Publicidade

Publicidade
13/11/2012 - 00:03

Katie Hill e Arin Andrews: Um casal bem diferente

Compartilhe: Twitter

Katie Hill e seu namorado Arin Andrews formam um casal como qualquer outro, mas existe uma diferença bem interessante.

Katie passou 15 dos seus 18 anos como Lucas – e Arin nasceu uma menina chamada Esmerald. Após tratamento para mudança de sexo, o casal de Oklahoma (EUA) se conheceu e engatou um namoro.

De acordo com o Daily Mail, Katie iniciou um tratamento hormonal para desenvolver seios naturais sem precisar de implantes de silicone.

Um doador anônimo ficou tão tocado por sua história que pagou US$ 40 mil para custear sua mudança de sexo quatro dias antes do seu aniversário de 18 anos, em 16 de maio de 2012.

“Mesmo quando tinha 3 anos de idade, eu sabia que, no fundo, eu queria ser uma menina. Tudo o que eu queria era brincar com bonecas. Eu odiava meu corpo de menino e numa me senti bem nele”, disse Katie.

Na esquerda, Emerald Andrews antes de se transformar em Arin e, na direita, Lucas Colina, com cinco anos,
antes de se tornar Katie.

Arin teve uma experiência semelhante e diz que existia um menino dentro dele desde o primeiro dia de escola, com cinco anos.

“Os professores separavam os meninos das meninas. Não entendia por que me colocaram entre as meninas”, disse ele.

Sua mãe arcou com o tratamento de testosterona e prometeu ajudá-lo a pagar uma cirurgia de remoção de mama se ele conseguisse levantar metade do dinheiro.

Como ainda não conseguiu, Arin esconde os seios com cintas.

Depois de sofrer preconceito, Arin percebeu que não estava sozinho, depois de ler sobre a mudança de sexo de Katir através de um jornal local.

O casal se conheceu num grupo de de apoio para transexuais e começaram a namorar.

Agora, o casal está falando sobre suas experiências na tentativa de ajudar a aumentar a concientização sobre as questões que envolvem mudança de sexo.

“Somos perfeitos um para o outro, porque sofremos os mesmos problemas”, encerrou Katie.

Autor: - Categoria(s): Curiosidade Tags: , , ,

Ver todas as notas

43 comentários para “Katie Hill e Arin Andrews: Um casal bem diferente”

  1. fernandohg25 disse:

    E como é “naquela” hora , os dois trocam on the fly ? TrollFace ^~^

  2. Barbaridade disse:

    Quem come quem ?

  3. Raptor disse:

    Foram toa longe, que voltaram a ser heterossexuais ….

    • roocash disse:

      Vc disse tudo !! se o cara não tivesse cortado ia ser um casal normal !

    • caio disse:

      A Transexualidade diz respeito a não aceitação do genero em que lhe foi imposto ao nascer. Em nada tem a haver com sexualidade que diz respeito com que genero irá se relacionar. logo um homem pode fazer mudança de sexo e virar mulher e ser ou não homosexual, ou seja gostar ou não de mulher. Uma coisa não influencia na outra.

  4. Primo Lombardi disse:

    transexual não é o mesmo que homosexual
    lol

  5. Dona Lastima disse:

    muito bonita essa historia, eles sao um casal feliz, que bom que tudo deu certo pra eles.

  6. Ayahuaska disse:

    transexual não é o mesmo que homosexual ²

    Acho q nesse blog tm um post antigo de outro casal mais interessante: 2 mulheres que nasceram homens (transexuais) fizeram a operação e, futuramente, se relacionavam. Ou seja, eram gays por serem mulheres que gostavam de mulheres – ainda que nascidas com corpos masculinos. E se tornaram 2 mulheres feias p/ diabo!

    Esse novo casal é buitin…

  7. nekomata disse:

    Para todos os efeitos, isso se trata de uma união heterossexual, podendo assim se casarem no civil e religioso Chupa Estado e Igreja!

  8. meyer disse:

    Muito legal! Espero que superem o preconceito de puritaninhos e moralistas de meia tigela.

  9. Guiga disse:

    “ela” cortou o pilau pra doar pra “ele”… Ou ao contrário… isso me confunde…

  10. Max disse:

    O cara que virou menina agora deve fazer uma cirurgia de redução de orelha! 😛

  11. Nica disse:

    Bonito o casal. Que sejam felizes.

  12. Paulo disse:

    As pessoas se preocupam tanto em controlar o mundo, em querer que as outras pessoas sejam do jeito que elas esperam… E o essencial é invisível aos olhos, que é a realização de ser aquilo que se deseja ser.

    As pessoas todos os dias acordam sendo quem elas são. Mas os transsexuais não. Eles tem que se afirmar e reafirmar, enfrentado a normalidade forçada e conivente dos “verdadeiros normais”.

    Felicidades ao casal.

  13. Hellen disse:

    Muito interessante, mas confuso, demorei um tempo pra entender rs

  14. comentarista disse:

    Ele virou menina para ficar com uma menina e ela ficou menino para ficar com um menino eles são doentes isso sim o casamento devia ser no manicomio.

  15. Lilly disse:

    O mais confuso é :eles são heteros em gêneros. Um homem e uma mulher. Fica confunso quando Ele sempre se sentiu como “ela”, e ela também se sentia como se fosse “ele”, portanto de acordo com a linha depensamentos que eles tinham, ela sempre foi lésbica e ele gay.

  16. mario disse:

    bagulho nogento

  17. Camila disse:

    Eu sempre me perguntei se seria possível um casal assim. Eles NÃO SÃO hetero. O garoto queria ser uma menina, se tornou uma, se sente atraído por meninos. A menina se tornou um menino, então, por que não? Na cabeça da Katie, está com um homem. Assim como Arin se sente com uma mulher. Talvez se eles se conhecessem antes da mudança de hábito/roupas não sentiriam atração um pelo outro.

