"Pato Donald" é processado por supostamente apalpar seios de fã

A mãe de duas crianças está processando a Walt Disney alegando que um funcionário vestido como Pato Donald apalpou seus seios enquanto ela tentava pegar um autógrafo.

April Magolon, 27, afirma na ação que o trabalhador tocou um dos seus seios e continuou a “molestá-la” enquanto ela segurava seu filho. Ela exige uma indenização de US$ 50 mil pelo incidente, que ocorreu em 2008, no Epcot Center, na Flórida.

De acordo com o Daily Mail, April afirma que está traumatizada há dois anos e que sofreu “ferimentos graves” e “choque no seu sistema nervoso”. Segundo seu relato, isso resultou em “ansiedade, dores de cabeça e contratação muscular”, “náuseas agudas”, “suor frio”, “insônia”, “pesadelos”, “flashbacks”, “problemas digestivos e outras condições que são ‘de natureza permanente'”.

Curiosamente, este não é o primeiro caso. Em 2004, um membro do elenco da Disney foi acusado de tocar uma menina de 13 anos e sua mãe, enquanto vestia uma fantasia de Tigrão. Vinte e quatro queixas semelhantes também já foram registradas.

Na ocasião, o júri rejeito as acusações contra o funcionário após seu advogado vestir a fantasia e mostrar como é difícil enxergar e quão pouco os trabalhadores podem sentir com suas mãos cobertas por enormes luvas.

O assessor de comunicação da Disney, Bryan Malenius, disse que a empresa irá responder apropriadamente nos tribunais.

Siga o Twitter do Buteco, para mais curiosidades. Clique aqui.

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!