Os dois recordes mais insanos dos últimos meses

Nem bem o ano começou e os recordes insanos já começam a surgir. De acordo com a Wiki, a corrida pela conquista dos recordes exige alguns cuidados. Vários recordes foram removidos por razões éticas. Ao publicar recordes mundiais em uma categoria, o livro pode encorajar outros a tentar bater recorde que, mesmo à custa de sua própria saúde e segurança. Por exemplo, na sequência da publicação do recorde “o gato mais pesado”, muitos proprietários de gatos começaram a dar muito de comer ao seus animais para além dos limites do que era saudável, para entradas como estas foram removidos. Mas não parece ser o caso desses dois.

O primeiro conta a história de Har Parkash, um senhor de 67 anos que tomou uma garrafa de ketchup em apenas 39 segundos.

De acordo com o Daily Mail, o indiano é tão fanático por recordes, que afirma ser responsável por outros 19 títulos mundiais e até mudou seu nome para Guinness Rishi – numa tentativa de conquistar o reconhecimento do livro oficial. Embora, até agora nenhuma dessas acrobacias tenham sido reconhecidas oficialmente.

Seus registros incluem “a mais antiga adoção do mundo“, depois que ele tomou custódia legal de seu cunhado de 61 anos e a construção da mais alta torre com cubos de açúcar do mundo.

“Espero fazer com que minha família sinta-se orgulhosa”, disse ele.

Talvez tenha sido essa a causa que motivou o segundo recorde insano dos últimos meses. Terry Twining passou 48 horas sentando em 40.040 cadeiras no estário King Baudouin, na Bélgica.

Terry, que é oficial do exército, levou cerca de quatro segundos por cadeira, tudo isso após ter passado por uma operação de hérnia – semanas antes.

“Foi brilhante ter quebrado o recorde, mas as minhas pernas estão me matando”, disse ele ao The Telegraph.

O recorde anterior era de 39.250 lugares, estabelecido em 2007 no estádio Rose Bowl (mesmo estádio onde o Brasil foi tetracampeão de futebol, jogando contra a Itália).

Para entrar em forma para o desafio, Terry sentou em 9.205 lugares no estádio RAEC na Bélgica, levando 5:30 hrs – numa média de um banco a cada dois segundos. Além disso, ele correu 21 maratonas em 21 dias.

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!