Garota desenvolve tipo raro de alergia a praticamente todas as coisas

O sorriso no rosto de Molly Harrad nem de longe revela os problemas que a garotinha de 10 anos precisa enfrentar. Ela sofre de um raro caso de “alergia à vida moderna” e não é exagero. Ela tem alergia a uma série de materiais, desde alimentos até um simples carpete.

Curiosamente, o que inglesa come desencadeia uma reação no organismo, o que ela toca oferece resposta semelhante no exterior. Dessa forma, pegar um telefone, manipular moedas ou segurar uma caneta afeta sua pele da mesma maneira.

Para evitar alergias graves e minimizar os problemas a garota tem que usar luvas de algodão o tempo todo, inclusive na cama. Até mesmo um sapato é dispensável, já que nem as palmilhas de couro livram as feridas dos seus pés.

Seus pais explicaram ao jornal Daily Mail que começaram a perceber algo errado quando ela ainda era um bebê. Toda vez que a garota era alimentada com leite, gritava muito. O estômago de Milly estava inchado.

Em seus primeiros dois anos, Molly, que tem uma irmã mais velha e normal, desenvolveu uma série de outras alergias alimentares, incluindo: ovos, soja, glúten, milho e outros frutos, todos posteriormente confirmados pelos médicos. As alergias na pele foram diagnosticadas após seus pais noterem que a maioria dos objetos que ela tocava deixavam marcas vermelhas nas suas mãos.

Ainda sem saber como curar a doença, seus pais declararam: “Disseram que ela ficaria melhor quando ficasse mais velha, mas não é o que acontece.”

Para você ter uma ideia do problema, os pais da garota precisaram modificar totalmente a rotina. Eles mandaram remover todo o carpete da casa e substituí-lo por pisos de madeira, os sofás de couro sintético foram trocados e até mesmo o ar condicionado do carro e seus assentos de couro foram retirados. Suas roupas precisam ser feitas com 100% de algodão, assim como as meias.

Na escola ela tem sua própria geladeira e torradeira. Assim, ela pode ter seu próprio almoço preparado por uma das assistentes, sem precisar entrar em contato com os alimentos que podem desencadear um choque anafilático e parar a sua respiração.

Seu pai disse que está desesperado “Só queremos sair desta situação e termos um novo começo, em vez.”

>> Já acessou o iG Jovem hoje?

CONTINUE LENDO

Alguém quer faturar um N85 na faixa?

Fregueses, vocês já sabem que estamos participando do NJornadas, uma competição entre Rodrigo Scarpa (o Vesgo) e Danilo Gentili, não é?

Para quem não lembra, semanalmente um desafio é lançado na internet e o time vencedor conquista um celular Nokia N85 para sortear entre os visitantes dos blogs.

Na semana passada, o time do Gentili foi o vencedor, mas nessa semana certamente vamos vencer o desafio e faturar um celular. Essa semana, a brincadeira com os internautas é a seguinte, o Rodrigo, assim como o Gentili, gravaram um vídeo e você deve fazer um outro vídeo simulando uma conversa com ele. Não é por nada não, mas as chances de ganhar um N85 são boas, já que ficamos sabendo que poucas pessoas estão participando.

O vídeo abaixo foi gravado pelo Rodrigo e deve ser usado como referência para a criação do seu. Clicando aqui você pode enviar seu vídeo e deve dizer que está do lado do time do Rodrigo (e do Buteco, claro).

CONTINUE LENDO

Entrar numa loja e dançar freneticamente deve ser muito divertido

Um Flash Mob* bem interessante ocorreu numa loja de roupas nos EUA. Eles invadiram o local vestidos com aquelas calças usadas pelo rapper Mc Hammer, deixando quem não sabia da ação de boca aberta.

*Flash Mob, segundo a Wikipedia, é uma aglomeração instantâneas de pessoas em um local público, para realizar determinada ação inusitada, previamente combinada, após o que, as pessoas se dispersam tão rapidamente quanto se reuniram. A expressão geralmente se aplica a reuniões organizadas atraves de e-mails ou dos meios de comunicação social.

>> Já acessou o iG Jovem hoje?

CONTINUE LENDO

Empresa japonesa oferece aluguel de "amigos falsos"

Você vai casar ou dar uma festa e está preocupado em não aparecer ninguém? Uma empresa de Tóquio aluga amigos – isso mesmo, amigos – que fazem qualquer lista de convidados bombar.

Por 127 euros (aproximadamente de R$ 346), a Office Agents envia um funcionário para assistir seu casamento como se fosse convidado comum. Além disso, se você quiser, por mais R$ 170 ele puxa uma sessão de discurso e com um extra de R$ 87 chama os demais convidados para dançar.

Segundo o jornal The Telegraph, a recessão impulsionou a popularização do serviço. Com o crescente número de desempregados, as pessoas contratam chefes e colegas falsos, só para ocultar sua situação diante da sociedade e manter um ar de respeitabilidade.

“De repente, um convidado pode não ser capaz de comparecer. Ou talvez você esteja preocupado com a quantidade de amigos, em comparação com seu parceiro”, disse Hiroshi Mizutani, diretor da empresa.

A empresa também prevê a contratação de falsos companheiros para acompanhar o cliente em eventos profissionais e funerais.

Sobre os “fakes”, o Sr. Mizatani declarou ao jornal: “Eles são alegres e agem como se fossem colegas e amigos regulares”. Cada um com seus problemas.

>> Já acessou o iG Jovem hoje?

CONTINUE LENDO