Motorista escapa por pouco de ser atingido por pedra de gelo que veio do céu

Um aposentado milagrosamente salvou-se depois de um bloco de gelo esmagar o pára-brisa do seu carro, a poucos centímetros da sua cabeça, caindo sobre o banco.

Suspeita-se que o bloco de gelo, do tamanho de uma bola de rugby, tenha caído de um avião antes da aterrissagem.

Ao jornal Daily Mail, o britânico Hendy contou que tinha acabado de retornar de um passeio com a filha e que ela teria morrido se o gelo tivesse atingido o carro antes dela sair. “Se tivesse sido um segundo ou dois antes, teria acertado minha filha”.

O porta-voz da Autoridade de Aviação Civil, Richard Taylor, disse que regularmente são registrados incidentes desse tipo. Para garantir a segurança, as companhias aéreas estão sendo orientadas a implantar medidas de segurança.

Dentro do setor dos transportes aéreos, o fenômeno foi muitas vezes apelidado de “gelo azul”, assim chamado por conta dos produtos químicos usados nos banheiros de aviões. Entretanto, Taylor disse que os banheiros não foram esvaziados até o pouso da aeronave. A causa mais provável para a criação da bola de gelo está em um provável defeito em um dos selos do soquete da mangueira, utilizada para carga e descarga de líquidos para a aeronave.

Segundo a Federal Aviation Administration, aviões comerciais modernos em altitudes elevadas e temperaturas abaixo de zero pode provocar congelamento de qualquer tipo de líquido imediatamente. “É muito raro, mas às vezes o gelo não derrete.”

Dos três milhões de vôos no Reino Unido, entre 2008 e 2009, foram registrados apenas 35 casos de gelo caindo do céu.

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!