Publicidade

Publicidade
12/01/2010 - 00:02

Como tornar um salto extremamente doloroso

Compartilhe: Twitter

A mocinha se empolgou e resolveu fazer um salto no mar. Ela só não contava com um pequeno detalhe…

Vi no Xpock

Autor: - Categoria(s): fail, Video Tags: , , ,

Ver todas as notas

16 comentários para “Como tornar um salto extremamente doloroso”

  1. nasser says:

    hehehehehehehe, coitadinha

  2. yo! says:

    ardeu ardeu ardeu kkkkkk…..

  3. Liu says:

    aaaahhhhh…. queria ter visto como ficou…..

  4. raphael says:

    Mano, e o detalhe, ela consegue bater a cabeça antes na agua…, mas em seguida arrebenta as costas na agua…, a minha duvida sempre foi outra…, ele estao muito perto da da areia a praia teria que ser bem funda para se mergulhar de cabeça ali sem acontecer alguma merda… eehheehehehhheheheh

    Ardeu, ardeu, ardeu…, tadinha… ahahahahah mas to rindo assim mesmo….

  5. Seu Puxa Saco says:

    Nada a ver com o post…

    Mas esse site realmente é um dos melhores da internet… sério…

    O site está entre uma lista dos melhores sites ou blogs ou algo assim?

    Abrasss…

  6. Daniel Dourado says:

    Ai minhaX coXta

  7. ExplodeGame says:

    AHSuashusu essa doeu!

  8. Arthur says:

    ardeu ardeu kkkkkkkk

  9. José Roberto says:

    Ela teve sorte que apenas ardeu, muitos ficam sem andar devido a mergulhos mal sucedidos.

  10. dE férias says:

    por essas e outras q eu nao entro nagua

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    huahauhauahuhuhauhauhuahua

  11. finorio says:

    esse video foi feito aki no Espirito Santo!
    pedra na ilha do frade! … ja tinha visto essepost no blog do TRETA …. que é daki ai lá tem as informações da vitima!

    coitada!!!!!

    ae MLK …. fodaço seu blog … to ae sempre!!!

    noixxxxxxxxxxxxx

  12. Gothic says:

    mais um gif pra representar o fds

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo