Publicidade

Publicidade
16/07/2014 - 00:01

Vão os anéis, ficam os dedos

Compartilhe: Twitter

carro_sem_roda_02
Estes carros novos foram deixados estacionados em frente a uma loja da KIA, na Holanda. Da noite para o dia alguns deles tiveram suas rodas subtraídas. Já imaginaram se a moda pega?

carro_sem_roda_03

carro_sem_roda_04

carro_sem_roda_05

carro_sem_roda_06

carro_sem_roda_07

carro_sem_roda_08

carro_sem_roda_09

Autor: - Categoria(s): Curiosidade Tags: , , ,

Ver todas as notas

15 comentários para “Vão os anéis, ficam os dedos”

  1. Fabin says:

    Roubadas não.
    Furtadas.
    Só vou ensinar mais essa vez ok…

  2. Gustavo says:

    Mas o sujeito da frase são “os carros”, como o ato ocorreu na presença dos carros então eles foram roubados, os donos da loja é que foram furtados.

    • nicácio says:

      Mas carros não são pessoas, logo, não pode se autodirigir até uma delegacia e fazer B.O

    • Fabin says:

      Não estamos no mérito da língua portuguesa, mas sim no âmbito jurídico meu caro:
      .
      “Art. 157 – Subtrair coisa móvel alheia, para si ou para outrem, mediante grave ameaça ou violência a pessoa”.
      .
      Leia bem a última palavra da frase acima.
      .
      Abraço e bom estudo, e/ou menos preguiça. 🙂

  3. Luciano says:

    Aqui no Guarujá isso é absolutamente normal.

  4. Hans says:

    Já aconteceu aqui no Brasil e era até bem comum.
    Era antena, logotipos, frisos entre outros.
    Até que inventaram de colocar na roda o parafuso que só desenrosca com uma chave especial. Aí a moda parou.
    Agora roubam o carro inteiro.. hehe

  5. Alexandre says:

    Será que tem brasileiros vivendo na Holanda ???

  6. Heriko says:

    E quem viu que o fotografo que fez as imagens usa: camisa rosa, caça jeans e sapatos brancos??

  7. luis santos says:

    furtar = sem o conhecimento do dono
    roubar = com o conhecimento do dono

  8. Everson says:

    BOM MUITO, ESQUISITO PORQUE ESSES CARROS IMPORTADOS TEM CHAVES DE RODAS DIFERENTES.

  9. Antonio says:

    Amigos, só para esclarecimento:

    Roubo: mediante grave ameaça
    Furto: sem grave ameça

    ou seja, neste caso citado acima foi furto mesmo; para ser roubo o ladrão deveria ter “ameaçado os carros” ou o segurança ou alguém responsável (grave ameaça).

    O mesmo caso se aplica ao famoso “gato” de luz; o correto é furto, e não roubo de energia. Ou alguém aqui já viu um eletricista com uma arma na mão dizendo para o poste: “me dá a energia ou eu te mato!!!”

  10. Carlos says:

    Nossa, só tem bicho lerdo aqui. Não vi em parte nenhuma falarem em roubo, e sim em subtração, portanto, a informação esta correta. Acho que para que se possa “ensinar” nego precisa estar mais atento para isso kkkkk

  11. Diony says:

    Brasileiro tirando férias no exterior….

  12. marcos says:

    ta cheio de professor de portugues e direito aqui. O que falta de sexo n faz.

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo