6 dicas para detectar se uma pessoa está mentindo

Embora conheçamos mentirosos habituais, impossíveis de serem desmascarados, alguns não conseguem esconder o nervosismo e acabam se entregando. Quando estiver desconfiado de que seu animado interlocutor está tentando lhe passar a conversa, preste atenção em sua linguagem corporal. Ele provavelmente…

Evitará olhar nos olhos

Olhos são mais sinceros que palavras, e uma pessoa que está conscientemente mentindo receia que, através do olhar, transmita um sentimento que o contradiga (provavelmente, nervosismo, ansiedade ou uma ponta de arrependimento).

Terá ataques de coceira


Ok, não são ataques, mas a ansiedade gerada pela necessidade de convencer sobre algo falso cria pequenos tiques, como ficar passando a mão no cabelo, coçando o nariz, esfregando os olhos…

Falará demais


Uma pessoa culpada tende a falar do que o costume, a fim de ‘parecer natural’, exagera nos detalhes e não suporta pequenos silêncios entre os assuntos.

Terá mudanças emocionais

A frequência e a duração de gestos emocionais, como sorrisos, gargalhadas, abraços e até tapinhas nas costas difere do habitual, uma vez que a pessoa perde a espontaneidade ao fingir suas próprias reações.

Pulará de um assunto a outro

Ao mudar constantemente o foco da conversa, o mentiroso tenta criar um novo contexto e evitar que a outra pessoa, ao repensar um tópico do assunto anterior, perceba a mentira.

Terá desequilíbrio

Uma pessoa tranquila e relaxada permanece algum tempo na mesma posição. Alguém ansioso, ao contrário, costuma ficar mudando o peso corporal de um pé para outro.

Explicará demais

Ao menos que seja um mentiroso profissional e improvisador, a pessoa que conta uma mentira ensaiou mentalmente antes, elaborou um cenário e detalhes para parecer convincente e elencou justificativas para possíveis perguntas. Se alguém chega até você um um discurso espontaneamente elaborado demais, pode ser mais sinal.

Baseado no texto Detecting Lies: 10 Subtle Signs of Lying, via Metaexecutiva

CONTINUE LENDO

Cuidados para sobreviver a acidentes aéreos

Você sabia que o risco de alguém morrer andando de bicicleta é cinco vezes maior do que num desastre de avião? E que a chance de morte num acidente de carro é de uma em sete mil, enquanto que num acidente aéreo é de apenas uma em dois milhões?

Toda essa segurança é garantida pelas companhias aéreas, que a cada ano, investem milhões de dólares em simulações: aviões controlados à distância são derrubados intencionalmente para estudos e pesquisa em segurança.

Apesar disso, quando um avião cai, parece que não tem escapatória. Mas especialistas afirmam que não é assim sempre. Quem está dentro de uma aeronave em apuros pode tomar algumas precauções e aumentar as chances de sobrevivência.

Mas será que esse pânico todo faz sentido? “Todo mundo acha que a maior parte das pessoas envolvidas em acidentes aéreos morre. Não é verdade: 90% dos acidentes têm sobreviventes”, diz Tom Barth, especialista em impacto.

Um documentário, produzido pela televisão inglesa BBC, apresenta vários motivos para não se desesperar.

Primeiro: a posição na poltrona conta muito. Durante o impacto, o corpo é jogado para frente com violência. O importante é baixar o tórax o máximo possível, protegendo a cabeça com as mãos e com as pernas. Há várias maneiras de fazer isso.

O especialista em impacto, Tom Barth, sugere ainda a adoção do air bag. Ele seria instalado no cinto de segurança.

Um dos bonecos do teste está com air bag. O outro não. Há diferença na hora do impacto. O passageiro sem air bag teria uma fratura no crânio e provavelmente morreria.

Mas e quando o avião cai na água? Será que não cair em terra é uma bênção ou um castigo?

Ao todo, 52 pessoas sobreviveram a um acidente na costa da África. Entre as vítimas, muitas morreram porque inflaram seus coletes salva-vidas na hora errada, antes de saírem do avião. Quando a água entrou, elas flutuaram e ficaram presas contra o teto.

Então, só encha o colete fora do avião. Mas depois que sair, trate de encher logo: é que a água provavelmente estará cheia de combustível. Nesse caso, é quase impossível boiar sem a ajuda do salva-vidas.

“Outra providência importante é ficar junto dos outros sobreviventes na água. Isso ajuda a manter o corpo aquecido e facilita a visualização do grupo pelos vôos de resgate”, ensina Mac McLean, especialista em evacuação.

Bom, o acidente já aconteceu e você sobreviveu ao impacto. Agora o mais importante é sair do avião.

Sabe o que é fundamental nessa hora? Manter a calma.

O pânico é um grande adversário. A simulação mostra bem o que acontece quando há uma situação de emergência.

“Na hora da confusão, tentar encontrar alguém prejudica todo mundo. O melhor é sair logo e procurar a pessoa do lado de fora. É como uma rua de mão única. Se um único carro vier na contramão, ninguém mais anda”, aponta Helen Muir, especialista em comportamento.

Por isso, os especialistas recomendam que as famílias se sentem sempre juntas.

A fumaça num ambiente fechado tem um efeito devastador.

“Inalar os gases tóxicos da combustão deixa a pessoa inconsciente em poucos segundos. E isso pode significar a morte”, alerta Stephen Veronneau, investigador de acidentes aéreos.

Em uma simulação, voluntários tinham apenas 90 segundos para sair do avião. Mas metade do grupo não conseguiu. Numa situação real, elas não teriam sobrevivido.

Uma boa dica é contar o número de poltronas entre a saída mais próxima e o lugar onde você está sentado, caso as luzes de emergência não acendam.

Será que é melhor se sentar no fundo do avião?

Será que o lugar mais seguro é na frente? Ou será que bom mesmo é ficar pelo meio? O mais aconselhável, dizem os especialistas, é sentar perto das saídas de emergência, não importa em que lugar do avião.

E mais, fique esperto: evite tomar bebidas alcoólicas ou tranqüilizantes durante um vôo. Caso ocorra um acidente, você precisa estar lúcido.

“Eu tinha a consciência de que a bebida seria prejudicial, o que não aconteceu para muitas pessoas. Acredito que a morte de algumas pessoas se deu pelo fato de terem bebido”, acredita Paulo Sérgio Altieri.

Além disso, apertem os cintos. “O impacto é a primeira prova de sobrevivência. Por isso, estar sempre com o cinto de segurança atado é fundamental”, ensina Tom Barth.

Com todas essas dicas até que dá para embarcar mais tranqüilo. Boa viagem.

Via Fantástico

CONTINUE LENDO

Mitos e Verdades sobre os cabelos

Lavagem

Senso comum: esfregar os cabelos com vigor durante a lavagem é fundamental para deixá-los mais limpos.

MITO
A palavra dos especialistas: além de não resultar em cabelos mais limpos, esse método ainda os torna mais quebradiços em conseqüência do excesso de atrito. Depois de quatro meses de lavagens tão vigorosas, algo como 80% das proteínas naturais protetoras dos fios terá ido embora.

Espuma

Senso comum: espuma é sinônimo de cabelos bem lavados

MITO
A palavra dos especialistas: os fabricantes costumam incluir na fórmula do xampu substâncias para provocar a espuma – mas ela apenas dá uma sensação de limpeza, sem nenhum efeito positivo sobre os cabelos.

Lavagem todos os dias

Senso comum: não é bom lavar os cabelos todos os dias.

VERDADE
A palavra dos especialistas: a lavagem diária costuma ser desnecessária do ponto de vista da limpeza, e esse hábito ainda ajuda a acelerar a perda de proteínas naturais dos cabelos, sem as quais eles se tornam enfraquecidos e perdem o brilho.

Sol

Senso comum: a exposição freqüente ao sol muda a cor dos cabelos

VERDADE
A palavra dos especialistas: isso ocorre em conseqüência da ação dos raios ultravioleta sobre a melanina, aquele pigmento responsável pela cor dos cabelos. Ela se decompõe – e os fios mudam de cor.

Preço

Senso comum: os xampus mais caros são os melhores

DEPENDE
A palavra dos especialistas: para a função fundamental, de limpeza, todos os xampus são basicamente iguais. Alguns vêm com substâncias adicionais que podem, de fato, melhorar o estado dos fios e, eventualmente, dar brilho a eles. Em teoria, nos xampus mais caros tais substâncias são de melhor qualidade, portanto mais eficientes – mas não há nenhum estudo científico para comprovar tal tese.

Via: Veja

CONTINUE LENDO

10 erros sexuais que as mulheres NÃO devem cometer

1º. Não critique seu físico

Você gostaria que alguém comentasse sobre suas gordurinhas extras durante o sexo? Eles também não. É importante aceitar o outro como ele é, sem destacar a todo momento os seus defeitos. Além de se sentir incomodado, essa atitude cortará toda a inspiração do momento.

2º. Não critique suas partes “íntimas”

Sabemos que a “parte sexual masculina” é um drama para todos os homens. Se for maior, menor, mais duro ou não que o do seu parceiro anterior, não há motivos para discutir sobre isso. Muitos homens sofrem de insegurança e a crítica é motivo suficiente para que eles não queiram ter mais nenhum tipo de intimidade com você.

3º. Não o compare

É fato que ao encontrar um parceiro novo, as comparações começam a brotar na sua cabeça. Você pensa no que o outro fazia melhor e em quais pontos o atual vence. A verdade é que nenhum homem é perfeito na arte do sexo e muito menos um é igual ao outro. Enquanto essas comparações existirem, você não estará totalmente entregue ao parceiro. Lembre-se: eles sempre querem ser os únicos e melhores.

4º. Não divulgue sua lista

É ótimo ter tido diversos parceiros antes de encontrar a alma gêmea, pois dessa forma você pôde acumular conhecimento na área. Mas evite comentar sobre seu extenso prontuário. Ele não se sentirá bem ao saber da história de sua vida sexual. Além do mais, o atual pode se questionar se está a altura dos anteriores.

5º. Diga não a passividade

É verdade que eles gostam de ter o controle, mas, às vezes, os homens preferem que as parceiras tomem a iniciativa. Eles gostam de receber e não só de atuar. Por isso, ser sempre a passiva no jogo amoroso pode levar a relação à rotina e deixar o sexo um pouco entediante.

6º. Mantenha a intimidade

Eles odeiam saber que você conta nos mínimos detalhes para suas amigas o que acontece nas relações sexuais, sejam as peripécias ou os fracassos. Você pode relatar seus sentimentos e briguinhas bobas, mas jamais o que ocorre entre quatro paredes. Caso isso ocorra, ele se sentirá traído.

7º. Lembre-se: ele não é seu empregado

Há momentos em que eles ficam encantados em ser seu escravo sexual. Mas antes de tomar essa atitude, confirme se esta é uma vontade do seu parceiro. Primeiro sugira ou tome essa atitude se ele pedir. Os homens também se preocupam em saber quais são as preferências das mulheres, ainda que não reconheçam, eles vêem o sexo como algo que vai além de um ato de meramente carnal.

8º. Ele não é de ferro

Não é porque ele é homem que passa a maior parte do tempo pensando em sexo. Há situações que podem incomodá-lo, como ter relações quando você está naquele período crítico do mês. Não o obrigue a fazer algo que não queira.

9º. Dê um respiro

Talvez você possa recuperar o fôlego rapidamente depois de um orgasmo, mas com eles não é bem assim. Depois da ejaculação, o membro masculino se relaxa e é necessário um tempo para que volte a se ativar. Por isso, nem tente excitá-lo logo após o ápice da relação, esse pode ser um momento um pouco desagradável.

10º. Pare de se mover

Quando eles chegam ao orgasmo, a glande fica extremamente sensível, por isso, continuar se movimentando pode gerar dor. Tente permanecer imóvel por alguns instantes.

Lista10

CONTINUE LENDO

Vídeo de 'Gnomo' aterroriza cidade argentina

Imagens gravadas por um jovem transformaram-se no grande medo dos moradores uma pequena cidade no interior da Argentina. O “gnomo” de General Güemes, na província de Salta, teria sido flagrado ao lado do cemitério da cidade no início de março. Um anão? Uma criança? Um boneco? Ninguém consegue convencer a população da cidade de que o vídeo, que mostra o pequeno ser vestido “a caráter” e caminhando aos saltinhos, não prova a existência de algo “sobrenatural”.

“Estávamos conversando sobre a última vez que fomos pescar, era cerca de 1h da manhã e comecei a gravar meus amigos fazendo bagunça. De repente, escutei um barulho estranho, como alguém estivesse arremessando pedras. Olhei para o lado e vi o duende ali, se mexendo”, afirma José Alvarez, autor da gravação, em entrevista ao jornal argentino “El Tribuno”. Alvarez e os colegas teriam deixado o local correndo. “Fiquei com muito medo”, afirma.

O caso tomou a cidade quando o vídeo, que está disponível no YouTube, foi exibido por um canal de televisão local. A baixa qualidade das imagens mantém viva a lenda de que a cidade seria “casa” de um gnomo. Desde então, dezenas de pessoas se reúnem todas as noites na região do Cemitério Cristo Rei para tentar ver o “duende de Salta”.

Não é a primeira vez, no entanto, que os moradores da província localizada no extremo norte da Argentina relatam a visão de “gnomos”. Em outubro de 2007, funcionários de uma empresa de transportes ferroviários teriam recebido a visita do pequeno ser.

Salta, terra da inventora das empanadas, também é uma das maiores regiões vinícolas do país, responsável por quase toda a produção de vinho branco da uva torrontés. Todos que viram o pequenino mistério, no entanto, juram que estavam sóbrios…

Via Fundo Escuro e G1

CONTINUE LENDO

Como são os treinamentos de algumas "Tropas de Elite" do mundo

Existem pelo menos sete cursos de formação de policiais que são reconhecidos internacionalmente pelo grande grau de dificuldade. Dois deles são brasileiros. Um é o curso do Bope, da PM do Rio de Janeiro, que ganhou fama com o filme Tropa de Elite, que mostra o cotidiano de seus integrantes. Outro treinamento brasileiro casca-grossa é o do Gate, da PM de São Paulo. A Swat americana, o GIGN e o Le Raid da França, a Omon da Rússia e a GSG9 da Alemanha completam o grupo das unidades policiais com cursos top de linha. De acordo com o ex-capitão do Bope Rodrigo Pimentel, co-roteirista de Tropa de Elite, em todas essas unidades os alunos são levados ao limite durante o período de formação. Confira nos quadros detalhes sobre o treinamento das sete tropas.

BOPE
(BATALHÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS ESPECIAIS)

Tropa da Polícia Militar do Rio de Janeiro

Criado em 1970, é especializado no combate ao crime em favelas.

DURAÇÃO: 3 meses e meio

COMO É O primeiro mês é o ‘inferno’, de acordo com o ex-capitão do Bope Rodrigo Pimentel: ‘O aluno dorme em média três horas por noite. Toda comida é negociada por alguma atividade. É mais duro do que aparece no filme’. Já houve turmas em que só quatro policiais foram aprovados entre cerca de 50 inscritos…

PIORES MOMENTOS: Uma marcha de 120 quilômetros a cavalo… sem sela! Há ainda um teste de defesa pessoal em que o aluno luta contra até oito oficiais ao mesmo tempo. Já rolaram vários casos de fraturas graves. ‘Na minha turma, um aluno teve lesão no baço após o teste de defesa pessoal’, diz Pimentel. Em 2003 um candidato morreu de frio no treinamento.

Assista:
BOPE EM AÇÃO – Reportagem do Fantástico, da TV Globo, mostra intervenções do Caveirão, a viatura blindada do Bope, em favelas do Rio

GATE
(GRUPO DE AÇÕES TÁTICAS ESPECIAIS)

Tropa da Polícia Militar de São Paulo

Existe desde 1989. Atua no resgate de reféns e em rebeliões em presídios.

Duração: 6 semanas

COMO É: Inclui invasão tática, aulas de tiro de precisão e técnicas de negociação com criminosos. ‘É um treinamento muito puxado fisicamente, mas sem humilhação e mais técnico que o do Bope’, diz Rodrigo Pimentel, que fez os cursos dessas duas unidades brasileiras.

PIORES MOMENTOS: Uma cena famosa do filme Tropa de Elite aconteceu de verdade com Pimentel durante o treinamento no Gate. Seu instrutor no curso destravou uma granada e o mandou segurá-la para se manter acordado. Se ele largasse, a granada explodia! Sofrer torções e escoriações durante os exercícios também é muito comum.

Assista:
GATE EM AÇÃO – Vídeo institucional da tropa da PM paulista, mostrando cenas de treinamento, simulações e operações reais

GIGN
(GRUPO DE INTERVENÇÃO DA GUARDA NACIONAL)

França

O GIGN surgiu em 1974 – dois anos depois do atentado na Olimpíada de Munique – para atuar no resgate de reféns e em casos de seqüestro de aviões.

Duração: 6 a 8 semanas

COMO É: Inclui aulas de artes marciais (como krav-magga) e manuseio de explosivos. É apontado como um dos melhores treinamentos de armas de fogo no mundo, visando paralisar, e não matar, o oponente. Cerca de 10% dos voluntários são aprovados. Mantém programas de intercâmbio com tropas de outros países.

PIORES MOMENTOS: O mais duro é passar no teste final, que avalia a capacidade do atirador. Além de ser o exercício mais difícil, tem o maior peso na pontuação geral. Desde a fundação do GIGN, sete agentes já morreram nos treinamentos!

Assista:
GIGN EM AÇÃO – Vídeo que comenta a ação dessa tropa francesa no resgate de um avião da Airfrance seqüestrado em 1994 (em inglês)

GSG9
(GRUPO 9)

Alemanha

Criado um ano após o atentado na Olimpíada de Munique de 1972, o GSG9 foi uma das primeiras unidades a surgir para combater terrorismo. Atua também em caça a fugitivos e resgate de reféns.

Duração: 22 semanas

COMO É: O curso inclui operações com aviões e esqui, uso das armas preferidas por terroristas e treinamentos em cooperação com outras unidades de combate ao terrorismo no mundo. De cada cinco candidatos, um é aprovado. Essa unidade ganhou todas as competições do Swat World Challenge, em 2005, uma espécie de olimpíada das tropas de elite.

PIORES MOMENTOS: A identidade dos agentes da GSG9 é considerada top secret e, por isso, ela é a força que divulga menos detalhes sobre seu treinamento. Mas passar nas provas de tiro não deve ser moleza: os policiais são treinados para sacar e disparar uma arma em no máximo um segundo!

Assista:
GSG9 EM AÇÃO – Documentário em inglês sobre o grupo anti-terrorista alemão

SWAT
(ARMAS E TÁTICAS ESPECIAIS)

Estados Unidos

Existem diversas equipes da Swat. A mais antiga é a de Los Angeles, criada nos anos 60 Os policiais da Swat são especialistas em entrar em edifícios e fazer o reconhecimento da área. Atuam ainda na prisão de fugitivos .

Duração: O curso da Swat de Los Angeles dura 30 dias.

COMO É: O treinamento é semelhante ao de forças militares. De acordo com o ex-capitão do Bope Rodrigo Pimentel, ele tem menos matérias que o de outras tropas. Isso porque as especializações são feitas posteriormente em temas como armamentos e explosivos.

PIORES MOMENTOS: Existem muitas atividades físicas puxadas, mas o mais arriscado mesmo são os treinamentos de tiro, que envolvem simulações e muita ação. Já houve pelo menos um caso de morte por tiros acidentais no curso básico e muitos outros em treinamentos para agentes já formados.

Assista:
SWAT EM AÇÃO – Programa do canal americano Fox 8 mostrando uma equipe da Swat trocando tiros com traficantes.

LE RAID
(PESQUISA, ASSISTÊNCIA, INTERVENÇÃO E DISSUASÃO)

França

Unidade de combate ao terrorismo da polícia nacional francesa, criada em 1985, que conta com cerca de 60 membros 9 meses.

COMO É: Não é preciso ser um policial para tentar ser aprovado no treinamento do grupo, que inclui aulas de luta (com ênfase no boxe), tiro, pára-quedismo e ações com cães supertreinados – uma das especialidades do Le Raid. Há ainda provas que testam o candidato em situações extremas,
como a resistência à claustrofobia. Algumas equipes da unidade também desenvolvem habilidades psicológicas para a negociação com criminosos.

PIORES MOMENTOS: Num dos testes, os aspirantes atravessam um túnel, completamente escuro, enquanto instrutores atiram a menos de 10 centímetros de suas cabeças. Cães são soltos para
desorientar os alunos, que são equipados com colete e capacete.

Assista:
LE RAID EM AÇÃO – Cenas de treinamento da unidade francesa usando cães superadestrados

OMON
(GRUPO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS DA POLÍCIA)

Rússia

Surgiu em 1979 para cuidar da segurança da Olimpíada de Moscou de 1980. É especialista na solução de seqüestros.

Duração: 4 meses

COMO É: Os candidatos são incentivados a seguir ordens cegamente. Os exercícios enfatizam o combate corpo a corpo e ensinam como lidar com crises em áreas urbanas. Mas há também um lado não tão ‘elite’ da tropa: os agentes do Omon também são treinados para reprimir manifestações.

PIORES MOMENTOS: No teste final, o aluno tem de partir para a agressão contra cinco membros treinados da Omon. Se conseguir ficar de pé por três minutos em cada uma das brigas, é aprovado! A Omon perde oficiais com freqüência por participar de situações de alto risco. Em 2000, 20 policiais foram executados por membros do movimento separatista do território da Chechênia.

Assista:

OMON EM AÇÃO – Cenas de treinamento da unidade de elite da polícia russa

Via Mundo Estranho

CONTINUE LENDO

Prato do dia: 16 links ao molho madeira

O Site que clonou o Buteco [ VEJA ]
Saiba o quanto de imposto o governo arrecada em tempo real [ VEJA ]
Transforme seu velho celular em um Nokia N95 [ VEJA ]
Pasta de dente vista por dentro [ VEJA ]
Mais uma pérola do Music Idol [ VEJA ]
Mané brincando de queimar pneu e se dando mal! [ VEJA ]
As 10 piores gafes do Galvão Bueno [ VEJA ]
Dez cenas marcantes do cinema [ VEJA ]
Onze fotos tiradas no momento exato [ VEJA ]
Computador do “capeta” [ VEJA ]
Gerador de nome de pobre [ VEJA ]
Enriqueça dormindo [ VEJA ]
Dicionário de sinais online [ VEJA ]
Procurando alguém para cuidar dos filhos [ VEJA ]
Romance de Bial e Marcelo do BBB8[ VEJA ]
O bebê gigante [ VEJA ]

CONTINUE LENDO

9 dicas para viver bem com um chefe problemático, sem puxar saco

Nesta semana, eu postei uma matéria que falava sobre os 10 tipos de estagiários que as empresas odeiam e de lá para cá, tenho recebido vários e-mails, solicitando que fizesse um post falando sobre dicas para lidar com um chefe problemático, portanto, a seguir você vê algumas regras básicas de boa convivência.

Peça uma descrição de suas tarefas e metas, por escrito

Uma descrição clara de suas tarefas e metas deixa claro para ambos qual sua função dentro da equipe, bem como os limites da sua responsabilidade.

Se o seu chefe é incompetente, é muito provável que ele não saiba precisamente qual o objetivo dos cargos de seus subordinados. Então faça um favor a todos: escreva você mesmo uma descrição do seu cargo e de seus objetivos, de acordo com sua percepção, e convide-o para ajustar os detalhes.

Entenda com que tipo de pessoa está lidando

Por imposição da hierarquia, você vai ter que se adaptar a ele.

Ele é detalhista? Ofereça relatórios minuciosos. É mais diletante ou valoriza a criatividade? Jogue a ele duas ou três idéias por dia, mesmo que seja para ele encontrar defeitos.

Em suma, dedique um pouco de tempo a analisar os pontos fortes e fracos dele, assim você pode evitar irritações por detalhes irrelevantes, ou causar uma surpresa positiva.

Conheça as principais preocupações do seu chefe

Conhecer as prioridades do seu superior imediato ajuda a canalizar os seus próprios esforços, e evita que você empreenda uma grande quantidade de tempo e energia em uma tarefa que para ele é simplesmente irrelevante.

Veja as fraquezas do chefe como oportunidades

É provável que haja algum aspecto do ‘trabalho de chefe’ que ele simplesmente detesta. Ao invés de ficar se divertindo enquanto ele se atrapalha com atendimento ao fornecedor ou gerenciamento de reuniões, veja se você próprio não é habilidoso em um destes aspectos, e ofereça-se para ajudar.

Além de melhorar o clima do ambiente e deixar o chefe feliz, sempre há o chefe do chefe que pode perceber sua atuação proativa.

Foque as necessidades da equipe

Atuar proativamente e ajudar o chefe a remediar suas próprias deficiências funciona como uma alavanca para o sucesso da equipe. Se a equipe vai bem, você será diretamente beneficiado, e provavelmente receberá suporte para atingir suas próprias metas.

Veja o lado bom

Por pior que seja o seu chefe , é humanamente impossível que ele seja 100% deplorável. Descobrir pontos positivos e valorizá-los no relacionamento profissional ajuda a superar as demais deficiências. E, novamente, por pior que seu chefe seja, ele será melhor se gostar de você.

Organize as prioridades

Sempre que seu chefe começar a lhe sobrecarregar de trabalho, tenha em mãos o seu check-list, com uma estimativa de horas por tarefa. Isso ajudará muito quando for argumentar que adoraria receber a nova tarefa X, mas isso exigiria que a tarefa Y ficasse para a próxima semana.

É uma forma educada de dizer não, e ainda valorizar as prioridades dele, que sabe a tarefa Y é para ontem.

Além disso, tenha uma noção clara da importância de cada tarefa. Dê notas de 1 a 5, e somente chegue às tarefas notas-2 quando todas as 5 estiverem completas. Isso faz com que você realize o trabalho que realmente importa.

Dê feedbacks periódicos

Não importa se ele pediu ou não, ao menos uma vez por semana, sente-se à mesa do seu chefe e apresente uma listagem do que realizou, quais foram as dificuldades encontradas, e quais as soluções que você elegeu.

Isso ajuda a reorganizar suas prioridades, corrigir estratégias de execução (já que você está fazendo quase tudo sozinho) e, pasme, auxilia seu chefe a fazer o trabalho dele, mesmo contra a própria vontade.

Não deixe a antipatia pessoal vencer

Todos nós temos preferências e distinções de afeto entre as pessoas, mas no ambiente de trabalho boa parte do seu sucesso depende da variedade de tipos psicológicos com que você consegue ter um bom relacionamento.

Se necessário, leia um pouco mais sobre psicologia e empatia pessoal. Você não precisa amar o seu chefe, mas um bom primeiro passo é fazer com que ele não lhe odeie.

Via Metaexecutiva

CONTINUE LENDO

MPVB da Semana: Gretchen bem diferente

Se você conseguir ver mais do quê 30 segundos de vídeo, vai poder ver uma Gretchen bem diferente. Nada de decotes, pernas de fora ou rebolados. A moça ataca de cantora romântica e manda um “Give Me Your Love“.

Além de demonstrar outras habilidades, Gretchen também mostra sua – então – mais nova filha, a Thammy, que ultimamente tem sido destaque na tv e nas revistas por assumir publicamente ser homosexual.

O clip foi exibido originariamente no Fantástico, em 1984, o que não impede de fazer parte dos Melhores Piores Vídeos do Buteco.
CONTINUE LENDO

Coisas estranhas que você pode fazer com seu corpo

Levantar somente uma sobrancelha
Antes de começar os testes, tenha certeza que seus colegas de trabalho não vão achá-lo um(a) louco(a), risos.

A capacidade de movimentar sobrancelhas pode ser uma característica evolutiva. Babuínos, mandris e macacos levantam suas sobrancelhas como um gesto de ameaça.

Para quem não consegue e deseja fazer (principalmente os geeks que querem imitar Dr. Spock), seguem algumas dicas para ajudá-lo:

1. Comece por manter uma sobrancelhas para baixo e com a mão segure a outra. Pratique em frente ao espelho para que você possa detectar os movimentos musculares corretos para fazer somente uma sobrancelhas movimentar-se.
2. Pratique até que consiga fazer sem a ajuda das mãos.
3. Depois de conseguir, expresse suas emoções de forma diferente.

Lamber seu próprio cotovelo
Vários textos afirmam que é impossível lamber o próprio cotovelo. Pois bem! É óbvio que é muito difícil, porém não é impossível para algumas pessoas. O Guinness recebe cerca de 5 comunicações por dia de pessoas que pensam que são especiais, apenas porque podem lamber os seus cotovelos.
[ Fonte ]

Cusparada
Este hábito é nojeto, mas é curioso. A prática é chamada de “gleeking” nos EUA e significa projetar saliva mediante compressão, assim como um camelo.
[ Fonte ]

Torcer o nariz
Elizabeth Montgomery, a atriz que interpretou Samantha, ficou cansada de receber solicitações de seus fãs para torcer seu nariz. Depois ela começou a se recusar.
Mover as orelhas
Seu gato, o hipopótamo e Jeff Goldblum podem fazer. Mas somente poucas pessoas no mundo podem mexer a orelha. A explicação é científica: “O mecanismo por trás da orelha é muito sofisticado”, afirma Bastiaan Meulen, que liderou um estudo de neuropsicologia sobre o movimento das orelhas.

Ao contrário de outros músculos faciais, os músculos dos ouvido tem seus próprios acessórios e uma área de controle muscular, afirma Meulen.

O mecanismo é tão complexo, que você pode não ser capaz de mover as orelhas sem mover seu couro cabeludo, mas você deve ser capaz de aprender a movê-las sem mover suas sobrancelhas.
[ Fonte ]
Estranhos movimentos com a língua
Sobre os movimentos com a língua, existem alguns truques que a maioria das pessoas não podem fazer (a menos que tenha uma câimbra durante uma tentativa).

Espirrar com os olhos abertos
Você não poderá espirrar com os olhos abertos (ou melhor, pode, somente se forçá-los com as suas mãos). Por quê? Porque quando você espirra, o espirro impulsiona os nervos que controlam os músculos do abdômen, tórax, diafragma, pescoço, rosto, pálpebras e outros. Tudo isto acontece automaticamente.

Agora, se você forçar a abertura dos olhos, poderá espirrar sem problemas. Adam Savage do Mythbuster quase arrisca seus olhos tentando fazer a experiência:


[ Fonte ]

Fazer cócegas em você mesmo
É impossível sentir cócegas quando você mesmo faz.

A resposta está na parte de trás do cérebro, em uma área chamada de cerebelo, que está envolvida no monitoramento dos movimentos. Estudos na “University College London”, demonstraram que o cerebelo pode prever sensações quando você mesmo faz algum movimento. Quando você tenta fazer cócegas em você mesmo, o cerebelo antecipa-se à sensação e cancelar a resposta.
[ Fonte ]

Uma experiência que paralisa um dedo
Se você nunca tentou, faça essa experiência. Dobre o dedo médio como a imagem mostra e coloque a mão na mesa. Então levantar o polegar, o indicador, e dedo mínimo. Nenhum problema, certo? Agora tente o dedo anelar, sem porém, mexer o demais.

Stepanie Weaver da “Science Made Simple” explica o que ocorre:

O problema é que os tendões estão ligados, de forma que quando seu dedo médio é dobrado impede o anelar seja movimentado. Daí a sensação de que seu dedo está parado!

Escrever o número 6 no ar, enquanto faz círculos no sentido horário com o pé
Quer saber se você é multitarefa? Tente isso: enquanto estiver sentado, levante o seu pé direito e faça círculos no sentido horário. Enquanto isso, faça o número 6 com a sua mão direita. Você não for multitarefa, seu pé vai mudar de direção.

Da mesma forma: mova sua perna direita em círculos no sentido horário e anti-horário logo em seguida e faça o número 8, com a sua mão direita.

Outra coisa complicada para fazer: rodar simultaneamente os dedos de ambas as mãos no sentido horário.

Fonte: Neatorama

CONTINUE LENDO

As mais incríveis casas de cachorro do mundo

Muito curiosa essa lista das casinhas de cachorro mais incríveis do mundo que encontrei no Mundo Gump. Tem casinhas que são infinitamente mais bonitas e sofisticadas do que muito apartamento. Veja abaixo.


1- Casinha de cachorro no estilo oriental. Perfeita para Shitzu, show show e sharpei. Valor desconhecido. [Clique na foto para ampliar ]


2-Mansão aristocrata – Para cães de família. Não pense entrar lá se não tiver pedigree de campeão. U$ 10.000 [Clique na foto para ampliar ]


3-Ventilada – Muitas janelas para o ventinho entrar. Um bom espaço interno. Boa para cães grandes. U$ 8.000 [Clique na foto para ampliar ]


4- Belo projeto – Construída em alvenaria, dá para vários pequenos ou um grandão. U$ 8.000 [Clique na foto para ampliar ]


5-DogVilla – Acredite se quiser. Isso é uma casa de cachorro! Valor desconhecido. [Clique na foto para ampliar ]


6- Trailer – Nada de levar o cão para a barraca quando for acampar. Leve o trailer dele e deixe-o vigiando o acampamento. Valor desconhecido. [Clique na foto para ampliar ]


7- Casa minimalista – Se o cão for pequeno, se o dono for maluco… Valor U$ 7.000 [Clique na foto para ampliar ]


8- Completa com vidros a prova de temporais e ar condicionado. Preço desconhecido. [Clique na foto para ampliar ]


9- Bela vista e confortos do lar. Ela tem vista para o lago, tv de plasma e ar condicionado split – Valor U$ 10.500 [Clique na foto para ampliar ]


10- Bem decorada e acabamento de primeira. Preço U$ 15 a 20.000 [Clique na foto para ampliar ]

CONTINUE LENDO

Falso Nicolas Cage engana presidente do Real Madrid e ganha até cartão de sócio

Um ator italiano, disfarçado de Nicolas Cage foi a atração nos bastidores do jogo Real Madrid x Roma, na última quarta-feira (05), no Santiago Bernabéu.

Segundo o The Offside, tudo começou quando uma suposta secretária de Cage entrou em contato com o Real Madrid, dizendo que o ator estava em filmagens na capital espanhola e gostaria muito aproveitar e assistir ao jogo contra a Roma.

Como são costumeiramente bons anfitriões, os madridistas colocaram à disposição do ator: um carro com motorista (o mesmo que David Beckham usava quando jogava no clube), seguranças, assento na tribuna de honra do estágio, cartão de sócio honorário do clube e uma camisa personalizada com seu nome. Quer dizer, com o nome de Nicolas Cage.

Durante a partida, o falso Nicolas Cage foi alvo de todas as atenções: tirou fotos com dirigentes, com o presidente do clube e ainda por cima autografou uma camisa, que seria colocada no museu.

A pegadinha só foi descoberta quando Paolo Calabresi pediu para conhecer os vestiários, após a partida. Ainda tirou fotos com alguns jogadores, como o Robinho, mas acabou sendo desmascarado por Francesco Totti. O jogador do Roma já o conhecia de uma brincadeira semelhante feita no jogo contra o Milan. Quando Totti o viu, exclamou: “Você outra vez aqui?”

Com a sua verdadeira identidade revelada, o ator, que gastou cerca de três horas para ficar “igual” a Nicolas Cage, acabou a noite festejando com os jogadores do seu clube de coração. Já o presidente do clube de Madrid, afirmou: “Gosto muito de cinema e tinha me dado conta desde o primeiro momento”.

Veja o vídeo da pegadinha abaixo e responda se o rapaz parece mesmo com Nicolas Cage original:

CONTINUE LENDO

A lista de exigências das celebridades

O jornal inglês “Daily Mail” recentemente divulgou uma lista de famosos que são conhecidos por suas longas listas de exigências antes de pisarem em um palco. James Brown , por exemplo, ficou marcado não somente por seus sucessos, mas também por exigir de sua produção duas garotas menores de 21 anos e um secador de cabelos na mesma lista de “vontades” para um de seus camarins.

Paul McCartney é famoso em sua terra natal por exigir que o cardápio de seu camarim seja sempre vegetariano e que o ambiente seja enfeitado com 19 plantas com cerca de 1,8 metro de altura e quatro plantas de tamanho aproximado em 1,2 metro de altura.

Estranho? Mariah Carey pede dois purificadores de ar, uma caixa de canudinhos, serviço de chá para oito pessoas, mel da marca Honey Bear, espaço para seus cachorros e, acredite, uma pessoa responsável por tirar de sua vista os chicletes mascados que ela deposita em embalagens especiais.

Enquanto Mariah quer um ar livre de impurezas, Robbie Williams não se incomoda com fumaça e sempre faz questão de quatro cinzeiros e dois pacotes de cigarros à sua disposição. Drops de menta, uma mesa farta de frutas e chocolate. Ah! Ele também descreve em sua lista, papel higiênico macio.

Já os Rolling Stones gostam de diversão no palco e nos bastidores. Eles pedem uma mesa de bilhar, TVs com canais que mostrem jogos de críquete e muito molho para acompanhar as refeições.

A inglesinha Lily Allen também gosta de lazer em seu camarim. Mas no caso dela, o “brinquedinho” deve ser um cachorrinho de raça. Mas isso somente pra a noite de apresentação. Depois do show, o animal deve voltar para sua origem – seja ela qual for.

