Publicidade

Publicidade
25/08/2014 - 09:58

Paraquedista mexicano fica preso ao avião após realizar salto

Compartilhe: Twitter

paraquedas_salto
Alguns paraquedistas mexicanos realizavam manobras de salto quando um deles acabou ficando preso ao avião. Momentos de tensão a alguns metros do solo.

Autor: - Categoria(s): Flagra, Video Tags: , ,

Ver todas as notas

11 comentários para “Paraquedista mexicano fica preso ao avião após realizar salto”

  1. julio disse:

    tem a continuacao _?

  2. Mario disse:

    Alguém contou quantas piruetas ele deu enquanto ficou girando no ar?

  3. Ronaldo disse:

    E morreu?

  4. edu disse:

    Girou tanto que vomitou até por trás… ashuashuashuashuashuashua

  5. Paulo disse:

    E ai? Como terminou? Cadê o resto?

  6. Carla disse:

    O que aconteceu depois?

  7. Giah disse:

    Dá aflição de assistir, mas sendo honesta… eles foram bem estúpidos. Dava pra imaginar que os paraquedas iriam se enrolar, eles deveriam ter um intervalo entre os saltos.

  8. cristiano disse:

    Um paraquedista mexicano viveu um drama ao ficar preso na fuselagem da parte traseira de um avião. Não há informações sobre o destino do militar: se ele foi puxado de volta para a aeronave ou se teve a corda cortada, para descer apenas com o paraquedas reserva, segundo especulou o blog “Foxtrot Alpha”, do site “Gawker”.
    Isso e tudo que eu consegui achar de informações Pq um blog fica copiando do outro,Nem botam informações úteis vi essa mesma postagem em uns 50 blogs com o mesmo texto e o mesmo vídeo e informações que e bom nada.

  9. william haddad disse:

    façam suas apostas para o desfecho no próximo vídeo…

  10. JRuelers disse:

    O cara tá vivo. Devem tê-lo puxado de volta pro avião.

    http://www.am.com.mx/leon/mexico/paracaidista-militar-se-atora-en-avion-137435.html

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo