Um memorial incrível em homenagem às vítimas de um acidente aéreo

acidente_01
O dia 19 de setembro de 1989 entrou para a história com uma dos mais tristes episódios da história da aviação.

O vôo ATA 772 seguia de Brazzaville para Paris quando uma bomba foi detonada dentro dele enquanto sobrevoava o deserto do Sahara. Todos os 155 passageiros e 15 tripulantes morreram.

Quase duas décadas depois, os familiares das vítimas retornaram ao local do acidente para transformá-lo num memorial.

Durante dois meses, vários caminhões levaram pedras até o local.

Algumas peças foram desenterradas e as pedras colocadas cuidadosamente refazendo os contornos do avião.

Ao redor do círculo foram colocados 170 espelhos quebrados, numa referência a cada uma das vítimas, inclusive os terroristas.

CONTINUE LENDO

Cinegrafista amador flagra helicóptero caindo próximo a ele

locacao-de-helicoptero-em-sp
Este acidente aconteceu em Kroonstad, África do Sul, em novembro de 2013. Um cinegrafista amador filmou a queda de um helicóptero logo após a decolagem. Felizmente, ninguém morreu.

Segundo o órgão que fiscaliza acidentes aéreos, o piloto afirmou que o sistema hidráulico da aeronave havia falhado. O sistema, porém, foi testado após o acidente e não foi identificado nenhum problema.

Chegou-se a conclusão que o piloto teria, inadvertidamente, desligado o interruptor hidráulico em vez de selecionar o alto-falante, tornando incapaz o controle do helicóptero.

Apenas um passageiro sofreu ferimentos leves e foi levado ao hospital. Já o helicóptero, sofreu danos substanciais.

CONTINUE LENDO