Marilyn Manson parece até um adolescente no quesito alimentação. O roqueiro gosta de salgadinhos Doritos, pipoca de microondas e uma garrafa de absinto. Tudo para ser degustado sob ar-condicionado na menor temperatura possível. Para completar sua lista, ele pede a presença de uma prostituta desdentada.

Gozação? Marilyn Manson pede prostituta desdentada.

De volta aos tempos de Frank Sinatra, a preocupação não era diversão, excentricidades ou cardápio. O galã gostava mesmo é de estar bem amparado em seu camarim para qualquer emergência. Ele sempre pediu que seus produtores escolhessem bons especialistas de ouvido, nariz e garganta para acompanha-lo em suas turnês.

David Hasselhoff gosta tanto de sua própria imagem que seu camarim deve ter uma imagem sua de tamanho natural em destaque.

No mundo pop, Britney Spears faz a linha Marilyn Manson ao pedir TV a cabo, linha de telefone, duas caixas do doce Pop Tarts, pirulitos, um sofá de 1,8 metro e carpete sem cheiro.

Janet Jackson gosta de flores, mas elas devem ser rosas pretas. A decoração deve combinar com a chaise-longue que a cantora exige em seu camarim. Quanto aos serviçais, todos devem ser do sexo masculino.

Jennifer Lopez prefere os ambientes claros. Tudo deve ser branco, das rosas às cortinas e sofás.

Beyoncé aposta no patrocínio e só bebe refrigerante Pepsi e faz questão de ter muito gengibre para tratar de sua estridente voz. Diferente de Britney, a morena não gosta de doces em seu camarim.

Madonna não senta no mesmo sanitário duas vezes. A rainha do pop exige que a cada ida ao banheiro seu assento seja trocado. Ela também lista 25 caixas de água da Cabala.

E por falar em bebida, James Blunt gosta mesmo é de álcool. Ele pede 120 garrafas da bebida, 12 garrafas de sidra da marca Magners, quatro garrafas de vodca, três de vinho branco e duas garrafas de champanhe.

Quando o assunto é toalha, Elton John e P. Diddy lideram a lista dos mais exigentes. O cantor inglês gosta de ter a mão 74 toalhas. Já P. Diddy não economiza e exige 204, sem contar as 20 barras de sabonete.

Fonte: Pravda

CONTINUE LENDO

Photoshop tenta revelar o “futuro” de algumas celebridades


Pela ordem, da esquerda para a direita:
Britney Spears | Michael Douglas & Catherine Zeta Jones | Os Beckhams


Da esquerda para a direita:
Jennifer Aniston | Jennifer Lopez & Mark Anthony | Johnny Depp


John Travolta | Mary Kate & Ashley Olsen | Pamela Anderson


Sharon Stone | Tom Cruise

Via Planet Hiltron

CONTINUE LENDO

Não seja um chato do MSN, saiba usá-lo produtivamente

Se você usar o MSN com sabedoria, pode agilizar seu trabalho e manter seu networking afiado. Se abusar, ou usar errado, o MSN engole o seu dia.

Uso CORRETO do MSN:

Se deixar o MSN aberto o dia inteiro, vai ser interrompido inúmeras vezes. Se para seus amigos o status de Ocupado ou Ausente é um aviso inútil, e a solução é dar um logoff.

Não é porque um amigo da lista está online que você deve entrar em contato. Somente chame as pessoas para conversa se realmente tem algo a falar. E, se chamar, evite introduções inúteis sobre o tempo, a família, o trabalho. Cumprimente educadamente e, se tem perguntas a fazer, faça.

Se o seu contato começar a tergiversar, escreva ‘em que posso te ajudar?’. Na maioria das vezes, estará fazendo um favor ao outro, que não sabia como pedir.

Concisão traz três vantagens: diminui erros ortográficos, já que você não edita seus recados antes de apertar o ENTER, sua mensagem se torna mais clara e economiza o tempo dos dois.

De acordo com o assunto, chat não é a melhor solução. Para assuntos importantes, em que se recomenda guardar uma cópia da sua solicitação, use email. Para assuntos mais delicados, ou que exigem uma argumentação melhor (como uma venda), use o telefone. Em casos mais importantes, faça uma visita pessoal.

Sua lista de contatos no MSN não precisa parecer sua lista de amigos do Orkut, e também há aqueles que adoram conversar a qualquer momento, sobre qualquer assunto. Não que sejam criminosos, mas bloquear às vezes é a melhor opção.

Seja breve e objetivo, mas não seja rude. Pessoas não gostam de encostos do MSN, seja objetivo, educado, não estique conversas cujo propósito já se esvaziou e, quando concluir, conclua. Para os colegas, tenha um bom dia, para os amigos, fui!.
Uso ERRADO do MSN

Se você fez uma pergunta, não fique perguntando ‘você está aí?’ ‘você está aí?’, se a pessoa demora um minuto para responder. Lembre-se, ela tem uma vida além do teclado, e não é legal ficar explicando o que foi fazer no banheiro.

Eu sei, você tem um blog, então divulga seu MSN. O problema é que quanto mais você divulga, maior vai ser sua lista de contatos, mais gente online, mais gente disponível, mais gente batendo na porta…

Extremo cuidado conversar sobre questões confidenciais no MSN, nunca se sabe quem pode estar lendo atrás dos ombros do seu contato. Além disso, conversas no MSN podem ser gravadas. Lembre-se disso também na hora de começar a falar mal de alguém.

Via Meta Executiva

CONTINUE LENDO