Publicidade

Publicidade
20/06/2013 - 15:00

Fail: Ministra Gleisi Hoffman, dá ou não dá para reduzir passagem em Curitiba?

Compartilhe: Twitter


Falou, mas não explicou…

Em tempo, haverá manifestação hoje, quinta-feira (20/06), em Curitiba, às 18 horas, na Boca Maldita.

Autor: - Categoria(s): fail, Video Tags: , , ,

Ver todas as notas

7 comentários para “Fail: Ministra Gleisi Hoffman, dá ou não dá para reduzir passagem em Curitiba?”

  1. CJ says:

    Essa ministra, e todos os ministros, mais deputados, senadores, vereadores, prefeitos, vereadores, governadores e até a merda da presidentEEEEE Dilma, deveriam reduzir não as tarifas, mas os salários para que com o dinheiro economizados nós tenhamos o transporte, a saúde, segurança e educação! Educação esta que ensina que presidentE se escreve com E, e não como a Dilma quer que seja escrito com A! Senão ela vai virar uma ignorantA! Viram como a educação é importante, nem a presidente sabe falar direiro, quanto mais governar!

  2. fabin says:

    essa mulher é demais
    eu só queria chupar o dedão esquerdo da mão direita dela, com todo respeito e com a devida autorização.

  3. Blumenau says:

    Acorda BRASIL. Os políticos estão fazendo isto com o povo desde “SEMPRE”.

    Se já não bastasse os salários exorbitantes, ainda por cima fazem muita falcatrua.

    VAMOS PRA RUA BRASIL.

  4. Ronaldo says:

    MILF detected!

  5. Lauro says:

    Bonita e loira é pra desconfiar…

  6. Marcelo says:

    típica postagem que não explica nada, mas feita com o intuito de distorcer e confundir. Ministro e presidente não abaixam tarifas de transporte público. Isso quem faz são governadores e prefeitos, principalmente estes últimos. Engraçado cobrar da ministra, mas não cobrar do governador tucano do PR, que tem, por exemplo, sua esposa como parte do secretariado…e essa turma jura que são “apartidários” e querem mudar o país. Sequer conhecem as funções de cada poder dentro da república…

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo