O dia em que são paulinos e palmeirenses se uniram no mesmo estádio

Para muita gente (assim como eu), aquele 1º de maio parece que nunca mais sairá da memória. Lembro-me que a corrida – que prosseguiu mesmo após o acidente – não teve a menor graça, dos noticiários e programas de TV, do repórter emocionando informando sua morte, da reação de espanto das pessoas quando eram informadas sobre o ocorrido, enfim. Falar de Ayrton Senna sem um saudosismo patriota é inevitável, mesmo sabendo que quase todo mundo compartilha do mesmo sentimento.

Impossível esquecer Ayrton Senna da Silva.

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!