Publicidade

Publicidade
02/06/2020 - 08:11

Manifestantes invadem concessionária nos EUA e destroem carros de luxo; assista

Compartilhe: Twitter

Em meio a protestos nos Estados Unidos pela morte de George Floyd, um grupo de manifestantes invadiu uma concessionária de carros de luxo em Oakland e destruiu vários carros, inclusive provocando incêndios no estabelecimento. Assist.

Autor: - Categoria(s): Curiosidade Tags:

Ver todas as notas

18 comentários para “Manifestantes invadem concessionária nos EUA e destroem carros de luxo; assista”

  1. mf says:

    Manifestantes? Manifestantes são aqueles que protestam uma causa justa e de forma pacifica, como muitos vêm fazendo. Esses do video (assim como muitos outros) são apenas vagabundos criminosos

    • André says:

      Bro, eu também fico com dó da pessoa que construiu um negócio e as vezes ralou muito pra isso (e as vezes não, também). Se serve de consolo, cada milímetro dessa loja tem seguro, então quem saiu no prejuízo foi a seguradora. Agora falar que protesto tem que ser pacífico? Isso nunca funcionou e nunca vai funcionar. Protestos devem ser violentos e cheios de destruição, sim! A sociedade (e a polícia em si) têm que saber que quando um negro inocente morre de forma covarde, é isso que vai acontecer. E pra evitar o caos, não se mata covardemente. Entende?Mahatma Gandhi e Martin Luther King tentaram ser pacíficos e ambos foram assassinados. Realmente é uma pena que tenha que ser assim, mas esse é o único caminho.

  2. Hugo says:

    Estes ai não são manifestantes, são criminosos, destruir a propriedade alheia em forma de protesto é crime. Isto em nada ajuda a causa, na verdade só atrapalha.

  3. =/ says:

    Acho bacana manifestar e tal, ir em busca dos seus direitos, mas me digam, o que o dono dessa concessionária tem haver?

  4. Guehtto says:

    Isso é vandalismo. Perdeu-se a ideia de protesto há um bom tempo.

  5. Adrian says:

    É isso que algumas cabeças por trás desses movimentos querem ainda mais, a segregação. O conflito não é interessante para ninguém que seja bem-intencionado politicamente e socialmente, mas para conseguir o poder, muitos são capazes de abdicar da dignidade, honra e respeito. O que se ouve falar, é apenas sobre briga de “negros e brancos”. E assim, usando de trampolim causas verdadeiras para aumentar o ódio presente nos corações de milhões de pessoas. Até chegar no ponto em que justificam um crime, como se fosse normal e razoável. Se a ideia é criar um debate democrático, me diga, onde isso está nos levando?

  6. cantarzo says:

    Manifestante é? EAehauheaUheauhea ta serto!

  7. Campos says:

    Manifestantes ou terroristas? Dizer que isso é manifestante é mesmo que dizer “vidas negras importam, exceto as abortadas”

  8. alessandro says:

    Correção, isso nao é manifesto, isso se chama vandalismo.

  9. João says:

    Existem diversos agrupamentos humanos no mundo, alguns tem fama de serem honestos, outros de serem “mão de vaca”, outros de serem esforçados…
    Estes estão fazendo o que melhor sabem fazer. Assim eles esperam conseguir reconhecimento e respeito.

  10. Ayahuaska says:

    Ai q entra a questão: Choca a queima de uma concessionária provavelmente assegurada (o dono não perderá um centavo), mas não choca a morte de negros; Nos eua, o negros são minoria da população, mas são 3 casos de covid para 1 caso em branco.

    A vida negra vale menos q um patrimônio. Queimar carros revolta; Vidas negras, não. Tá no jornal diariamente há décadas, é banal. Queimar carros dói.

    Qm sabe assim a insatisfação negra americana seja ouvida. Qm sabe…

    No Brasil, a manifestação pró democracia de corinthianos e palmeirenses tm similaridade. A insatisfação veio do morro, não da classe média. Por isso a policia escoltava pró bolsonarista anti supremo tribunal com um taco na mão e reprimia os pobres pró democracia.

