Publicidade

Publicidade
11/12/2014 - 00:02

A entrevista mais surreal que você verá hoje

Compartilhe: Twitter

skylab
Prepare-se para ver a entrevista mais surreal dos últimos tempos. Para quem não sabe, o cantor e compositor Rogério Skylab apresenta um programa de entrevistas no Canal Brasil, chamado “Matador de Passarinho”. Neste episódio, ele recebeu o cantor, compositor, cineasta e guitarrista Flávio Basso, também conhecido como Júpiter Maçã. Bem, acho que isso é suficiente para você começar a ver o vídeo, que recomendo ser assistido até o final, mesmo com os 11 minutos de duração. É completamente surreal.

Programa Matador de Passarinho – entrevistado: Júpiter Apple – 3. temporada from rogerio skylab on Vimeo.

Via Não Salvo

Autor: - Categoria(s): Bizarro, Video Tags: , ,

Ver todas as notas

9 comentários para “A entrevista mais surreal que você verá hoje”

  1. thiago disse:

    Skylab é genio hauhauhuaua, conduzir uma entrevista com um chapadão desse, só ele tem a manha hahuahuahu

  2. Wolmer disse:

    Se alguém não ligou o nome a pessoa, esse Júpiter Maçã é esse aqui ó. Clássico do Youtube. Eu quis comer você.
    https://www.youtube.com/watch?v=_qX0_gvYMPg

  3. Wolmer disse:

    Cascavelletes, eu quis comer você. Um clássico do youtube.

  4. André Goulart disse:

    Devolva meu dinheiro! Não pago internet para ver isso!

  5. doralice disse:

    Ácido?
    Heroína?
    Ou o que?

  6. Observador disse:

    Por isso que eu prefiro estimulantes à depressores e alucinógenos.
    Não fiquem doidões desse jeito, amiguinhos.

  7. The real Observador disse:

    Gente, tem alguém tentando se passar por mim. Quando virem comentários sem noção, vocês já podem imaginar que não sou eu.
    Se atentem a isto, amiguinhos.

  8. Miguel disse:

    Existe uma entrevista anterior, só que o inverso, o Júpiter entrevistando o skylab. http://youtu.be/405JaOyds7I
    muita dorgas cara.

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo