Atendente de telemarketing usa dados de cliente para passar cantada em cliente pelo WhatsApp

conversas_wifi_05

Um fato inusitado movimentou a tarde de uma jornalista após receber uma ligação do telemarketing da empresa NET. Ana Prado foi procurada pelo funcionário que a contatou no WhatsApp para passar uma cantada.

A jornalista contou no seu Facebook que recebeu uma ligação na terça-feira, 26, na qual um colaborador da NET tentava vender um serviço. Após recusar a proposta, ela conta que recebeu a mensagem: “Oi! Falei com você hoje. Desculpa, mas fiquei curioso por sua voz”. A conversa você acompanha a seguir.

CONTINUE LENDO

Briga entre clientes e funcionário de Mc Donald’s no RJ termina em vidros quebrados e racismo

briga mcdonalds

Uma discussão ocorrida no drive thru de uma loja do Mc Donald’s, no Rio de Janeiro, acabou em vidros quebrados, discriminação racial e até agressão física. As cenas registradas por um outro cliente mostram dois homens discutindo com um funcionário da lanchonete que atende em uma janela. Duas mulheres, que acompanhavam os clientes, tentavam desapartar a briga sem sucesso.

Em determinado momento, é possível ver o funcionário dizendo que ele é trabalhador e não está ali para ser destratado. Em seguida, um dos envolvidos na briga o chama de “macaco”.

A confusão termina após uma das mulheres dizer que está machucada. Todos entram no carro e vão embora.

Dica do amigo Eduardo Barreto.

CONTINUE LENDO

Homem que vestia-se de mulher para espiar garotas em banheiros é preso

zhang_01
Por quase dois anos, um chinês utilizou banheiros femininos para conseguir espionar as mulheres.

A estratégia de Zhang, como ele foi identificado, era vestir-se de mulher e observar as moças que entravam nos banheiros com um pequeno espelho. Além disso, imagens de 50 mulheres foram encontradas com ele.

Zhang, que usava roupas pouco discretas para quem queria disfarçar a identidade, utilizou por algum tempo o banheiro de uma faculdade, no qual disfarçou câmeras em lâmpadas e detectores de fumaça.

zhang_02

A polícia o prendeu em um banheiro de uma biblioteca, após denúncias.

Crédito

CONTINUE LENDO

Durante discussão, aluno passa a mão nas partes íntimas de professora

aluno_professor

Este episódio aconteceu em uma escola não identificada aqui no Brasil. Nele, um aluno conhecido como Nivaldo discute de maneira debochada com uma professora usando termos pouco apropriados e chega a ponto de passar a mão nas nádegas e nos seus seios. A cena foi registrada por uma outra aluna que ria muito da situação.

Desconfortável, a professora chega tentar afastar o rapaz, mas é recriminada por ele: “Você não me pariu, para estar me tocando!

CONTINUE LENDO

Sem saber, ladrões tentam assaltar policial e são recebidos a tiros

ladrao_carro

Um policial civil chegava em sua casa, em Uberlândia, Minas Gerais, acompanhado da esposa, quando percebeu que três homens suspeitos rondavam sua rua. Quando estacionou seu carro na garagem de casa, os sujeitos armados invadiram o local para darem voz de assalto. O que eles não esperavam era que o motorista os surpreendesse com vários tiros. Confira no vídeo.

Um dos bandidos morreu, um outro foi capturado pela polícia.

CONTINUE LENDO

Segurança pede ajuda após ter sua foto divulgada no Whatsapp como autor de estupro

fernando_01

A popularização das redes sociais está sendo encarada com muito otimismo aqui no Brasil. Ela tem sido responsável pela rapidez com que as informações trafegam e permite o fácil acesso a elas. Praticamente, na ponta dos dedos.

Entretanto, este avanço também vem acompanhado de uma série de problemas. A divulgação irresponsável de informações e boatos tem transformado a vida de algumas pessoas em um verdadeiro inferno.

O último episódio tem sido protagonizado pelo segurança José Fernando, após ter sua imagem associada a um estuprador e ver sua foto sendo compartilhada por meio do WhatsApp.

Tudo começou quando uma médica foi sequestrada no estacionamento de um hospital particular de Salvador e violentada sexualmente após sair do trabalho na noite do último dia 15.

Ao se aproximar do seu carro, o marginal a abordou e obrigou que entrasse no seu próprio carro, um Honda Civic. A violência foi praticada no matagal de um bairro afastado da capital baiana.

A vida de José Fernando começou a mudar quando a polícia divulgou um retrato falado do criminoso. Um usuário do Facebook achou Fernando parecido com a imagem divulgada pela polícia e passou a divulgar sua foto no WhatsApp como sendo do criminoso.

O segurança prestou queixa em duas delegacias e fez um desabafo no Facebook, esclarecendo que usaram indevidamente sua imagem e pedindo que as pessoas o ajudassem a esclarecer este mal entendido.

fernando_02

Segundo A Tarde, o real criminoso ainda não foi encontrado pelas autoridades.

CONTINUE LENDO

Sem ter como pagar quase de R$ 5 mil em salão, mulher tem visual desfeito

megahair

Há alguns dias, o vídeo de uma estudante de Curitiba vem dando o que falar. Nele, a mulher de 26 anos aparece retirando seu megahair e sendo orientada a remover a maquiagem que já feita.

Este trecho do vídeo já é o desfecho de uma história bem esquisita. Amanda foi ao salão Expert Beauty Center, no shopping Barigui, para colocar um megahair, fazer maquiagem, sobrancelha de henna, unhas de porcelana, decoração das unhas, escova, podologia e serviços de manicure.

O problema começou quando ela disse que não teria condições de pagar o serviço, no valor de R$ 4719. A princípio, Amanda teria informado que tudo seria pago pelo marido, mas este nunca apareceu. Como não havia condições de pagar, os funcionários começaram a desfazer todo o trabalho executado.

Amanda acionou seu advogado, que deve processar o salão. Ela afirma que o estabelecimento não informou o valor do serviço e que está abalada com a repercussão do caso.

CONTINUE LENDO