Meu passado condenável

MeuPassadoMeCondena2_CreditoPapricaFotografia_300200_Fabio Porchat e Mia Mello

Há exatos 17 anos, passei pelo momento mais constrangedor de toda minha vida (até agora).

Como todo adolescente, eu e um grupo de amigos adorávamos transgredir regras, ainda que elas só fossem interessantes para nós, como, por exemplo, invadir pacificamente festas de 15 anos, como verdadeiros penetras. Me recordo claramente de um episódio deste meu passado que me condena até hoje, porque os amigos nunca esquecem.

Em um sábado qualquer, resolvemos invadir a festa em uma casa de festas qualquer no bairro vizinho ao nosso. As escolhas sempre levavam em consideração a chance de conseguirmos entrar sem o risco de sermos barrados já na portaria, e esta era especialmente convidativa – não tinha segurança.

Já na entrada, com todos bem vestidos, claro, resolvemos nos posicionar de maneira estratégica, próximo aos garçons. Afinal de contas, nenhuma festa penetrada era tão boa se não conseguíssemos comer e beber bem.

Bom, o mico histórico que paguei aconteceu já próximo à valsa dos 15 anos. Me posicionei próximo à pista de dança e comecei a observar as pessoas. Depois de alguns acordes da banda, tive a “brilhante” ideia de comentar o figurino dos convidados. Virei para um dos meus amigos e falei: “olha só a roupa daquele cara. Parece que veio fantasiado de cigano Igor. Ninguém avisou a ele que era festa de 15 anos?” e todos rimos. Em seguida, virei para o outro lado e disse:

– Olha aquela mulher de vermelho, tenho certeza que pegou a cortina de casa, fez dois buracos, colocou os braços e veio para a festa. Parece um balão de São João.

Sem perceber, o interlocutor não era meu amigo. Ele chegou para mim e disse:

– Aquela ali é minha tia, parceiro!

Percebendo a gafe, eu emendei:

– Não, não estou falando daquela, estou falando da outra, aquela com cabelo estiloso do lado dela!

– Aquela outra é minha mãe, amigo. E não é um “cabelo estiloso”, ela está fazendo tratamento de quimioterapia. A propósito, você foi convidado por quem?

Sem muito mais a dizer, fui convidado a me retirar da festa sem, inclusive, a companhia dos meus 5 amigos penetras que não perceberam a cena desastrosa e que tinham me dado carona no velho Fusca, sem um centavo no bolso.

Minha aposentadoria como penetra chegava ao fim depois de 1 hora de caminhada até em casa, debaixo de uma chuva alucinante.

Até hoje, sou motivo de chacota entre os amigos quando nos encontramos. E a cada novo encontro me sinto mais idiota, mesmo tendo se passado 17 longos anos.

Além de compartilhar este mico histórico, essa história serve também para lembrar que no dia 2 de julho estreia a sequência de Meu Passado Me Condena 2, com Fábio Porchat e Miá Mello. O primeiro, foi um grande sucesso de público, levando mais de 3 milhões de pessoas aos cinemas e este não deve ser diferente.

Confira um trailer.

poster-meu-passadp-me-condena

CONTINUE LENDO

Com direito a ar condicionado ligado, carro da prefeitura de Salvador é flagrado escondendo radar

radarescondido

Uma equipe de tv da Record Bahia flagrou um carro da Transalvador, órgão responsável pela fiscalização de trânsito na capital baiana, em uma situação no mínimo inusitada. O veículo estava estacionado ao lado de um radar de velocidade, dando a sensação que o estava escondendo da visão dos motoristas. Não bastasse isso, o automóvel estava com o ar condicionado ligado enquanto o motorista tirava um cochilo.

Para quem não sabe, a “pegadinha” com radares escondidos é ilegal. A lei diz que os órgãos responsáveis não são obrigados a informar que possuem radares, mas são obrigados a deixá-los à mostra.

CONTINUE LENDO

Zeca Camargo causa revolta de fãs ao criticar comoção pela morte de Cristiano Araújo

zeca_camargo

O apresentador Zeca Camargo está sendo muito criticado por fãs do falecido cantor Cristiano Araújo. O motivo é um vídeo feito por Zeca para a Globo News, no qual questiona a comoção causada pela morte do cantor, que não seria tão conhecido do público.

Assista ao vídeo e tire suas próprias conclusões.

Update ———–
O Zeca Camargo, no programa de hoje, tentou se desculpar com os fãs do cantor. O problema é que trocou o nome do cantor, chamando ele de…

Um vídeo publicado por Hugo Gloss (@hugogloss) em

E aí, depois disso, pediu desculpas pelo pedido de desculpas…

CONTINUE LENDO

10 ‘Photoshopadas’ bizarras encomendadas por políticos

Que muita gente usa Photoshop para se beneficiar de alguma forma não é nenhuma novidade. A coisa merece destaque quando você percebe que políticos acabam exagerando na dose e criando verdadeiros desastres digitais. Confira 10 deles.

desastre_photoshop_03

A foto editada pelo jornal Al-Ahram, do Egito, mostra o ex-presidente Hosni Mubarak à frente de um grupo de políticos influentes – entre eles, Obama. Mas logo a foto original chegou ao conhecimento de todos e percebemos que ele era o último.

CONTINUE LENDO

A verdade sobre o vídeo do drone quebrando asa de avião

drone_asa

Você já viu um vídeo que anda circulando pela internet, no qual um drone se choca com a ponta da asa de um avião? Se viu, deve ter se impressionado com a cena. Afinal de contas, aquilo é assustador.

Felizmente, tudo não passou de uma brincadeira. A responsável pelo vídeo é a empresa Branit, cuja URL pode ser vista impressa na asa do avião, como uma espécie de “pegadinha”.

Os responsáveis são especialistas em efeitos especiais e usaram o vídeo para demonstrar o trabalho deles. No vídeo a seguir você confere como foi feito.

CONTINUE LENDO

Pacientes de hospital público brigam por leito em pleno corredor

briga_maca

Uma cena no mínimo lamentável aconteceu no corredor e um hospital público aqui do Brasil. Um paciente agride outro por estar deitado “na sua maca”. Após dar um tapa no rosto do rapaz, ele diz: “Sai da minha cama”.

A cena foi registrada por um telefone celular e o responsável não informou em qual hospital ocorreu o fato. Entretanto, o cinegrafista amador disse que as brigas por macas são bem comuns nos corredores da instituição.

CONTINUE LENDO

Conheça o jogo de futebol mais violento do mundo

esporte_violento_01
Os jogadores usam chuteiras, caneleiras, meiões, uniformes e correm atrás de uma bola, mas as comparações com o nosso futebol acabam aí. Os praticantes de Calcio Storico se divertem chutando, socando e lutando contra seus adversários – no melhor estilo MMA.

O jogo tem origem na cidade italiana de Florença, no século XV, quando era considerado “pequeno demais para ser uma guerra e demasiado cruel para ser um jogo”.

A regra é simples de entender. Cada equipe tem 27 jogadores e eles estão autorizados a utilizar todos os meios a fim de obter a bola, antes de jogarem em uma rede fina, como se fosse um gol.

Bom, as imagens contam um pouco da história de cada partida.

CONTINUE LENDO