Transplante faz tipo sanguíneo de garota mudar

Uma jovem australiana desafiou completamente a medicina moderna, após seu organismo trocar de tipo sanguíneo depois de ter recebido um transplante de fígado.

Não há registros de nenhum outro caso semelhante ao de Demi Brennan. Acredita-se que a garota é a primeira pessoa do mundo a aceitar uma doação de órgãos, na medida em que o seu sistema imunológico alterou-se após recebê-lo.

Demi, agora com 15 anos, sofreu falência hepática e recebeu um transplante de fígado com a idade de nove anos. Nove meses depois do transplante, os médicos do ‘Children’s Hospital Westmead’ ficaram chocados ao descobrir que seu tipo sangüíneo havia mudado para combinar com o tipo de sangue do falecido doador.

Segundo o The Sydney Morning Herald, aparentemente, isso aconteceu depois que células-tronco de seu novo fígado migraram para sua medula óssea, ocorrendo um transplante natural de medula óssea.

O próximo passo para os médicos é identificar cientificamente como isso pôde acontecer e como pode ser reproduzido, garantindo a redução dos riscos de rejeição no transplante de órgãos.

“Ficamos atordoados, absolutamente atordoados, e também muito perplexo”, disse o Dr. Michael Stormon, que relatou o caso na última edição do periódico científico “The New England Journal of Medicine”.

Hoje Brennan faz apresentações, falando sobre o seu caso, ao redor do mundo.

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!