Publicidade

Publicidade
26/10/2011 - 00:02

Homem tortura namorada para fazê-la dizer qual sua senha no Facebook

Compartilhe: Twitter

Você certamente já deve ter visto uma série de notícias curiosas envolvendo redes sociais e sites de relacionamento. É comum encontrarmos casais que buscam na internet motivos para começar uma briga.

Foi por este motivo, inclusive, que uma adolescente britânica acabou sendo torturada por seu namorado.

Jessica Herbert, de 18 anos, foi agredida por Jason Fleming, 37, para revelar sua senha do Facebook. Segundo a polícia, Fleming acreditava que estava sendo traído e queria a todo custo acessar as mensagens privadas da namorada.

De acordo com a procuradora Georgina Bucley, Fleming chegou a enfiar um lápis dentro do ouvido da namorada.

Ele esfaqueou na orelha com uma lápis, porque ela se recusou a dar-lhe sua senha do Facebook. Fleming colocou-a na água fria, até ela admitir que tinha um caso. Ele tinha descoberto que ela era amiga de outros homens“, disse Bucley ao Daily Mail.

A sessão de tortura também envolveu um saco plástico, que foi colocado sobre a cabeça da adolescente.

Fleming, que tem um terrível histórico de abuso de mulheres, foi condenado por 16 meses de reclusão.

Parece que lá, a “Lei Maria da Penha” funciona com muita eficiência.

Autor: - Categoria(s): Curiosidade, Incrivel, Inusitadas Tags: , ,

Ver todas as notas

14 comentários para “Homem tortura namorada para fazê-la dizer qual sua senha no Facebook”

  1. Marcos Hohene disse:

    Lembrando que agredrir uma única vez não se enquadra na lei Maria da Penha… requisito legal que sejam agressões habituais.

    • Marcelo Albuquerque disse:

      Prezado Marcos, para a aplicação da lei basta que a relação seja parental, doméstica ou afetiva, independentemente se a agressão habitual (verifique o art. 5o da Lei). A pena, segundo as leis do Brasil, varia entre 3 meses a 3 anos, conforme o art. 129, p. 9o do Código Penal.
      Sinceramente, mesmo havendo alguns casos de desvirtuamento exibidos com sensacionalismo pela imprensa, a lei funciona até bem a meu ver.
      Sds.

      • Marcelo Albuquerque disse:

        A pena prevista no Código Penal a que me referi é para a lesão corporal leve (o que acredito ter acontecido). A lei de tortura prevê ainda de 2 a 8 anos de prisão. Isto é, aqui no Brasil, se condenado, o cara pegaria no mínimo 27 meses de cadeia.
        Abs

  2. JR disse:

    Mas que safada!
    Tinha que levar na orelha mesmo

  3. TOTAL ALIEN disse:

    MORTE PARA ESSE LIXO TORTURADOR !!!

  4. bruno disse:

    16 meses por torturar uma mulher é EFICIÊNCIA???? A VÁ

  5. zoio disse:

    Essa porra desse iPad aparece até em propaganda de papel higienico agora… kkkk

  6. Gustavo disse:

    hushsuhsuhsushushs

    ri de mais…

    o cara ta totalmente certo…
    mulher vagaba tem que apanhar mesmo…

  7. Sabe porquê não passou no enem? disse:

    Ele esfaqueou na orelha com uma lápis
    pior que dizer uma lápis, é esfaquear com lápis.
    de já se viu esfaquear com lápis. Lamentável

  8. victor disse:

    “Fleming, que tem um terrível histórico de abuso de mulheres, foi condenado por 16 meses de reclusão.”

    só?

    tinha é que meter no minimo uns 40 anos na cadeia.

  9. Danlcs disse:

    Esse cara andou vendo mto tropa de elite…
    Coloca ela no saco 02!!!

  10. Carol disse:

    Gente, mas q absurdo!
    Ele deveria pegar mt mais anos na prisão, isso sim! Psicopata fdp! E oq uma garota de 18 anos foi fazer com um kra velho desses?? Essas crianças tb, não aprendem.. Não tem nada a ver uma menina jovem, de 18 anos se envolver com um velho, psicopata ainda por cima..! ¬¬ Esse velho merece morrer e fazer até bem pior com ele!! Capar o pinto dele tb seria um ótimo começo! Velho nojento, fdp, desgraçado!! Coitada da minina..

  11. Hellen disse:

    “Ele esfaqueou na orelha com uma lápis […]”

    Hein?

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo