Publicidade

Publicidade
30/04/2015 - 17:07

Vídeo mostra ação da polícia contra professores em Curitiba

Compartilhe: Twitter

tiros_curitiba

Um confronto envolvendo professores e policiais em Curitiba tomou conta dos noticiários recentes aqui do Brasil. Imagens mostram que os policiais usaram bombas de gás lacrimogênio, balas de borracha e jatos de água contra os manifestantes. Este vídeo criado pela Gazeta do Povo mostra cenas impressionantes.

Mais de 200 pessoas ficaram feridas. Para especialistas, ação da polícia teve falhas graves.

Autor: - Categoria(s): impressionante, Video Tags: , , ,

Ver todas as notas

13 comentários para “Vídeo mostra ação da polícia contra professores em Curitiba”

  1. oi says:

    adorei!

  2. Marcos. says:

    A situação está tensa!
    Também, com um governo desse… Impossível não manifestar.
    O que ele está fazendo é RIDÍCULO, INACEiTÁVEL!
    Somos Professores!
    PROFESSORES, que formamos cidadãos!
    Moro em São José Dos Pinhais, próximo a Curitiba e, estive por lá, apoiando a todos os professores! Sempre!!

    FORA B.R!!!!

  3. willian says:

    beto richa e um lixo roubou a aposentadoria dos professores e fez um ato covarde desse ainda, ainda bem que eu parei de votar se todos pensarem em não votar talvez mude alguma coisa .ou uma guerra civil pesada pra resolve esse pais de merda

  4. Thiago H L says:

    PM é muito macho pra lidar contra gente desarmada, professores, caminhoneiros. Agora, quando é pra lidar contra o MST, CUT e Black Blocks eles são arregões.

  5. Bruno says:

    O problema é que só olham para os tiros e bombas que a polícia dispara e não olham para a quantidade de pedras que foram atiradas e o desrespeito com os policiais…

  6. Eduardo says:

    Os jornalões paus-mandados de Lula “se solidarizou” com os Black Blocs agitadores de Curitiba, que tentaram invadir a Assembléia Legislativa na porrada e, por isso, tiveram que ser reprimidos pela polícia.
    Só um estúpido, mentiroso e agitador profissional do partido do petrolão para acusar a polícia de agredir manifestantes por prazer.
    Adeptos da tática violenta se infiltraram no movimento docente e atacaram os soldados que faziam o cerco à Assembleia.
    O que vale mesmo é a desordem moral e o devaneio tolo de se implantar no país, à ferro e fogo, a idiotia doszuprimidos. Conte-me outra, vá!

    • Aleluia says:

      Sim. Só se revoltaram por estarem roubando os direitos previdenciarios e o FGTS deles para cobrir o rombo no orçamento causado por corrupção e má administração. Muito bandidos esses professores.

  7. mula says:

    Não querem ser tratados como bandidos e fazem baderna, querem invadir.. ainda bem que tem o vídeo, os “professores” começaram e foram pra cima da policia!

    Bem feito para alguns professores, toda a população do brasil, de uma forma ou de outra, passa pelas suas mãos e o professor faz o que, só o que o estado manda.. mesmo vendo que manda errado ele cumpre. Prefere levar recado de um estado corrupto para uma população burra!

    Os professores tem o poder e não conseguem se organizar, triste né!

    Professor é a única categoria que tem o privilegio de falar com praticamente toda a população e não o faz, pense nisso!

    Nas próximas eleições srs. professores, o recado é um só, NÃO REELEGER NINGUÉM!

    Isso também serve para presidente da sua federação e do seu sindicato.

    A policia é subordinada ao mesmo chefe e, passaram por vários professores.

    • denilson says:

      apoiado o grande sábio, mestre que irá nos guiar até a estabilidade e justiça que ainda não somos merecedores, como o senhor.
      seu nome já diz muito sobre sua personalidade….

  8. jovelino selis says:

    Da nossa cidade saiu um ônibus com 44 pessoas – na maioria professores. Os Arautos do Governo do Paraná Forjam provas e mentem, quando dizem que os professores(cito e abro aspas): “cobrindo o rosto para jogar pedras ou pedaços de madeira”. Protegemos nossos rostos com camisetas ou máscaras normais que compramos em farmácias, pois conhecemos a PM, que fogem de bandidos e traficantes, todavia, viram leões, quando encaram: pretos, pobres e agora professores. O Gilberto está equivocado: ‘no ônibus que saiu da minha cidade, havia 44 professores e apenas três deles eram filiados a Partidos Políticos. Sobre isso Gilberto faço a seguinte observação(grifo meu): mesmo que todos os professores fossem ligados a algum partido, não justificaria a truculência e a falta de respeito da PM do Paraná. Tenho 57 anos , 38 anos de contribuição a Paranáprevidência, fico triste em ler e ver que pessoas que se dizem professores, usam as redes sociais para defender o braço repressor de um governo opressor que nunca trabalhou e se acha no direito de agredirem professores da Rede Pública. Fico muito triste.

  9. Leandro says:

    É engraçado que sempre tem MUITA polícia quando é contra a população, mas nunca vejo nenhuma contra bandido.

    Interessante…

  10. bnê says:

    É tão safado esse Beto Richa e seus eleitores que o defendem, que fala aí sobre o policial que se encharcou de tinta para falar que foi atacado, e a farda ele não sujou. E os policiais, honrados policiais que não aceitaram tacar bomba, e bala de borracha nos professores, achando tal medida inconcebível.

  11. Aleluia says:

    Deixa eu ver…
    Roubaram pra cacete no paraná e resolveram ROUBAR a previdência dos professores para tapar o rombo.
    Os professores, com razão, se revoltam.
    A policia militar (aquela mesma que a ONU recomendou a extinção) desce a porrada neles.
    Quem dá razão para o político ladrão é patético, esse Beto Richa deveria ir para cadeia isso sim.

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo