Publicidade

Publicidade
08/10/2014 - 00:01

10 exemplos de como um bom improviso pode resolver seu problema

Compartilhe: Twitter

Se você tem um problema para resolver em casa um bom improviso pode resolver eles. Duvida? Veja 10 exemplos.
gambiarra__05

O cabo USB do celular é curto demais? Problema resolvido.


 
 
 
 

gambiarra__01

Botão do seu home quebrado? É só colocar um carrinho de controle remoto preso nele.

 
 
 
 
gambiarra__02

A bateria não cabe no aparelho? Fita adesiva.

 
 
 
 

gambiarra__03

Laptop aquecendo demais? Problema resolvido.

 
 
 
 

gambiarra__04

Tubos que precisam se juntar? Lápis e um pouco de fita deve resolver.

 
 
 
 

gambiarra__06

Se a fonte de alimentação do laptop está frouxa, basta colocar velcro.

 
 
 
 

gambiarra__07

Não tem cabos RCA macho e fêmea? Use um boneco Lego.

 
 
 
 

gambiarra__08

Sem espaço na estante? Um gabinete velho de PC resolve.

 
 
 
 

gambiarra__09

Quer instalar um suporte para copo no banco do carona? Use fitas adesivas.

 
 
 
 

gambiarra__10

E finalmente, um trono digno de um rei.

 
Crédito

Autor: - Categoria(s): Curiosidade Tags: ,

Ver todas as notas

5 comentários para “10 exemplos de como um bom improviso pode resolver seu problema”

  1. Fabio says:

    Olha. Acho que a imagem do carrinho no volume, serve pro cara controlar o volume usando o controle remoto no carrinho, e não por que o botão estaria quebrado. Ou não. o.0

    • Renato says:

      Bem isso. Na verdade o que deve estar quebrado é o controle remoto do home

    • Ulio says:

      Será que é isso mesmo Fábio? Não sei hein?! Será?

      • Dann says:

        Vocês tem certeza disso ?? humm… sei não hein…

        • Juca Tigre says:

          oxi, sei nao heim?
          vou consultar o horoscopo pra saber se aa relacao da lua de ontem tem a ver com a queda do aviao e por ora explicaria essa inusitada gambiarra que nos apresenta

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo