Tratamento polêmico garante aumentar a espessura do pênis

Quantos homens você conhece que estão insatisfeitos com o tamanho e formato do pênis? Sobretudo, para a maioria dos brasileiros, o pênis é mais do que um membro – é uma espécie de instrumento de poder. Por este motivo, é cada vez maior o número de pessoas em busca de tratamentos milagrosos que prometem mudar a vida dos mais complexados.

Um desses tratamentos consiste na aplicação de PMMA, que é uma espécie de líquido usado em preenchimentos estéticos, que há algum tempo vem sendo utilizado para aumentar a espessura do pênis. Convencionalmente, a PMMA é usada no rosto para dar mais volume à “maçã”. Nesse caso, o risco fica por conta da possibilidade de embolia e infecção.

O problema é que esse tipo de tratamento é muito perigoso e pode trazer resultados bem diferentes dos esperados. De acordo com uma matéria feita pela revista Época, o procedimento embora arriscado, não é considerado irregular, do ponto de vista legal. O material usado na intervenção é reconhecido e aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), sendo liberado para aumentar a espessura do pênis e lábios vaginais.

A PMMA produz um resultado curioso. No final do tratamento, o pênis fica realmente mais grosso (em média 4 a 8 cm de perímetro), entretanto, adquire uma consistência gelatinosa e torna-se mais pesado. Existe também o risco de dores locais, dificuldade nas relações sexuais, ardência, risco de gangrena e necrose na região, se for injetada no corpo cavernoso.

Imagem: blog Papo de Homem

.
Segundo o site Pangaea Medicine, aplicações de outras substâncias, incluindo colágeno, óleo mineral, e até mesmo KY sob forma gelatinosa podem causar efeito semelhante, mas também podem provocar cicatrizes permanentes e deformação. Além disso, alguns especialistas, contrários ao tratamento, afirmam que em geral as mulheres não conseguem mais serem penetradas.

Nos EUA, o tratamento é proibido, sendo considerado inseguro. Aqui no Brasil, as aplicações de PMMA custam em média R$ 7 mil.

Arriscado ou não, você acha que vale tudo em nome da auto-estima?

Mais vídeos, fotos e notícias curiosas

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!