  18. Marco disse:

    A parada reverteu ao contrário, maluco!

  19. ivo disse:

    Sempre imaginei um gay namorando uma lésbica para ver a reaçao das igrejas estúpidas.Ai não tem nada que elas possam falar ou reclamar.E um casal de um homem e uma mulher,só que em corpos trocados

  20. Jáder, O Pitoresco disse:

    Um menino que queria ser menina e uma menina que queria ser menino. Putz,se era pra estes dois acabarem juntos, precisavam ter tido tanto trabalho pra mudar de sexo?

  21. william haddad disse:

    como li besteiria nos coments, tem mais é que darem graças à Deus por estas pessoas se acharem como gente e sexualmente, por poderem encontrar suas identidades físicas e mentais que isso sirva de lição, que não existe felicidade completa se vc não estiver em paz e realizado consigo próprio..

  22. Lucca disse:

    Sorte deles estarem tão próximos ao ponto de se conhecerem e formarem um par.Muitos não tem essa sorte.

  23. Firmino Phelps disse:

    Cara que viagem, esses dois!! boa sorte com o preconceito que estão sofrendo!! Alias virar viado nessa droga de país virou moda! antigamente era pegar aids, escutar os menudos, o problema da camada de ozonio… hoje é virar viado!! essa é minha opinião, quem for contra, não me importo!

  24. garanhao italiano disse:

    agora o ex-mulher vai conhecer o outro da TPM.

  25. Ronaldo disse:

    Prevejo pessoas opinando e sendo vítimas de mimimis sobre preconceito.

  26. Jocelito disse:

    Que nojeira, coisa arrepugnante, valores de familia se perderam gracas aqui no brasil ao escritores e diretores doentes de homossexualismo da rede globo, que infestaram aos poucos durante uma decada sua casa e minha casa na tentativa de tornar normal essa porcaria – e infelismente ta ai !

    Conhecem algum pai ou mae que deseja que o filho ou filha quando nascer seja homossexual ? SENAO PARTIMOS ENTAO do presuposto que nao e o normal, o natural – aceitamos, mas por fim todos nao queremos. OK !

    • Ed disse:

      Realmente, eu não quero que meu filho seja homossexual, para não ter que sofre preconceito de GENTE COMO VOCÊ. Só por isso. Nasça do jeito que nascer, que o amarei da mesma forma. Deus deu o livre arbítrio para que cada um viva sua vida da melhor forma que lhe convir, desde que não interfira na vida do próximo. Se eles estão vivendo suas vidas felizes, quem está pecando por julgar?

  27. francisco sampaio disse:

    No meu tempo, há setenta anos atraz tinha tudo isto; mas…escondido. A igreja pregava que tudo que não fosse do jeito dela era coisa do diabo. Sim, hoje ainda continua. Hoje igrejas prega que qualquer coisa que entra no ser humana é coisa do diabo. E quem tirava isto eram os pai de santos. Hoje todos estão fazendo o papel de pai de santo. Se eu nasci com defeito tenho culpa? se eu tenho dinheiro eu me conserto quem me consertou? a fé! o dinheiro; um tal de deus.Eu queria ser um como HITLHER acabaria com esta doença que chama religião. prá min é pior que cocaina.

  28. Uelton disse:

    Nossa é engraçado como um assunto tão batido continue sendo levado com tanto preconceito. Ninguém nasci pedindo pra ser homossexual, e o que mais me revolta é a maneira como certas pessoas se portam ao falar sobre homossexualidade, com tanto despreso… tenmho dó de vcs!!!

  29. pedro disse:

    Mesmo assim eles não deixo de se um casal heterosexual !

  30. Anonimo disse:

    Bom que sejam felizes, agra dizer que a igreja deve acabar, eu nao concordo.
    Muitas pessoas que estao doentes ou precisando de ajuda se agarram na religiao, independente de qual for para ter um pouco de esperança, e sim isso ajuda e muito qto ao psicológico e ja foi provado que estar bem mentalmente ajuda e muito.
    Agora é uma questão de cocientização, pois muitas coisas que a igreja faz e fez sao erradas, e é só procurar que vão achar, portanto acho que vai de cada um.
    Não axo que seguir a igreja como fan;aticos e doar tudo que tem eh certo, mas eh bom acreditar que existe algo mais.

    E preconceito já era, da mesma maneira que vc discrimina ooutro por ser homossexual, vc sera discriminado por ser pobre, rico, negro, branco, emo, funkeiro e assim vai.

    O unico modo de isso acabar é ensinando as crianças para que qdo cresçam nao façam isso!! Essa é minha opinião!!

    E que os dois sejam felizes!! xD

  31. caio disse:

    o casal é normal sim!
    Eles foram longe para estar normal diante dos olhos dos religiosos,eles só se envolveram um com outro não por causa da origem ser perfeita religiosamente macho e femea,mas sim porque atração na qual um procurava estava no outro, coisa que se eles continuassem como eram não haveria ocorrido,a prova esta em que ela precisou ser homem,e ele precisou ser mulher!
    perante o Deus no qual todos impõem a união deles é aceita por Deus afinal é macho e femea, mas saindo na vantagem que homossexuais comum não tem, desfrutando da imagem que lhe agrada

  32. Fabiane Souza disse:

    Sou trans, e posso dizer com total convicção que escutar pessoas mim chamando de aberração ou coisa repugnante, é muito triste pra mim, eu choro toda vez que alguém faz isso, quando mim olham torto, eu já sei por que, é. Horrível, só quero paz, pena que pessoas tão ruins torna tudo mais difícil!!

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo