Publicidade

Publicidade
10/05/2012 - 08:10

Para aguentar estudos para o vestibular, estudantes chineses recebem aminoácidos diretamente na veia

Compartilhe: Twitter

Você está se preparando para o vestibular? Acha que a carga de estudos está alta? Saiba que lá na China, alguns estudantes resolveram tomar uma atitude bastante drástica para aguentar as horas de estudo para o vestibular nacional, conhecido por Gaokao.

Os adolescentes foram fotografados recebendo doses de aminoácidos diretamente na veia. A solução fica pendurada no teto enquanto os jovens estudam. A intenção é fazer com que eles fiquem mais calmos e permaneçam acordados.

Na China, o Estado concede um subsídio para que os alunas sejam medicados na enfermaria das suas escolas se passarem mal e recebam aminoácidos. Neste caso, os alunos foram autorizados a receberem a solução diretamente na sala.

Segundo o Daily Mail, o vestibular nacional na China é composto por uma série de exames para estudantes que estão cursando o último ano, permitindo que eles se matriculem em estabelecimentos de ensino superior.

Alguns meios de comunicação criticaram o uso dos aminoácidos, dizendo: “Ele não mostra que os alunos estão doentes, isso mostra que a sociedade é que está doente”.

Autor: - Categoria(s): Bizarro, Curiosidade, Inusitadas Tags: , , , , , , , ,

Ver todas as notas

16 comentários para “Para aguentar estudos para o vestibular, estudantes chineses recebem aminoácidos diretamente na veia”

  1. reblack says:

    Pelo menos eles estão investindo massivamente na educação… Já o brasil…

  2. Soa meio doentio, mas como bem comentou reblack, ao menos é educação, formação. O Brasil bem que poderia abraçar (um pouco) dessa determinaçao chinesa.

  3. Sarah says:

    Pelo menos eles estão investindo massivamente na educação… Já o brasil…³

  4. Kowabunga!!! says:

    Estudar?
    Para quê?
    Dá para ser “cantor” de funk, mulher com nome de fruta, participante do BBB e etc!
    Se nada der certo…ainda pode tentar ser presidente da república!

    • Robott says:

      E ainda ser presidente só com o 8º ANO do ensino fundamental (antiga 7ª série).
      Para no final ser “Dotô” honóris causa o mesmo que possuir uma pós-graduação o doutorado.

  5. WILLIAN says:

    Estudar?
    Para quê?
    Dá para ser “cantor” de funk, mulher com nome de fruta, participante do BBB e etc!
    Se nada der certo…ainda pode tentar ser presidente da república!…²

    Pelo menos eles estão investindo massivamente na educação… Já o brasil…4

  6. Diego Duarte says:

    Beleza, temos que de fato investir em educação… Mas já pararam prá pensar que provavelmente depois do vestibular, parte dessas pessoas podem ter desenvolvido algum problema cognitivo devido a esforço excessivo e a falta de sono, ou alguma desordem digestiva, ou algum problema cardiaco? (O coração normalmente é o mais afetado).

    Como diz o encerramento do texto, “A sociedade é que está doente”, e a nossa vai pelo mesmo caminho por existirem imbecis q apoiem uma estulticia dessas.

  7. Sheilinha says:

    É isso aí, idolatrem essa sociedade doentia que não está interessada na saúde de sua população, apenas em desempenho e em produtividade. Lucros! Depois criam fábricas que obrigam o empregado a assinar um termo de que não vai cometer suicídio (como se adiantasse). Não sei o q é pior, a situação ou os comentários. Educação para aumento de conhecimento sim! Educação apenas pela produtividade é questionável…

  8. Hèber says:

    aristóteles esta se revirando no tumulo numa hora dessas

  9. totti says:

    A diferença entre o remédio e o veneno é a dose.

  10. joaquiml says:

    Dorga mano, só na veia!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  11. Nina says:

    Doentio, horrível.

  12. Nina says:

    SHEILINHA COMENTÁRIO QUE REFLETE MUITO
    BOM-SENSO!!!!!!!!!! Isto é doentio, valorizar a educação é uma coisa, isso é obsessão, nao estao nem ai para a saude mental e biológica do sujeito.

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo