Empresa britânica coloca funcionários para trabalhar sem roupa

Esqueça qualquer palestra ou curso de motivação de equipes que você já assistiu. Se você realmente quer motivar um grupo de trabalhadores, basta deixá-los nus. Pelo menos é assim que pensa o dono de uma empresa de marketing e design em Newcastle, Inglaterra.

Parece brincadeira, mas imagine se a empresa em que você trabalha resolvesse pedir para que todos fossem trabalhar sem nenhuma peça de roupa. O escritório decidiu quebrar as tradicionais regras do bem-vestir, orientada pelo psicólogo David Taylor e encorajada pelo chefe. O objetivo é alcançar melhores resultados e impulsionar o espírito de equipe.

O evento, batizado de Naked Friday (sexta-feira nua, em português), foi considerado um grande sucesso. A diretora, Sam Jackson, que tem apenas 23 anos, disse ao jornal britânico Daily Mail que “foi fantástico”.

Agora que nos vimos nus, não existem mais barreiras. Não fomos pressionados. Se quiséssemos vir vestidos ou apenas com a peça íntima, não teria problemas. Mas eu adoro meu corpo e não fiquei envergonhada“, concluiu ela.

Naturalmente, não foi fácil. Durante a semana que antecedeu o acontecimento, os funcionários foram encorajados a levar fotos de partes de seus corpos para torná-los mais confiantes. Um modelo nu também foi levado ao escritório para que eles pudessem interagir e acabassem de vez com a timidez.

Sam acrescentou: “Levou uma semana para que pudéssemos criar coragem. Foi um momento de grande tensão, mas descobrimos que éramos capazes de falar mais honestamente uns com os outros. A empresa melhorou de forma maciça.”

Resta saber se alguma empresa brasileira se interessa pelo método.

>> Já acessou o iG Jovem hoje?

CONTINUE LENDO

Droga em forma de personagem de desenho animado assusta pais

Até onde vão os traficantes? A última invenção é uma droga em forma de Transformers, Snoopy e até do presidente Barack Obama, que estão tomando as ruas de Kansas City – EUA – aumentando uma tendência que preocupa policiais e profissionais de saúde.

Os riscos da droga no organismo são arrasadores. “O usuário pode sofrer de aumento de pressão arterial e frequência cardíaca, até mesmo a morte“, alertou H. Westley Clark, diretor do Center for Substance Abuse Treatment, responsável pelo controle do uso de drogas ilícitas, ao site The Kansas City. Em termos de efeitos secundários, a droga provoca alterações de humor nos dias seguintes, surgimento de espinhas no rosto e perda de memória parcial.

Tudo começou no ano passado, com a venda de pílulas de ecstasy em forma de Homer Simpson, Bart e Tartaruga Ninja. A jogada é óbvia. Quanto mais os comprimidos se parecem com balinhas ou doces, mais expõem as crianças e adolescentes ao grande risco.

Somente no mês passado a polícia de Utah apreendeu mais de 500 comprimidos de ecstasy moldados com o rosto de Obama e Snoopy.

O comprimido com rosto de personagens é uma jogada de marketing para promover a dependência da droga. Além disso, a polícia disse já ter encontrado uma combinação de outras drogas, bem mais poderosas, utilizando o mesmo “disfarce”.

Na Austrália, mais de 60 pessoas morreram nos últimos anos vítima de ecstasy ou alguma outra droga relacionada. Nos Estados Unidos, não existem números exatos de mortes, mas relatos de cidades em oito estados afirmam ter registrado mais de 50 mortes em 2005, de acordo com o Substance Abuse and Mental Health Services Administration.

Já existe uma grande preocupação por parte da ONU, pois a grande escalada do crack e da cocaína se deu entre os menores de 18 anos. Em Kansas, 8,6% dos estudantes disseram já terem usado o ecstasy. Aqui no Brasil, a Escola de Enfermagem da USP avaliou 160 garotos de uma fundação em Ribeirão Preto e avaliou que 97% deles afirmaram já terem usado maconha e 65%, cocaína.

>> Já acessou o iG Jovem hoje?

CONTINUE LENDO

‘Extraterrestre’ encontrado no esgoto é fake

O vídeo mais visto da atualidade enfim foi explicado. Há alguns dias, um vídeo filmado em um esgoto da Carolina do Norte ganhou destaque por exibir uma criatura bastante diferente. Logo, várias pessoas começaram a supôr se tratar de um extraterrestre, desenvolvendo-se secretamente.

A polêmica foi desfeita pelas autoridades locais, que descobriram que o suposto extraterrestre na realidade era uma colônia de vermes tubifex. Os tubifex são pequenos vermes avermelhados que vivem no fundo dos mares, lagoa e rios, formando colônias muito densas. Eles servem, sobretudo, de alimento vivo para peixes.

O curioso movimento que eles fazem “é uma resposta à luz da câmera”, disse Ed Buchan coordenador do meio ambiente de Raleigh. “A luz é muito quente”, disse ele, de acordo com matéria do site Underwire.

>> Já acessou o iG Jovem hoje?

CONTINUE LENDO

Conheça 6 casos absolutamente incomuns ligados ao sexo

Manter-se satisfeito e interessado em descobrir novos temperos para uma relação faz parte da natureza humana. Entretanto, para experimentar novos rumos e apimentar a relação é importante tomar cuidado para não fazer do ato mais uma fato incomum a figurar como estatística. Veja seis casos absolutamente incomuns ligados ao sexo.

Pênis e cocaína não combinam
Um novaiorquino de 34 anos sofreu graves complicações após injetar cocaína em seu pênis. O caso ocorreu em 1987, no auge do uso de cocaína nos EUA. O homem buscava aumentar o prazer sexual e manter a ereção.

Segundo relato médico, o homem não identificado “ocasionalmente injetou uma solução de cocaína em sua uretra”. Ainda segundo registros, o sujeito acabou sofrendo de uma “persistente e dolorosa ereção, imediatamente após as relações sexuais”. Curiosamente, a ereção do rapaz durou – acreditem – três dias, até que tomou a decisão de procurar ajuda médica.

Se você está pensando em fazer o mesmo, é bom saber que mais tarde o homem desenvolveu coágulos sanguíneos na virilha, braços, pernas, costas e peito. Além disso, após 12 dias internado, uma gangrena havia tomado suas pernas, nove dedos e obrigou a amputação do pênis.

CONTINUE LENDO

Aparelho eletrônico promete aliviar as cólicas menstruais

Um dispositivo que dispara uma leve corrente elétrica através do abdômen pode aliviar radicalmente as dores causadas por cólicas menstruais.

O novo aparelho, que foi divulgado no jornal britânico Daily Mail, utiliza uma tecnologia chamada ‘terapia pulsada de campo eletromagnético’ (PEMF), que tem sido utilizada por muitos anos para tratar lesões. Estima-se que aproximadamente 75% das mulheres sofram de cólicas no período menstrual.

O novo dispositivo, conhecido como Allay (algo como acalmar ou aliviar, em inglês), oferece uma alternativa livre de drogas. Ele possui tamanho de um pires e utiliza uma malha metálica, ligada a uma bateria. A fixação no corpo é feita através da própria roupa íntima da mulher.

Quando está ligado, o dispositivo envia uma série de pequenas correntes através da malha interior, gerando um baixo impulso de cerca de um décimo de força eletromagnética, mas capaz de estimular as células, normalizando o equilíbrio e reduzindo a dor.

Para quem se interessou, o Allay deverá custar cerca de £ 30 e deverá estar à venda na Inglaterra dentro dos próximos seis meses.

>> Já acessou o iG Jovem hoje?

CONTINUE LENDO

Você conhece as probabilidades de morrer por causas diversas?

O “National Safety Council” é o órgão norte-americano líder mundial dos programas de educação para prevenção de acidentes e para formação de pessoal especializado em atendimento à emergências. Além disso, a NSC visa promover saúde e a segurança das pessoas através de treinamento.

Com isso, a NSC construiu uma lista de probabilidades de mortes por causas diversas, desde um ataque cardíaco até a mordida de um cão.

CONTINUE LENDO

Netbook Dell Mini 9 com FRETE GRÁTIS

A partir de hoje, 1º de julho, o netbook Dell Inspiron Mini 9, que possui wireless, webcam integrada, opções com modem 3G interno e bluetooth, estará com FRETE GRÁTIS para todo o Brasil, além de R$ 100 de desconto! Segundo a Dell, a intenção é proporcionar a melhor experiência em mobilidade e conectividade total, de onde você estiver.

Esta oferta é por tempo limitado. CLIQUE AQUI para maiores detalhes.

Publieditorial

CONTINUE LENDO