Publicidade

Publicidade
10/06/2014 - 00:01

Fã apaixonado de Batman gasta R$ 26 mil e constrói seu próprio Batmóvel

Compartilhe: Twitter

batmovel-chines_01

Quem é apaixonado faz loucuras. Esta frase funciona bem para algumas pessoas como o empresário chinês Li Weilei, que é fã do Batman.

Weilei criou sua própria réplica do Batmóvel, que foi usado no filme “Batman: O Cavaleiro das Trevas”, de 2008.

Ao todo, o rapaz de 26 anos gastou o equivalente a R$ 26 mil usando basicamente sucata.

O próximo passo agora é encontrar um motor para a réplica.

batmovel-chines_02

batmovel-chines_03

batmovel-chines_04

batmovel-chines_05

batmovel-chines_06

batmovel-chines_07

batmovel-chines_08

batmovel-chines_09

Crédito

Autor: - Categoria(s): Curiosidade Tags: , , ,

Ver todas as notas

9 comentários para “Fã apaixonado de Batman gasta R$ 26 mil e constrói seu próprio Batmóvel”

  1. Charles says:

    A imbecilidade humana alcança níveis estratosféricos.

    • IMBECIL É VOCÊ!
      O CARA FEZ UMA ARTE!
      APOSTO QUE VOCÊ MAL SABE MARTELAR UM PREGO.
      OTÁRIO.

    • Bruno says:

      Claro… Claro…

      O cara é tão imbecil que agora vai ter um monte de gente querendo contratar os seus serviços de chapeador/mecânico…

      E outra, se o cara investe seu dinheiro em algo que gosta, qual o problema?!?!

      Ele trabalhou pra gastar com o que bem entende…..

    • Michael Zivengorodsky says:

      a inveja é uma merda!

  2. Charles says:

    Uiiii,a menina está com TPM?

  3. JC8 says:

    Os Chineses são artistas replicantes.

  4. srsiglas says:

    você é um trocha mesmo, charles, fica falando merda ai, não sabe montar nem um kider ovo… fdp…

  5. Alberto says:

    Gostei do trabalho dele, muito bom.

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo