Seu pai já teve uma? Projetista mostra como seria a nova versão da antiga Brasília.

Quem é apaixonado pela antiga Brasília (ao lado) pode começar a sonhar com um novo modelo do carro, sucesso na década de 70.

A nova versão, que por enquanto ocupa as telas dos computadores, ganhou novo visual, baseado no Audi A1, que deve chegar ao mercado europeu nos próximos meses. A grande mudança fica por conta da redução do tamanho do carro, que passaria a ser hatch. A frente atenderia ao visual conhecido no New Beetle e a traseira seria inspirada no Scirocco.

A reformulação é assinada pelo designer Eduardo Oliveira. Bom, veja como seria toda essa mudança e dê sua opinião.

Veja outras notícias e posts no Buteco da Net

CONTINUE LENDO

Fotos exibem as lindas soldados israelenses

Muita gente nem imagina, mas o exército israelense também possui sua porção feminina. Em uma sociedade onde a segurança é de importância crítica, as mulheres vêem a igualdade no exército como uma maneira de atingir a igualdade social.

Em 2007, um documentário chamado ‘To See If I´m Smiling’ mostrou os bastidores do exército feminino israelense. Alguns depoimentos serviram para ilustrar o cotidiano nas batalhas pela conquista dos territórios palestinos por Israel.

Uma das garotas declarou que foi obrigada a esfaquear corpos para esconder os sinais de abusos cometidos por soldados israelenses. No filme, elas relembram os vários episódios que envolveram-se desde o início dos conflitos.

Curiosamente, a beleza das garotas é inversamente proporcional aos propósitos aos quais elas estão reunidas. Confira as fotos.

CONTINUE LENDO

Livro ensina como aprontar receitas à base de sêmen

Você é uma daquelas pessoas que não dispensa um prato exótico? Gosta de brincar na cozinha e de experimentar novas combinações? Então recomendo a você o livro Natural Harvest – A Collection of Semen-Based Recipes.

Só para você ter uma idéia do que se trata, basta ler sua descrição:

O sêmen não é apenas nutritivo, mas também possui uma ótima textura e propriedades culinárias maravilhosas.

Assim como vinhos e queijos, o sêmen possui um gosto complexo e dinâmico. Embora possua todas essas qualidades, o sêmen continua sendo negligenciado como alimento. O objetivo desse livro é mudar isso.”

Isso mesmo, as receitas do livro são todas criadas à base de sêmen – de acordo com as imagens acima. Folheando as páginas, você encontrará entradas, pratos principais e sobremesas, aguardando a boa vontade de fazer e consumir.

Curiosamente, há alguns meses uma pesquisa encomendada pelo Jornal de Comportamento Sexual dos EUA, atestou que o sêmen possui propriedades antidepressivas. De acordo com a pesquisa, 293 mulheres com sintomas de doenças psíquicas que mantinham relações sem preservativo tiveram seus sintomas reduzidos, em relação às que usavam preservativo.

Mas voltando ao assunto principal deste post; alguém disposto a experimentar um desses pratos?

Veja mais notícias e posts no Buteco da Net

CONTINUE LENDO

Homem é condenado a receber 20 gotas de ácido nos olhos

Olho por olho, dente por dente“, foi esta a forma que o tribunal de Teerã resolveu punir um sujeito que jogou ácido no rosto de uma garota.

A pena do rapaz foi compatível ao dano causado à vítima: 20 gotas de ácido nos olhos.

Tudo ocorreu em novembro de 2004 quando, na ocasião, Movahedi pediu a mão da moça em casamento. Revoltado por ter sido rejeitado, ele não pensou duas vezes em vigar-se, jogando ácido no seu rosto.

Desde o atentado, a garota submeteu-se a 17 cirurgias na Espanha, numa tentativa frustrada para reconstruir seu rosto. Seus ferimentos provocaram a perda de um olho e deixou o outro cego. De acordo com o Jornal The Guardian, o governo iraniano chegou a gastar cerca de R$ 66 mil pelo tratamento.

Movahedi disse no julgamento que decidiu atacar Bahrami depois que ela disse que tinha casado com outra pessoa.

Decidi jogar ácido no seu rosto, porque seu marido a deixaria e só assim poderia tê-la“, disse ele.

Ao ser questionada se desejava que a aplicação da lei do talião fosse adotada, ela declarou que a condenação era “selvagem”, mas aceitava que as autoridades aplicassem 20 gotas de ácido no rapaz para ele entender como ela está sofrendo.

Você é à favor dessa lei? Acha que a criminalidade diminuiria no Brasil caso essa medida fosse adotada?

Veja mais notícias e posts no Buteco da Net

CONTINUE LENDO

Sósias: As celebridades e seus ‘clones’ quase perfeitos

Embora o cachê seja bem menor do que o sósia famoso cobraria, é possível ganhar dinheiro simplesmente parecendo com alguém famoso.

Se você é sósia de alguém famoso e deseja tirar proveito monetário com isso, pode começar procurando por uma agência. Os sósias costumam participar de recepções, aniversários, festas de final de ano e outros eventos, pois o que não falta é mercado. Os valores de cachê variam e conta vários pontos à favor do sósia, caso o ‘original’ esteja em evidência.

Bom, para você ter uma noção disso, veja a seguir 16 sósias de gente famosa espalhados pelo mundo.

CONTINUE LENDO

Os 10 mais extremos exemplos de desigualdade entre homens e mulheres

Você já percebeu que muitos governos rotineiramente reprimem a sociedade civil, restringindo a liberdade de imprensa, expressão e reunião? Obviamente, essas restrições afetam adversamente tanto os homens como as mulheres, entretanto, elas estão sujeitas a uma série de violações que ferem sua participação plena na sociedade.

Aqui você encontra uma lista (traduzida originalmente do site Listverse) contendo os dez mais extremos exemplos de desigualdade entre homens e mulheres, no mundo de hoje.

Mulher não pode dirigir!

A Arábia Saudita é o único país do mundo onde as mulheres são proibidas de dirigir. Aliás, nem carona em moto é possível. Já os homens não estão autorizados a dar carona às mulheres que não estejam intimamente relacionadas com ele. Logo, enfrentamos uma questão lógica: se os homens não estão autorizados a conduzir mulheres e as mulheres são proibidas de dirigir, quem vai conduzir o ônibus escolar?

Felizmente algumas lideranças do governo e clérigos já afirmaram que não há nada no Corão que proíba mulheres na direção. O desafio maior será fazer com que a sociedade aceite a mudança.

Mulher tem que vestir a roupa determinada

Em 2001, um grupo quase desconhecido, o Lashkar-e-Jabar, definiu que todas as mulheres deveriam adotar um código de vestuário. Na ocasião, milhares de muçulmanas viram-se obrigadas a cobrir todo o rosto, depois que duas delas, que não estavam vestidas de acordo com o código, foram atacadas com ácido. Aliás, no quesito “roupa”, as diferenças são mais evidentes. Em 2002, quinze meninas morreram em um incêndio numa escola em Meca, por não estarem vestidas de acordo com os preceitos islâmicos. Segundo informações de testemunhas, policiais foram vistos impedindo que homens ajudassem as garotas, alegando que era “um pecado se aproximar delas”.

Divórcio nem pensar

Em muitos países o divórcio é figura carimbada nos tribunais, já em outros, a história é bem diferente. No Líbano, por exemplo, as mulheres maltratadas não podem pedir o divórcio com base “apenas” no abuso. É necessário ter o depoimento de uma testemunha ocular. Já as mulheres egípcias, podem exigir o divórcio, desde que renunciem aos direitos financeiros do casal. Basicamente, elas tem que comprar sua liberdade. Em Israel, o divórcio também é possível – entretanto – quem oferece o divórcio é o homem, nunca o contrário.

Mulher não pode estudar

Em muitas zonas do Afeganistão, as meninas são muitas vezes tiradas da escola, quando alcançam a puberdade. Fatores culturais fizeram com que, por muitos anos, as meninas fossem proibidas de frequentar escolas e apenas cerca de 1 milhão de meninos fossem às aulas. A falta de professoras, o grande número de escolas apenas para garotos e outras barreiras culturais, também contribuem para que o Afeganistão tenha apenas 35% dos estudantes do sexo feminino.

Mulher não pode viajar

Maridos no Egito e Barein podem registrar uma queixa oficial no aeroporto, para proibir suas esposas de deixar o país por qualquer motivo. Na Síria, também as esposas podem ser impedidas de viajar. No Iraque, Líbia, Jordânia, Marrocos, Omã e Iêmen, as mulheres casadas devem ter uma permissão assinada pelo marido para viajar, ou serão impedidas sumariamente. Na Arábia Saudita, as mulheres devem obter autorização formal do parente mais próximo do sexo masculino para deixar o país ou viajar em transportes públicos dentro do País.

Vítimas de violência

Desigualdade de direitos legais da mulher aumentam a sua vulnerabilidade à violência. Em muitos países, não existem leis específicas para punir a violência doméstica, ainda que essa violência seja um problema generalizado. A violência doméstica é geralmente considerada como um assunto privado, fora da jurisdição do Estado. O estupro contra a esposa não é considerado crime; maridos tem direito absoluto sobre o corpo das esposas. Códigos penais em diversos países tem disposições que autorizam a polícia e os juízes a retirarem as acusações contra um estuprador, se ele aceita casar-se com sua vítima.

Direitos de custódia

No Bahrain, onde a justiça familiar não é reconhecida, juízes tem o poder de negar às mulheres a custódia de seus filhos, por razões arbitrárias. As mulheres que foram suficientemente corajosas para denunciar estas violações e tentaram mudar as leis, foram processadas por calúnia por onze juízes de família.

Cidadania

A maioria dos países da região, com exceção do Irã, da Tunísia, Israel e uma parte do Egito mantém regras restritas sobre a cidadania. Mulheres casadas com estrangeiros tem esse direito negado.

Subjugação sexual

Em Marrocos, as mulheres tem muito mais probabilidade de serem acusadas de terem violado o código penal, porque pularam a cerca no casamento do que os homens. Mulheres solteiras e grávidas sofrem constante risco de perseguição. O código penal marroquino também considera o estupro de uma virgem, como uma circunstância agravante de assalto. A mensagem é clara: o grau de punição do agressor é determinado pela experiência sexual da vítima.

Morte de bebês do sexo feminino

O bebezinho acima está apenas dormindo, mas na China, o descaso com crianças do sexo feminino é absurdo. Muitos casais pagam por ultra-som ilegais, para descobrir o sexo do bebê, afim de abortar a gravidez, caso seja uma menina. Os abortos de crianças do sexo feminino ocorrem motivados pela política do governo chinês de permitir o nascimento de apenas um filho por casal, como forma de controlar o crescimento do País. O problema é que, muitos casais preferem tradicionalmente herdeiros do sexo masculino, pois imaginam que os meninos são melhores do que as meninas.

O governo chinês lançou no ano passado, novas regras para estabelecer punições mais severas para os pais e médicos envolvidos nessa prática.

Você já visitou o iG Jovem hoje?

CONTINUE LENDO

Prato do dia: Links ao suco de Arnica

Sem nenhum critério lógico, o Gerente do Buteco da Net escolhe uma quantidade de links e serve-os sempre acompanhados de um bom vinho. Bom apetite, porque os links hoje estão sensacionais!

Quer twittar? Twitta para ganhar um Nokia N96, | Veja

Webcam funcionando como olho biônico | Veja

Disenteria durante a entrevista | Veja

Momento nostalgia: Lembram do passarinho da Philco? | Veja

Um sonho que pode valer, nada mais – nada menos do que, R$ 1 milhão | Veja

Nunca mais reclame dos programas infantis brasileiros | Veja

O melhor beatbox do mundo | Veja

Era uma vez um surfista | Veja

Fotos assustadoras de modelos anoréxicas | Veja

Paulada ao vivo | Veja

Mansão de R$ 2,5 mi para cachorros | Veja

Imagens diversas e divertidas do dia | Veja

A evolução da escrita na Internet | Veja

Fotos do bumbum mais bonito do mundo | Veja

BigMac x Big King | Veja

Como carregar um iPod usando uma cebola | Veja

Conheça o Xuming Mistura de Xumbrega com Tunning | Veja

Policiais são flagrados em ‘festinha’ com prostitutas | Veja

Placas engraçadas espalhadas pelo mundo | Veja

Caricaturas de famosos | Veja

Silvio Santos Facts | Veja

CONTINUE LENDO

Chegou a hora de rever seus conceitos em relação à beleza

Você é uma daquelas pessoas que ficam deprimidas quando folheia uma revista de moda ou de celebridades? Sente inveja das maravilhosas modelos com lindos vestidos que parecem feitos sob medida? Sua bicicleta ergométrica e caminhadas matinais parece que nunca irão surtir o efeito desejado? Então esqueça tudo e comece a tomar aulas de Photoshop. Quem sabe você consegue fazer uma produção parecida com a modelo da foto acima?

Clique sobre a foto ou aqui para ver o ‘antes e depois do Photoshop’.

CONTINUE LENDO

Sutiã para homens vira sucesso de vendas no Japão

E quem foi que disse que homem não pode usar sutiã? No Japão, por exemplo, a moda já começa a fazer sucesso entre os homens, provocando debates acalorados na internet.

O Rakuten, uma espécie de centro comercial on-line japonês, decidiu lançar há cerca de duas semanas uma linha de langerie para rapazes. Curiosamente, contrariando qualquer previsão, as roupas íntimas despertaram um súbito interesse nos homens, à ponto de esgotar o estoque da loja.

“Eu gosto de me sentir apertado. É uma boa sensação”, declarou Masayuki Tsuchiya, representante da loja Wishroom, ao jornal Telegraph.

Akiko Okunomiya, diretora executiva da empresa, declarou que eles estão surpresos com o número de homens que estão à procura de “sua mulher interior”.

“Acho que mais e mais homens estão interessando-se pelos produtos. Desde que lançamos os sutiã para homens, recebemos vários retornos de clientes dizendo ‘uau, há muito esperávamos por isso’ “, disse ela.

Interessou? Os sutiãs estão disponíveis nas cores: preto, branco e rosa. Entretanto, o que menos importa é a cor, já que a Rakuten promete “fazer você se sentir mais suave” e “dar-lhe um sentimento de alívio — pois esse é um sentimento muito importante”.

Japoneses realmente gostam da peça íntima. No início do ano, uma outra empresa japonesa divulgou o lançamento de um sutiã capaz de recarregar um iPod.

Alguém disposto a experimentar?

Veja mais notícias e posts no Buteco da Net

CONTINUE LENDO