Viciados em jogos online continuam jogando mesmo após enchente; assista

As Filipinas sofreram tanto com a passagem de um tufão, que parte das casas ficaram literalmente alagadas. Mas veio de uma lan house (algo que está cada vez mais raro aqui no Brasil) a imagem mais curiosa que circulou o mundo. A casa de eventos na cidade de Calinta, em Rizal, não fechou mesmo estando completamente alagada. Sim, a água não incomodou nem um pouco os clientes e mesmo com o risco de serem eletrocutados, eles continuaram jogando como se nada tivesse acontecido.

O dono da casa de jogos explicou o episódio. “A gente não sabia que a água da enchente subiria naquele dia, então quando vi os jogadores, imediatamente disse que precisavam transferir os equipamentos para um local mais alto. Depois, eles pararam de jogar e foram embora”.

CONTINUE LENDO

Mulher bate o carro em posto de combustível e causa grande incêndio

A motorista de uma SUV causou um acidente impressionante em Al Aflaj, na Arábia Saudita, após bater em uma bomba de combustível, de acordo com um vídeo que circula na internet. A mulher parou seu carro para ser abastecido e, por algum motivo, acabou avançando sob a bomba de combustível provocando um incêndio. A mulher e o passageiro conseguiram fugir do veículo enquanto um funcionário do posto tentava controlar o incêndio.

CONTINUE LENDO

Youtuber grava tentativas de furto de celular com câmera escondida; assista

Um youtuber foi até o centro de Nairobi, no Quênia, para atiçar um pouco os bandidos de lá. Para isso, usou uma daquelas réplicas-modelo de smartphone, segurando-a do lado de fora da janela do carro. Uma outra câmera filmava a ação ao seu redor e registrou todas as tentativas de furto. Curiosamente, além dos larápios, ele também encontrou algumas pessoas que o advertiram sobre o risco que estava correndo.

CONTINUE LENDO

Mágico xingando e gritando com crianças

Um sujeito resolveu fazer algumas mágicas numa festa, mas acabou se estressando com duas crianças.

Estou indignada com este mágico, ele gritou com meu enteado de 6 anos e com minha filha de 2 anos, eu como mãe estou com o coração em pedaços e minha família está muito triste. Um absurdo total!!! Quero justiça!“, escreveu a dona do vídeo.

O caso foi registrado na 37ª DP na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio de Janeiro, segundo informações do site G1. O mágico chegou a ser procurado pela publicação, mas ele não atendeu as ligações. A festa aconteceu no dia 2 de fevereiro, mas o caso só foi registrado dois meses depois, quando a família teve acesso ao vídeo. A madrasta diz que não viu as agressões, pois estava em outro local da festa.

“Nossa família estava num ambiente e o show de mágica acontecia no outro, mas as crianças pediram para ver a apresentação. Deixei as crianças lá, sentadinhas, e não vimos o que aconteceu. Só soubemos que algo de errado havia acontecido, quando a irmã do mágico veio me pedir desculpas pelo comportamento dele”, contou Tathiane, acrescentando que a mãe do mágico, que era a anfitriã da festa, também se desculpou com a família através de uma rede social.

O mágico terá o registro cassado. Rodrigo Valadares ainda poderá responder pelo artigo 232 do Estatuto da Criança e do Adolescente: “Submeter criança ou adolescente sob sua autoridade, guarda ou vigilância a vexame ou a constrangimento” com pena prevista de seis meses a dois anos de detenção.

CONTINUE LENDO