Publicidade

Publicidade
09/03/2020 - 08:36

Em 1984, a NASA derrubou um avião de passageiros no deserto; aqui está o vídeo

Compartilhe: Twitter


Em 1984, a NASA e a Federal Aviation Administration conduziram um experimento incrível no qual intencionalmente colidiram um Boeing 720 comandado por controle remoto no deserto de Mojave, EUA. A bordo, vários manequins de teste que ajudaram a entender o que acontece no momento da colisão. Muito interessante.



Autor: - Categoria(s): Curiosidade, Video, Wowww Tags: , , , ,

Ver todas as notas

6 comentários para “Em 1984, a NASA derrubou um avião de passageiros no deserto; aqui está o vídeo”

  1. Alivi Addo says:

    Nossa! agora me sinto muito mais aliviado em saber que numa queda de avião, se o meu corpo se não for logo destroçado primeiro na queda, eu vou arder nas chamas e ser incinerado afivelado ao banco. Realmente me sinto muito mais seguro de saber dessas duas opções.

    • Daniel says:

      Grande, só para contextualizar. Ao final do vídeo há um texto que fala que após este teste, foram realizadas alterações nos projetos, materiais de construção e combustível dos aviões, para que caso haja acidentes, tenhamos mais chances de sobrevivência.

      • Alivi Addo says:

        Não tenho certeza, mas Os mamonas Assassinas, não concordam com essa segurança de hoje ou igualando…falo só do Voo TAM 3054 em SP…busca ai….nunca me senti tão seguro!

  2. edu says:

    3:05 olha a cara de pânico dos passag… digo dos bonecos kkkkk

  3. ezequiel says:

    cara muito chocante ,,e isso foi apenas uma “raspada ” num solo totalmente livre ,imagina numa colisão de bico ou com algum predio

  4. Piloto de Teclado says:

    Teve um dummy que abraçou o que estava ao lado, tamanho o desespero!

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo