Por quanto você pode vender o seu corpo?

A primeira resposta só pode ser uma: não tem preço. Mesmo porque, embora a sabedoria popular diga que todo mundo tem seu preço e que vender o corpo é a “profissão mais antiga do mundo”, comercializar órgãos humanos é crime na maioria dos países – no Brasil, pode dar de três a oito anos de cadeia para os “comerciantes” e de um a seis anos para médicos envolvidos. “Pelas leis brasileiras, o corpo, vivo ou morto, no todo ou em cada uma de suas partes é res extra commercium, ou seja, fora de comercialização”, explica o médico Marcos de Almeida, especialista em bioética da Unifesp. Mas, apesar da barreira legal, tem gente que ganha dinheiro com algumas partes do corpo, não só no mercado negro (onde um rim pode ser vendido por mais de 20 mil reais), mas também por vias legais: nos Estados Unidos e em alguns outros países, quem doa sêmen, óvulos, sangue e leite materno ganha uma bonificação em dinheiro. Além disso, calculamos quanto custa a “matéria-prima” do corpo humano. Surpreenda-se com o seu valor nos quadros aqui embaixo.

PRA DAR E VENDER
Vender órgãos é proibido, mas dá para faturar legalmente com outros “produtos” corporais – principalmente nos Estados Unidos

PLASMA SANGUÍNEO


Valor unitário: Uma máquina retira o sangue, separa o plasma – parte líquida do sangue – e injeta o restante de volta no corpo. No Brasil, não rola pagamento, mas, nos EUA, quem doa recebe cerca de 50 reais pela boa ação.

Rendimento anual: Um doador permanente junta até 5 mil reais

ÓVULOS


Valor unitário: Não há “mercado” brasileiro de óvulos. Nos EUA, uma única doação – cada procedimento extrai vários óvulos – pode render 11 mil reais.

Rendimento Anual: A Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva recomenda que uma mulher doe óvulos, no máximo, seis vezes na vida. Seguindo o conselho, dá para ganhar mais de 60 mil reais…

SÊMEN


Valor unitário: No Brasil, não se paga valor nenhum; nos EUA, o “prêmio” por doação gira em torno de 150 reais. Mas, para ser aprovado no banco de esperma, o doador passa por testes de saúde rigorosos.

Rendimento anual: Doando uma vez por semana dá para faturar 7 500 reais em um ano

CABELO


Valor unitário: É o único item da lista que dá para vender no Brasil: 150 gramas de fios com 40 centímetros de comprimento valem, no mínimo, 180 reais – mas dá para faturar mais de 700 reais, dependendo da qualidade e do comprimento do cabelo.

Rendimento anual: Em um ano só dá para doar uma vez. Fios curtos não têm valor de mercado

LEITE


Valor unitário: Zero. Bancos de leite humano, aqui ou nos EUA, só aceitam doações

Rendimento anual: Só prejú… Bancos de leite como o de San Jose, na Califórnia, cobram 20 centavos de dólar por mililitro de leite. Um bebê de 5 quilos que precise recorrer ao banco de leite gasta 150 reais por dia, fácil, fácil…

Quanto vale ou é por quilo?

A pedido da Revista Mundo Estranho, o bioquímico Etelvino Bechara, da USP, separou os “ingredientes” essenciais do corpo de um ser humano de 70 quilos e encontrou os preços mais baratos deles no mercado:

DNA: (0,02% do corpo)
13,2 g de DNA placentário = 9,7 milhões de reais

GORDURA: (20%)
14 kg de ácido esteárico = 400 reais

ÁGUA: (57,6%)
40 litros de água mineral = 15 reais

PROTEÍNA: (15,2%)
11 kg de albumina de soro bovino = 38 mil reais

MINERAIS:(5,6%)
3,9 kg de fosfatos de cálcio, magnésio e zinco, e cloretos de sódio e potássio = 1 050 reais

AÇÚCARES: (1,6%)
1,1 kg de amido = 410 reais

TOTAL = 9 MILHÕES E 740 MIL REAIS

Via Mundo Estranho

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!