Chineses lançam celular em forma de maço de cigarro

Com aparência de maço de cigarros, o Marlbara é uma excelente opção para quem quer usar um telefone celular diferente. Embora não tenha todas as funções de um telefone celular moderno, o Marlbara serve também para disfarçar, em caso de assalto, afinal de contas, quem levaria um maço de cigarros em um assalto?

O Marlbara é produzido na China e pode ser encontrado com a seguinte configuração:

• 900/1800 GSM / GPRS
• Display de 4,0 centímetros de 260k
• Câmera de 1,3 mega pixel
• Suporte a cartão MicroSD
• Som estéreo
• Medidas: 92 x 50,5 x 13 mm
• Peso: 98 gramas

CONTINUE LENDO

Celebridades também tem rugas e olheiras

Desafiando os padrões de beleza impostos pela mídia, vários fotógrafos fazem questão de clicar famosas sem maquiagem, iluminação especial ou photoshop.

Enfim, elas são mortais! [risos]

CONTINUE LENDO

Afinal de contas, quem é culpado nessa história?

Esta é a primeira vez (e talvez a única) que postarei algo sobre o caso da Isabella Nardoni, sobretudo porque a mídia tem dado cobertura constante a ele. Obviamente não poderia ser diferente. Pelo que me lembre, comoção parecida nos últimos tempos, só com a morte da Daniela Perez e dos pais da Suzane Richthofen, portanto, o povo brasileiro está ansioso por respostas, como quem espera o final da novela das oito para saber, enfim, quem foi o assassino. Se você conversar com o verdureiro ou com o motorista de táxi, cada um terá uma opinião sobre o caso. Infelizmente, esta é a vida real, a vítima não estará na próxima novela e os envolvidos não participarão do Videoshow.

Enfim, finalmente resolvi criar esse post, porque assim como eu – talvez em função do feriadão – várias pessoas não assistiram à entrevista que o pai e a madrasta da Isabella, principais suspeitos da morte da menina, concederam ao Fantástico. Eu assisti, e confesso que fiquei mais confuso do que nunca. Talvez porque não queira conceber o fato de que duas pessoas com os perfis deles, seriam capazes de tamanha barbárie.

Abaixo você vê a primeira parte da entrevista. As demais, você pode ter acesso, clicando nos links.

Se você deseja opinar, os comentários estão abertos!

Parte 2 | Parte 3 | Parte 4
Parte 5 | Parte 6

CONTINUE LENDO

Adolescente é preso por dar maconha a um bebê de 18 meses

De acordo com a polícia, um funcionário de uma loja de produtos eletrônicos descobriu o vídeo após Melvin Blevins, um adolescente de 18 anos, vender sua filmadora.

Melvin Blevins (foto ao lado) foi preso pela polícia da cidade de Petaskala, estado de Ohio, depois de obrigar um bebê de 18 meses a fumar maconha. As cenas foram gravadas por Blevins e uma garota identificada como Angel Daily, de 16 anos, que também foi presa pela polícia que alegou que ela colocou a criança em perigo.

No início do vídeo, Blevins aparece fumando maconha, enquanto o bebê brinca próximo dele. Logo após, Blevins tenta colocar o cigarro na boca do bebê, que resiste. Após um corte, ele reaparece colocando novamente o cigarro na boca da criança. Durante as filmagens, o bebê é segurado por Angel Daily, que está internada em um centro de reabilitação.

Segundo a 10tv, Blevins foi preso no mês passado, quando agentes invadiram sua casa e encontraram grande quantidade de maconha, 4 milhões em dinheiro e dezenas de armas de fogo. Também acusado de distribuir narcóticos a uma pessoa menor de 21 anos, Blevins foi denunciado por quatro pessoas, inclusive o pai de Angel.

Angel Daily alega inocência.

CONTINUE LENDO

MPVB da Semana: Dança do Quadrado

O MPVB (Melhor Pior Vídeo do Buteco) desta semana será representado por dois vídeos, enviados pelo freguês Márcio Pitanga de Ferraz de Vasconcelos, SP. Trata-se do “fenômeno” da Dança do Quadrado. Primeiro, o Kibe Loco fez uma versão do hit da da cantora Sharon, com as figuras bizarras abaixo. Observem o sujeito de amarelo, ele é o mais engraçado!

Depois disso os DEZnecessários lançaram uma versão. A Dança do Ario, com direito a mudança de letra e de artistas igualmente toscos.

Confesso que não sei qual foi pior. [risos]
CONTINUE LENDO

Artista americana fará exposição polêmica que mostrará seus próprios abortos

Vale tudo em nome da arte? Um projeto artístico realizado nos EUA está causando a maior polêmica. Uma artista chamada Aliza Shvarts, anunciou que dia 22 de abril ela dará início à sua exposição. Segundo a própria artista, durante nove meses ela realizou várias inseminações artificiais em si mesma e foi interrompendo as gestações, usando medicamentos abortivos. Ou seja, Aliza ficava grávida e depois tomava remédios para perder os bebês. Como se não bastasse, a artista ainda explicou que sua exposição terá vídeos dos abortos e amostras de sangue coletadas durante todo o processo.

Aliza, que é mestranda de artes de Yale, afirma que, apesar de polêmico, ela pretende estimular o debate sobre as relações humanas e artísticas. Numa forma de colocar panos quentes, a direção de Yale afirmou à Foxnews que o projeto não passa de uma farsa e que o intuido da artista é de chamar a atenção. “Todo o projeto é uma obra de ficção”, disse uma porta-voz. Entretanto, Aliza rebateu, publicando um artigo que afirma que todo o projeto é verdadeiro.

Em um ponto, a artista acertou em cheio, todos os setores da sociedade estão chocados. Para muitos, o projeto de Aliza é uma violação aos direitos humanos e uma tentativa de banalizar o aborto. A artista rebate as acusações, afirmando que não se sente desconfortável com opinião pública e que está disponível para debater com seus colegas que são contrários à sua posição artística.

Sobre os doadores de sêmen, Aliza afirmou que apenas exigiu testes para verificar se eles possuíam doenças sexualmente transmissíveis. Ela disse que todos os remédios e ervas usadas nos processos abortivos eram legais, e que não estava preocupada com o seu corpo após tantos abortos.

Como ainda não permanece a dúvida sobre a veracidade do projeto de Aliza, vários meios de comunicação oferecem suas impressões. Verdade ou não o assunto promete render mais capítulos.

CONTINUE LENDO

Mulher morre e passa 13 anos sem ser notada

Um fato inusitado ocorreu recentemente na Rússia. Uma mulher, identificada apenas por Praskovya morreu há 13 anos atrás e ninguém notou sua falta.

Praskovya, que tinha 67 anos, morreu deitada em um sofá e permaneceu mumificada durante todos esses anos porque vivia em uma região gelada da Rússia. A janela da sala aberta permitiu que os vizinhos não percebessem o cheiro forte.

Segundo os policiais, a morte só foi percebida porque os vizinhos reclamaram de um problema hidráulico no apartamento da aposentada. Após tentarem um contato com a moradora, sem sucesso, eles resolveram pedir ajuda à polícia. “Ela desapareceu muito tempo atrás. Inicialmente pensamos que ela estivesse em um hospital.”, comentou Victor Marichev.

O frio ajudou a conservar o corpo, disse um dos legistas ao Pravda.

CONTINUE LENDO

Prato do Dia: Muqueca de Links

• Isso sim é vontade de fazer um mundo melhor
• Como sacanear seus amigos com um perfil falso do Orkut
• Fotos de casas que foram abandonadas e acabaram cobertas pela vegetação
• Templo budista em que os visitantes têm contato direto com tigres
• Preso no elevador por 41 horas
• Melhor escapar fedendo do que morrer cheiroso
• Para quem tem medo de andar de moto
• As 10 Maiores Bobagens da História da Fórmula 1
• 218 imagens para você usar como papel de parede
• Os pen drivers mais legais do mundo
• Rapidinhas do Orkut
• As 100 melhores séries de todos os tempos
• As melhores fotos de OVNIs de 2007
• O Garfield existe na vida real
• Site que você se cadastra para se tornar um assassino, bandido, traficante, etc, no mundo virtual, é claro. Dica da freguesa Medusa
• Cheech and chong – up in smoke (legendado) Dica do freguês Leandro Rafael
CONTINUE LENDO

A moda agora é tirar uma foto atual fazendo pose de uma foto antiga

Todos nós temos um álbum de fotos em casa de quando éramos criança, fazendo caras e bocas. Que tal tirar fotos recentes fazendo estas mesmas poses?

Nos EUA, o chamado “young me / now me”, está fazendo sucesso. E já foi destaque do site Boing Boing, o resultado é fascinante.

Veja alguns exemplos, algumas são hilárias:

A idéia é muito legal. Você tem alguma foto assim?
CONTINUE LENDO

Operário sobrevive milagrosamente após uma barra de aço perfurar sua cabeça

Nunca mais pergunte porque exige-se o uso de EPI´s em uma obra de construção. Um operário chinês milagrosamente sobreviveu após ter sua cabeça perfurada por uma barra de aço, que penetrou sete centímetros em seu crânio.

Xu Jianguo, de 35 anos, estava trabalhando na construção de um prédio na cidade de Chongqing, quando uma barra de aço caiu do nono andar e o atingiu. A salvação de Jianguo foi o capacete de segurança.

Colegas de Jianguo comentaram que ouviram o colega chorar, mas pensaram que ele tinha simplesmente escorregado e caído – até que viram a barra cravada na sua cabeça.
Ele foi levado para o hospital onde um raio-X revelou que a barra tinha penetrado cerca de sete centímetros em seu crânio.

Os bombeiros tiveram que cortar a barra usando um cortador industrial, e os cirurgiões realizaram uma cirurgia de emergência que durou cerca de quatro horas.

Dr. Li Cheng, um dos membros da equipe, disse ao Daily Mail: “Felizmente seu cérebro estava intacto. Entretanto, a barra entrou tão profundamente que não foi possível removê-la. Vamos continuar monitorando-o por algumas semanas, mas até o momento ele fala normalmente e não parece ter nenhum distúrbio.”

CONTINUE LENDO

Conheça “a cidade das prostitutas”, onde uma virgem de 13 anos é vendida por R$ 1.600,00

Trinta milhas a oeste do Taj Mahal, na estrada para a cidade de Jaipur, os turistas que passam de carro tem uma visão que os guias de turismo não mencionam.

Uma milha além da cidade de Bharatpur, existem abrigos onde garotas, várias menores de 18 anos, passeiam oferecendo seus corpos.

Uma menina em especial chama atenção. Suli, 14 anos, é virgem e está tendo o direito de dormir com alguém sendo leiloado. No abrigo onde ela vive moram outras 59 famílias, todas com uma longa tradição construída à base de prostituição. As meninas que nascem lá tornam-se prostitutas em um rito de passagem para a “idade adulta”, pois para elas, o casamento é para o resto da sociedade indiana.

A matéria feita pelo Telegraph diz que a “primeira vez” é um valioso instrumento disputado por empresários de classe média, que estão dispostos a pagar o valor necessário para ter uma dessas virgens. A tarifa normal é de 100 rupias (R$ 3,50), mas uma virgem é vendida para quem der o maior lance, que normalmente fica em torno de 20.000 rupias, cerca de R$ 800,00. Se a garota é bonita, a família tem esperança de obter até 40.000 rupias, cerca de R$ 1.600,00. O homem que ganha o direito de ter uma dessas meninas, fica com ela o tempo que achar conveniente. Quando ele se cansa dela, existe uma celebração, porque eles consideram uma falta de sorte para a menina e acabam gastando praticamente todo o dinheiro em uma festa extravagante. Jóias são compradas para ela e para a sua família, caprinos são abatidos e o álcool corre livremente. Há dança, e oferendas são feitas para os deuses. Depois que uma menina perde a virgindade, ela não pode casar.

Suli disse que estava feliz por entrar no comércio. “Eu escolhi isso“, disse ela, embora admita estar “um pouco assustada”. “Não sei como ele vai ser. Sei de outras meninas que estão no comércio, mas não perguntei a ela como é.”

Ela alega que, não importa quem seja o homem. “Vou com quem paga o preço mais alto”, disse ela.

Na cabana ao lado, vivem quatro irmãs, todas prostitutas. A única virgem, Nita, de 13 anos, disse que pretende continuar nessa vida atendendo de 20 a 30 clientes por dia, até que atinja os 40 anos. Depois, quando já não for mais desejável, ela disse que vai depender de qualquer outra criança para sustentá-la. Duas de suas irmãs, Ritu, 35, e Manju, 25, orgulham-se do sucesso em suas “carreiras”. Elas conseguiram construir uma pequena casa.


“Nita [esquerda] é tão bonita que um “cliente” pode pagar até £600 levar seu virgindade”, diz suas irmãs

Se existe uma explicação para tamanho índice de prostituição, ela está no nascimento das crianças. Enquanto na outra parte da Índia, o nascimento de um menino é comemorado com dotes pagos pela família da noiva, uma das razões apontadas para a elevada taxa de aborto de fetos femininos, nas aldeias em torno de Bharatpur há escassez de garotas para casar, fazendo com que o rapaz da família tenha que pagar à família da garota um valor em dinheiro, antes do casamento acontecer.

Muitas das mulheres disseram que não desejam o mesmo futuro para suas filhas. Ritu e Manju, cada uma tem uma filha, cujos pais eram clientes. “Minha filha vai ser educada, e não entrará nesta profissão”, disse Ritu. “Eu não quero isso para ela.”

CONTINUE LENDO

Objetos que foram moda no exterior mas não decolaram aqui no Brasil

Curiosa a forma como a moda tem o poder de se transformar em cultura popular de uma maneira relativamente rápida, e depois perde popularidade com a mesma velocidade. Mais curioso ainda é que algumas modas tentam influenciar outras culturas mas não encontram o mesmo espaço.

Aqui no Brasil os empresários tem o hábito de copiar o que é sucesso lá fora, mas esquecem que nosso País tem identidade própria e por fim, nem tudo o que é moda no exterior pega impulso no Brasil. Veja alguns exemplos:

Sea-Monkeys

Sea Monkeys são uma espécie de macacos do mar, criaturas que se parecem com cavalinhos do mar e que começaram a ser comercializados em 1957 por Harold von Braunhut como “Instant Life”, logo depois Braunhut mudou o nome para “Sea-Monkeys”. As criaturas são vendidas em pacotes. Você adiciona o conteúdo de um pacote em água filtrada e após 5 dias seu Sea-Monkey já está pronto para fazer a primeira refeição. Aqui no Brasil pouco se ouviu falar nos Sea-Monkeys.

Bichinhos Virtuais

Quem não conhece os “Bichinhos Virtuais”? É uma espécie de animal de estimação que se alimenta, caminha, dorme e se exercita apenas com o pressionar de alguns botões. Aqui no Brasil os mascotes chegaram a ter certo destaque, mas ficaram longe de conseguir o mesmo sucesso obtido no Japão, tanto que o “Tamagotchi Connection V3” foi lançado em 2005 no Japão até agora não chegou ao nosso país. O novo “Tamagothi Connection”, além de sensor infravermelho e de jogos e funções adicionais àquelas conhecidas, tem interação com o computador, em um site “Tamagothi Town”, onde pode-se adquirir produtos virtuais através dos pontos ganhos em jogos.

Atualmente é difícil encontrar alguma criança com um desses “bichinhos”.

Anel do Humor

Popular nos anos 70 nos Estados Unidos, o anel do humor, uma bolha de vidro preenchida com cristais líquidos, foi comercializado para alertá-lo de como poderia estar o seu humor (como se você já não soubesse). Azul significa que você está feliz, preto ansioso, e segue uma infinidade de cores. Aqui no Brasil algumas empresas tentaram, sem sucesso, vender o anel.

Cabbage Patch Kids

Inventada em 1978 e produzida em massa a partir de 1982, a Cabbage Patch Kids ditou a moda dos anos 80 nos Estados Unidos. O sucesso era tanto, que ela chegou a causar brigas e tumulto entre os pais que tentavam garantir uma unidade para o Natal. Aqui no Brasil ainda é possível encontrar algumas unidades sendo vendidas no Mercado Livre.

Lâmpada de Lava

Lâmpada de lava, conhecida em inglês como Lava lamp, é uma lâmpada mais utilizada para decorar do que para iluminar. É assim chamada por produzir um efeito que lembra lava. Ela foi inventada na década de 60 por Edward Craven Walker. Considerada horrenda por alguns, as lâmpadas de lava se tornaram um ícone da cultura popular nos Estados Unidos. Depois de todos esses anos, as pessoas ainda compram estas lâmpadas e os fabricantes oferecem centenas de opções de design.

Carinha sorridente

A figura da carinha sorridente foi popularizada no início dos anos 70 por dois irmãos, Murray e Bernard. As carinhas logo tornaram-se ícones, estampando, canecas de café, camisetas, adesivos para pára-choques e em muitos outros itens, acompanhada da frase “Have a happy day”. Atualmente, é mais comum vê-la na internet.

Pet Rock

Gary Dahl era um executivo de publicidade que inventou e vendeu um produto muito simles e interessante. Acredite ou não, ele criou a pedra de estimação ou Pet Rock. Essas pedras eram embaladas em uma caixa de papelão que imitava as caixas de transporte de animais da época. O pacote também acompanhava um manual de treinamento da pet rock.

O resultado foi que ele acabou ficando milionário com essa idéia. E como se não bastasse, esse feito incrível aconteceu num período de apenas 6 meses. A tal pet rock era vendida por $3,95. Estima-se que Gary tenha vendido cerca de 5 milhões dessas pedras em meio ano de atividade. Além disso, as pedras eram compradas por um preço irrisório, apenas alguns centavos de dólar.

CONTINUE LENDO

Como saber se seu antivírus está realmente protegendo seu computador

A técnica é chamada EICAR e é usada pelas empresas desenvolvedoras de antivírus. Consiste na criação de um arquivo de 68 bytes, desenvolvido pelo European Institute of Computer Anti-Virus Research (Instituto Europeu para Pesquisa de Antivírus de Computador), e usado para testar a eficiência dos antivírus na detecção de vírus conhecidos sem qualquer risco ao computador.

Vamos ao teste:

1. Abra o Bloco de Notas (ou Notepad);

2. Copie o seguinte código (CTRL+C):
X5O!P%@AP[4PZX54(P^)7CC)7}$EICAR-STANDARD-ANTIVIRUS-TEST-FILE!$H+H*

3. Cole (CTRL+V) no Bloco de notas e salve com o nome: teste.exe.

Segundo o MDig, alguns programas nem permitirão que você renomeie o arquivo, outros permitirão, mas para que o antivírus detecte o “falso vírus” você terá que entrar na pasta onde o salvou.

O meu AVG detectou perfeitamente, e o seu?

CONTINUE LENDO