Publicidade

Publicidade
08/02/2013 - 00:01

Seguradora do ‘Mr Bean’ paga valor recorde de R$ 2,8 milhões para consertar seu carro

Compartilhe: Twitter

Rowan Atkinson, mais conhecido como Mr. Bean, conseguiu, enfim, ser indenizado pela seguradora de seu carro. Esta notícia não teria muita importância se o tal conserto não fosse um dos mais altos do mundo já pagos por uma seguradora.

Para quem não lembra, em agosto de 2011, Atkinson bateu sua McLaren F1. Além de um ferimento no ombro, o ator praticamente destruiu o carro milionário, um dos poucos produzidos pela McLaren.

Segundo o Daily Mail, o conserto durou mais de um ano e custou – pasmem – R$ 2,8 milhões, sendo considerado o maior já pago na Inglaterra. O serviço foi executado por mecânicos da própria. McLaren A renovação do seguro da McLaren F1 vai custar R$ 118 mil.

A seguradora informou que o maior pagamento já feito foi de R$ 6 milhões, por uma Ferrari 458.

Autor: - Categoria(s): Curiosidade, impressionante Tags: , , ,

Ver todas as notas

11 comentários para “Seguradora do ‘Mr Bean’ paga valor recorde de R$ 2,8 milhões para consertar seu carro”

  1. jr says:

    ATENÇÃO! PROMOÇÃO “ENTERRADA”!
    Update: 07/02/2013 -17:48

  2. João P. says:

    Po, Mr Beam pilotava bem pra caramba aquele seu carrinho verde xD

  3. Bob says:

    Alguém explica por que a seguradora, e o próprio proprietário, preferem fazer o reparo a comprar outro veículo?

    • Marcelo says:

      Porque só foram fabricados 106 McLaren F1, e ele é colecionador.

    • Márcio Jap says:

      Vai ver é porque não tem. E quem tem não vende. Afinal de contas, só foram produzidos 106 carros (fonte Wikipedia) ou vc acha que tem Mclaren que nem FIAT UNO?!

  4. Pois é, quando for vender, todo mundo vai saber que o carro já foi batido.

  5. TOTAL ALIEN says:

    O PATÉTICO E SEM GRAÇA MR BEAN ESQUECEU DE SE APOSENTAR………………..

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo