"Jogo" de asfixia já matou mais de 80 adolescentes

Desde que surgiu, em 1995, pelo menos 80 adolescentes já morreram vítima de uma espécie de “jogo”, chamado choking game, que consiste em impedir que o oxigênio chegue até o cérebro mediante a estrangulação, para alcançar um estado de euforia.

Os dados são do Centro de Controle e Prevenção de Doenças, pode ser ainda maior, pois o trabalho baseou-se exclusivamente nas notícias veiculadas nos meios de comunicação.

Segundo Robin Toblin, responsável por uma pesquisa sobre as mortes, os jovens esperam ter uma “sensação legal” e a maior parte das mortes aconteceu quando os jovens tentaram estrangular a si mesmos, sem a ajuda de amigos.

O relatório liderado por Toblin, tem a principal função de medir a magnitude do problema no país. 80% das mortes ocorreram nos últimos três anos, e que em 87% dos casos as vítimas tinham entre 11 e 16 anos, como Gabriel Mordecai – da foto ao lado – que morreu em agosto de 2005, com 13 anos.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças assinalou para os pais, como possíveis sinais da prática do “choking game”, marcas no pescoço, fortes dores de cabeça e desorientação, assim como cordas ou cintos atados aos móveis do quarto ou a presença injustificada de coleiras de cachorros em seus armários.

Veja abaixo um vídeo, disponível no Youtube:

A maioria dos pais ouvidos pela investigação disse nunca ter ouvido falar do choking game.

FONTE

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!