. E choca, principalmente quando vem assim, sem vc esperar. Muito bom, ainda mais com a sacada “Real children don’t bounce back.”

  20. Ciça Bedolo says:

    Vídeo fantástico!!!!!!!! Infelizmente o ser humano ainda precisa fazer este tipo de arte para conscientizar os “outros” sobre a educação do próprio filho… Lamentável… Parabéns para os profissionais!!!!!!!!!

  21. Débora says:

    ai ja e caso de plicia.

  22. Débora says:

    Credo como eu to escrevendo errado, POLICIA

  23. Chaves says:

    Preferia ver o filme do Pelé.

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo