Publicidade

Publicidade
11/06/2012 - 12:00

Mulher se revolta com funkeiro dentro de ônibus

Compartilhe: Twitter

Quem anda de ônibus, certamente já teve o desprazer de escutar músicas sem a sua vontade, tudo porque sempre aparece alguém com um rádio ou celular com o alto falante ligado. No Rio de Janeiro, uma mulher chegou ao limite ao encontrar um funkeiro que se negava a desligar o aparelho. Resultado: ela mesma tentou resolver o caso.

Via Os Primitivos

Autor: - Categoria(s): fail, Video Tags: , , , , ,

Ver todas as notas

28 comentários para “Mulher se revolta com funkeiro dentro de ônibus”

  1. Seco says:

    Ela tinha que ter pego o celular na manha (fingindo que estaria pedindo pra fazer uma ligação) e quebrado, jogado do ônibus, ou algo assim.
    –> Folgado tem que ser colocado no pau-de-arara!!!

  2. Dave Lombardo says:

    Todo mundo que ouve música alta em um ambiente coletivo merece uma bronca dessas. Qualquer música, seja qual estilo musical for. Os fones de ouvido são uma grande invenção da humanidade e devem ser usados. Mas não sei se ela deveria ter tomado essa atitude, porque no mundo em que vivemos, o cara podia estar armado e uma tragédia poderia acontecer.

  3. Stribus says:

    aq na minha cidade não tem esse problema.
    os onibus tem radio tocando funk o dia todo.

    ninguem na minha cidade entende pq eu não ando de onibus.

  4. Fábio says:

    Respeito quando não é dado por bem tem que ser conquistado na marra! Parabéns para essa senhora que tem muito mais culhões que muito marmanjo por aí.

  5. MYNAMEIS says:

    Eu acho que os motoristas são os quais deviam fazer isso. Se todos tomassem a atitude dessa mulher, ninguém mais iria ouvir musicas alta no ônibus!

    • Mara Lucia says:

      Quanto ao motorista ter q fazer isso, uma vez eu liguei na SPTrans aqui em SP a um tempo atras pq eu tava putassa com um povinho q senta nos assentos reservados e nem se tocam de levantar.. daí pergunte pra atendente se o cobrador não tinha q falar com essas pessoas para darem o lugar a quem é de direito.. ela me disse: ‘senhora, a função do cobrador é ‘cobrar’ a passagem… dar ou não o assento iria do ‘bom senso'(??) de cada um… mesmo pq ele poderia arranjar confusão dentro do ônibus’… dizer o q né?????????????????????? outro dia aconteceu algo inverso: o cobrador estava com o som no ultimo (td bem, era Rolling Stones, mas daí, como disse o Dave Lombardo, independe do estilo musical … deu uma puta confusão pq um cara q tava do meu lado reivindicou os ‘nossos’ direitos e esfregou a plaquinha da Lei na cara do otário… e num é q o cobrador tava teimando q tinha razão??? desanima viu….

  6. guto says:

    Devia ter amarrado ele e sair puxando com o onibus kkkkkkk

  7. jaqlinny says:

    Gostei MUITO do que essa mulher ai fez…se fica com o cu na mao pensando sempre ”ai meu deus ele pode ta armado com isso e aquilo” NINGUEM VAI TOMA ATITUDE!
    essa mulher é das minhas!

  8. Paulo says:

    O correto seria o MOTORISTA tomar uma atitude! Parar o ônibus e não andar mais até resolver a situação, no mínimo!
    Todos os ônibus aqui no Rio tem um cartaz logo na entrada dizendo “Proibido o uso de aparelho sonoro”. Pronto. É regra! Tem que ser respeitado e o motorista, como representante da empresa tem fazer isso valer!

  9. Mari says:

    Ela está certíssima.

  10. Carlos says:

    Quem deveria cobrar isso é na verdade o cobrador.

  11. Bruno says:

    Sabe o que é impressionante, é que ninguém no ônibus se mobilizou para ajudar essa mulher, não apareceu nenhum homem de verdade ali para meter tapa naquele cara.

    Quando é para defender vagabundo enche de gente, mas quando é o contrario, para ajudar o cidadão a ter seus direitos ninguém aparece. E de quebra ainda falam que a mulher é barraqueira.

    • Dorti says:

      Eu já me meti e me ferrei. Qdo tem mulher na parada, meio que os caras respeitam, mas, entrou um homem no assunto, ai a conversa muda de figura.
      Prefiro, sinceramente, que as mulheres resolvam. Elas tem brio, bom senso, e, dependendo da situação, são imunes a porradas.

  12. sertcom says:

    cambada de vagabundos que ficão ouvindo este lixo cheio de palavrões o raça

  13. Wagner says:

    Apoiadíssima, essa mulher ganhou todo o meu respeito.

  14. Expert says:

    ————–4 RAZÕES DESTA MULHER SER CORAJOSA——-
    1º Ela pegou pra falar com um MULEKE MANÉ, porque em tempos de hoje, ela iria tomar um tiro
    2º GRITAR, é a piooooor maneira, mesmo porque ela pagou e ele certamente também pagou… Pedir para o cara descer gritando, é complicado. Se fosse outro mais esquentado, o pau iria comer… CORAJOSA!
    3º Essa senhora deve ter “bala na agulha” pra falar que não tem medo..
    3º RIO DE JANEIRO + BUSÃO DAS SEIS + FUNK = TIROTEIRO….

  15. loralyn says:

    AAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHH SE TIVESSE GENTE SEM NOÇÃO SÓ EM BUSÃO……………………………………………..

  16. Monogo says:

    A mulher tem que berrar feito uma condenada, pra o motorista tomar alguma atitude.

  17. Nelson says:

    Cidadania e direito, dois ítens que todos nós deveríamos ter por hábito cobrar constantemente. Parabenizo esta senhora pela coragem em expor seus direitos sem tripudiar.

  18. CJ-BH says:

    Infelismente a cada dia o cidadão brasileiro está se tornando mais folgado!
    É uma falta de respeito pra todo lado!
    Se nem os bandidos são punidos nessa droga de país, quanto mais um moleke que não tem respeito!
    Pra piorar a palmadinha educativa foi considerada crime, bons tempos em que se apanhava de correia dos pais. Devo agradecer todos os dias pela minha mãe ter me espancado de correia e chinelada, isto me educou e me fez tornar uma pessoa com consciencia de respeito ao proximo e de ter limites!
    A educação se dá no berço!
    E esta molecada frouxa de hohje em dia só sabe falar em direitos! DEVRES que é bom, eles não querem saber!
    Bando de fracassados que hoje reclamam de tudo!
    Às vezes eu acho que os tempos de ditadura nem eram tão ruins assim, pelo menos tinha respeito entre as pessoas!
    E esta educação básica, é que leva as pessoas à praticar o bem. Punição sempre! Só assim para que um moleque babaca e folgado igual à este aprenda o que é certo, pois se passar a mão na cabeça, depois vai achando que é certo escutar musica, depois a se masturbar no onibus, depois tá estuprando na rua, e depois tá matando, achando que não tem problema!
    O mal tem que ser cortado pela raiz!
    Antes que o problema vire uma bola de neve!
    Começa assim e no fim o pivete funkeiro tá matando por aí!
    Se não apanhar desde cedo num vai aprender nunca!

  19. Marcelo Dias says:

    É difícil mesmo andar de transporte públicoe ter que suportar pessoas sem um pingo de educação… Porquê ouvir música sem fone? Verdadeiros selvagens!!

  20. Dani says:

    Palmas para mulher…Ninguém merece ouvir funk! Nem é considerado música, é uma aberração à sociedade, falta de respeito. Cadê os fones de ouvido a essas pessoas? Funkeiros, existem fones de ouvido! E é barato!

  21. Tec04 says:

    Mó sonzero manero mano. Eu curto isso tá ligado?! Coloco uma música neurótica pra torá o celular no busão. É nóis. Salve Curinthia.

    • Chrys says:

      Rapaz, não queima o Corinthians assim não! Assim você queima os torcedores do Timão.

      E quanto a colocar música alta no celular pra todo mundo ficar aguentando… Se fosse com você, uma música daquelas que você acha chatíssima. Você não ficaria imcomodado?

      Reflita!

  22. Marcus says:

    Ta na cara que um corinthiano de verdade não fala assim, vai queimar seu time e não vem falar do timão não….

    Realmente, maldito globalização que deu oportunidades para qualquer individuo sem noção term um celular com MP3 e auto falante….

  23. Fernando says:

    Independente de estilo musical um fone de ouvido custa pouco. Infelizmente o cidadão brasileiro é mal educado som alto está em todos os lugares deste país é no ônibus, no bar, na vizinhança. As pessoas querem que os outros ouçam as músicas deles. Ouvir música dos outros é terrível independente de estilo, ou seja, eu não quero ouvir, no entanto, acabo ouvindo. Educação e respeito ao próximo são valores que deveriam ser universais, no entanto, no Brasil são valores perdidos.

  24. Joao says:

    Vocês sabem porque não existe funk Universitário não é? Porque nenhum funkeiro passou da quinta série.. kkkkkkkkkkk… tem que acaba logos com esse tipo “ritmo” não tem que existir mesmo.

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo