O cartão de crédito mais poderoso do mundo

Nem sempre ter “dinheiro vivo” no bolso é sinônimo de riqueza. Para alguns poucos (bem poucos mesmo), ter um American Express Black além de destaca-lo na multidão oferece uma série de vantagens para compensar seus custos. O cartãozinho preto é o novo símbolo de status entre os milionários ao redor do mundo.

Ele existe há alguns anos, mas poucos o conhecem. Para início de conversa, o Amex Black Card não é solicitado. A própria empresa escolhe a dedo quem pode utiliza-lo, por esse motivo, apenas cerca de 17 mil cartões haviam sido emitido até 2007. Cada cartão tem um limite diferenciado, que é baseado no rendimento individual de cada um.

Está interessado em entrar para o clube? Inicialmente você precisará ter uma despesa mínima de US$ 150 mil anuais usando um dos cartões da empresa. Além disso, segundo a IstoÉ, o cliente deverá estar disposto a arcar com uma anuidade de US$ 2,500 mil.

Em compensação, o grupo seleto de clientes tem direito a uma série de vantagens. Para começar, se você fizer uma viagem pela British Airways terá o prazer de viajar na primeira classe pelo valor da classe econômica. Além disso, você terá direito a um personal travel, que fica responsável por traçar seu roteiro de viagem. No destino, um funcionário ficará responsável por ajudá-lo nas ocasiões especiais, como comprar um presente, carregar as bagagens e sacolas. E os mimos não param por aí, se você estiver abordo de um vôo europeu um telefone celular é disponibilizado gratuitamente. E se estiver em qualquer lugar do planeta com a bandeira do Black Card, você recebe um aparelho celular gratuitamente e só pagará pelas ligações.

Ah, não precisa se preocupar com o saldo. A compra mais volumosa que se tem conhecimento foi um jato particular, no valor de 30 milhões de dólares.

O sonho de consumo norte-americano pelo cartão é tão grande, que fazem até questão de exibir o recebimento de um desses “brinquedinhos”.

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!