    Enqnto a classe média finge q tá td bm e se preocupa com o sabor da pizza, tm gente sem sabão em casa…

    O dono da concessionária passa bem. Carros novos chegarão. E negros continuarão sendo preferência em mortos pelo Estado, fiquem tranquilos. Td normal.

    • André Pereira says:

      Quem mais mata negros nos EUA são gangues em confronto pela disputa de território do tráfico de drogas. Não é diferente do Brasil, onde facções criminosas, como Comando Vermelho, PCC, Terceiro Comando, Família do Norte, Os Bala na Cara, etc, matam a rodo. Tudo financiado pelo usuário de drogas que fuma seu baseado. Esses marginais mataram um cometciante depois de saquear e depredar a sua loja. Por trás desses marginais, há organizações e partidos políticos, há branquinhos esquerdopatas, que financiam essas badernas!

      • Ayahuaska says:

        André Pereira, prometo ser educado e sem ironias.

        Houve uma diminuição significativa no número de mortos no morro carioca qnd a policia deixou de subir pelo covid. Tá em jornais de abril pra cá; Apesar de ser uma minoria percentual na população, a massa carcerária americana é predominantemente negra.

        Cara… Se eu não te ofereço estudo e, por isso, não te ofereço um bom emprego, você ainda precisa de dinheiro pra sobreviver e se submeterá a subempregos q não lhe darão perspectiva – e todos os humanos são feitos de desejos e sonhos.

        O combate ao tráfico é um fracasso secular reconhecido na maioria do ocidente. Sempre haverá usuários, fato. O adequado é legalizar e limitar acessos como ocorre com alcool e cigarro. Mas o combate gera grana… Aumenta o consumo de armas, bem mais caras q sestas básicas; E veja q os empresários do tráfico não moram no morro. Geralmente, moram em mansões e ocupam cargos políticos. O combate ao tráfico é uma política imposta de controle demográfico onde pobres policiais matam pobres marginais. Só pobre morre e culpam as drogas ou homens pobres… O culpado é o sistema político usado inalterável, pois favorece alguns empresários e políticos, não a sociedade.

        Qr acabar com traficantes e gangues? Acabe com o tráfico. Mas tm verdadeiros assassinos q se favorecem e inventam falsos culpados.

        Veja os fatos como são, não como gostaria. A mentira está na cara. Negros morrem mais. Negros são mais pobres e, por isso, menos instruídos. Veja qnts negros trabalham como vc, qnts tm no seu entorno se vc tm um bom salário. E no Brasil, metade da população é negra.

        Vc mencionou a morte de um comerciante. Abra o jornal e veja qnts morreram no morro em um dia normal. O q é normal não te assusta?

        “A carne mais barata do mercado é a carne negra.”

        @vidasnegrasimportam

  11. Rone says:

    Manifestantes? Até você One? O próprio irmão do George Floyd já disse que esse movimento não os representa…até quando vocês vão apoiar esse terroristas disfarçados de movimentos negro?
    https://twitter.com/RGL4U/status/1267869594414387202

    • Ayahuaska says:

      Rone, eu vi o vídeo. Ele defende o ideal pacifista similar a Martin Luther King e se opõe a manifestação como está similar a Malcolm X. São duas vertentes, o msm objetivo. E temos tido mts mortes negras diariamente enqnt agimos como Luther. Agindo como Malcolm, o lamento está sendo ouvido.

      Qnd deixará de ser normal a morte excessiva de negros pela mão do Estado? Por dia, são dezenas e continuamos escolhendo o sabor de nossas pizzas… Agora, destruir coisas dói? Vê o absurdo?!

      “A carne mais barata do mercado é a carne negra”

      @vidasnegrasimportam

  12. ADRIANA says:

    Chega a ser um escárnio chamar essas pessoas como manifestantes e aquela mulher que bateu com a bandeira na cabeça de jornalista como agressora kkkkkkkkkk aqui nesse site não vemos proporcionalidade

  13. Lucas says:

    Depois de assistir a tantos vídeos absurdos e ver que todos têm um tom de pele em comum, acho que estou me tornando racista. Me desculpem.

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo