Vá procurar sua turma!

Qual a rede social indicada especialmente para você?

Com centenas de milhões de usuários, o MySpace é a rede social mais reconhecida da internet, principalmente fora do Brasil. Já aqui, em terras brasileiras, o domínio é absoluto do Orkut.

Com tantas redes sociais pontuando a internet, é difícil saber quais são as que realmente valem seu tempo e sua banda.

Veja um comparativo entre as principais redes sociais disponíveis na web.

Como iniciou: Mesmo que tenha começado em 2004 como o livro de recordações online para estudantes de Harvard, o Facebook abriu rapidamente cadastro para outras universidades, depois para escolas e, no fim, para todos os usuários.

Como funciona: Você pode buscar amigos de acordo com o colégio, cidade ou empregador, além de entrar em mais de uma destas redes, permitindo que você mantenha conexões com antigos colegas de classe ou trabalho e vizinhos. Ao usar esta abordagem, o site cresceu para cerca de 60 milhões de membros em pouco mais de três anos.

Suas principais funções: Compartilhamento de fotos e vídeos, mensageiros e quadros públicos de mensagens – são similares aos do MySpace, sem o aspecto gráfico e as músicas paranóicas que tornam muitos perfis do MySpace ilegíveis.

Ponto negativo: Infelizmente, na interface limpa do Facebook, com seus traços brancos e azuis, escondem um risco em potencial. No último ano, a controversa plataforma de publicidade Beacon do Facebook, que tornava suas ações online visíveis a outros membros, causou objeções em massa dos usuários, transformados, sem consulta, em rico material de registro de hábitos online.

Se você se preocupa (com razão) que tal problema de segurança aconteça de novo, você pode explorar as funções de privacidade do Facebook para estabelecer níveis apropriados de proteção.

Como iniciou: O Twitter é realmente uma rede social? Sim, mas não da mesma maneira que o Facebook e o MySpace são. O conteúdo que leva o Twitter é um fluxo constante de posts pessoais em tempo real chamados de “tweets”, limitados a apenas 140 caracteres.

“Vou sair pra tomar um café na padaria” ou “Batendo fome depois da operação do siso” são algumas das razões pelo Twitter ser tão bacana – desde que, evidentemente, seguir as ações efêmeras e muitas vezes descartáveis lhe agrade.

Como funciona: Após se cadastrar, vale a pena vasculhar a página pública de atualizações para descobrir maneiras como as pessoas estão usando o Twitter e até descobrir um ou outro usuário interessante para ser seguido no serviço. Você também pode buscar seu catálogo de e-mails atrás de usuários do serviço.

Suas principais funções: Caso você queira privacidade, escolha a opção “Protect my Updates” nas configurações do Twitter para que apenas usuários aprovados vejam o que você anda fazendo. O Twitter até mesmo pode lhe dar uma bronca por e-mail caso você não o atualize por determinado tempo.

Outro fator interessante no Twitter está na sua interação com telefones celulares por meio de mensagens SMS, o que vem valendo ótimas coberturas jornalísticas por determinados usuários que o usam como uma ferramenta pontual para relatar lançamentos de produtos ou eventos ao vivo.

Como iniciou: Ao contrário do Facebook e do MySpace, que são essencialmente sobre diversão e amigos, o LinkedIn promove sua carreira ou seu negócio. A rede se tornou uma das mais faladas no mercado global e cresceu rapidamente para cerca de 20 milhões graças a sua abordagem corporativa.

Como funciona: Como outras redes sociais, o LinkedIn se centra no seu perfil. Mas, ao invés de mostrar listas de suas bandas favoritas e coleções de fotos de festas, seu perfil mostra seu histórico de empregos, suas principais habilidades, sua educação e prêmios e explica como e por que você quer se contatado.

Suas principais funções: Para aproveitar ainda mais sua conta, faça destas informações as mais breves, completas e chamativas o possível, assim como em qualquer currículo. O item mais importante no seu perfil, no entanto, são as recomendações recebidas de colegas de trabalho atuais ou antigos e empregadores sobre as posições que você ocupou – é você que decide onde incluí-las em seu perfil.

Quanto mais recomendações positivas tiver, seu perfil parecerá ainda melhor para empregadores em potencial na área Jobs & Hiring da rede social e para possíveis clientes na área de Serviços.

Para aumentar suas chances de ter recomendações, pense em escrever (com sinceridade, vale lembrar) algumas aos seus contatos sem que eles tenham que lhe pedir.

Como iniciou: O Orkut é uma rede social filiada ao Google, criada em 24 de Janeiro de 2004 com o objetivo de ajudar seus membros a criar novas amizades e manter relacionamentos. Seu nome é originado no projetista chefe, Orkut Büyükkokten, engenheiro turco do Google. É a rede social com maior participação de brasileiros, com mais de 23 milhões de usuários.

Como funciona: Cada usuário tem um grupo de amigos que pode chegar a, no máximo, 1.000 pessoas (o número foi instituído para evitar abusos – podendo ser ultrapassado devido a bugs no sistema e uso de javascripts construídos pelos próprios usuários para essa finalidade).

As comunidades nada mais são do que fóruns modificados, com o diferencial de que sua estrutura foi planejada para facilitar o uso. Assim, qualquer pessoa pode aprender a lidar com os recursos de uma comunidade com relativa facilidade. É esse um dos possíveis motivos do sucesso que é o Orkut hoje. Facilitar o uso é uma idéia que funciona no quesito atrair usuários.

Suas principais funções: O Orkut conta com um grande sistema de busca de comunidades, amigos e mais recentemente de tópicos nas comunidades. Nada mais natural, já que o dono do Orkut é um funcionário do Google. O banco de dados do Orkut conta com milhões de comunidades e perfis. Por isso, na hora de buscar, recomenda-se especificar a busca a fim de obter resultados mais precisos.

Ponto negativo: Alguns usuários menos atentos às regras de etiqueta na internet enviam spams através de scraps para todos os seus amigos ou os membros de uma determinada comunidade, usando sites de envio múltiplo de mensagens, programas ou scripts. Um exemplo de spams conhecido na rede é o de um suposto acidente de bicicleta sofrido por uma garota chamada Samara, no qual ela teria morrido e, para vingar sua morte, o faria com quem lesse tal spam.

Em alguns casos, são criados perfis falsos (fakes ou bogus) somente para anunciar produtos e correntes enganosas. Assim, são criados eventos e tópicos desagradáveis em muitas comunidades anunciando coisas do tipo “fique rico trabalhando em casa”, “transforme 6 reais em 6.000” e outros tipos de mensagens indesejáveis e pirâmides ilegais. Além do mais o orkut se tornou uma ferramenta de marketing muito utilizada, hoje por ser um dos sites mais acessados muitas pessoas, candidatos políticos, e até mesmo empresas de nome, vêem fazendo um mal uso da propaganda. Dessa forma o orkut acabou virando uma ferramenta na mão de algumas pessoas que não sabem analisar se o público ao qual a mensagem é enviada tem um perfil adequado com o produto ou serviço oferecido.

Como iniciou: O MySpace foi fundado em 2003 por Chris DeWolfe e Tom Anderson. Começou como um site de relacionamentos nos moldes do Friendster. No mesmo ano, o líder da indústria, Friendster, não conseguiu acompanhar o crescimento do tráfego. Durante os horários de pico, o site ficava muito lento e os usuários não conseguiam acessá-lo. Muitos dos usuários do Friendster acabaram migrando para o MySpace, que conheceram através de propaganda boca-a-boca. Os primeiros foram os próprios amigos e funcionários dos fundadores do MySpace, com uma certa ajuda na mídia por meio da Intermiz, empresa que possuía uma cota de ações do MySpace na época. Quando Anderson e DeWolfe notaram que os músicos e os admiradores de música eram os que mais utilizavam o MySpace, criaram o MySpace Music e o tráfego do site decolou.

Como funciona: A idéia não é uma novidade, a rede social existe há muito tempo: expandir o número de pessoas que você conhece através dos amigos de seus amigos e assim por diante. Um dos primeiros grupos a utilizar o MySpace foram músicos e bandas. As bandas o utilizaram para estabelecer uma presença online gratuita com o objetivo de divulgar os seus trabalhos e para comunicarem-se com seus fãs. Em 2004, o MySpace tornou-se o portal da música independente na internet com a criação do MySpace Music, uma subseção no MySpace. O novo espaço não apenas permite às bandas criar uma presença online, mas também que outras pessoas ouçam suas músicas através de seus perfis e baixem versões em MP3 de suas músicas e tudo de forma gratuita. Isso atraiu ainda mais os músicos, além dos maiores consumidores de música: os adolescentes.

Suas principais funções: O MySpace Music é um ótimo divertimento. Pode-se encontrar milhares de perfis de bandas com músicas em streaming (e às vezes até mesmo para baixar). Analistas da indústria informam que representantes do selo musical A&R procuram artistas novos no MySpace. O MySpace não é o primeiro site a tentar reconstruir a indústria fonográfica através da web, mas é o primeiro a obter êxito em grande escala.

Redes sociais específicas

O problema com as redes sociais de massa é que ninguém os usa mais – eles estão lotados demais. Como alguém conseguirá encontrar seu perfil entre outros 400 milhões no MySpace?

Agora, no entanto, milhares de redes sociais vêm aparecendo centradas em atividades, idéias ou interesses específicos ou voltadas para determinados grupos, como os Baby Boomers.

TeeBeeDee: Usuários que estão chegando à melhor idade podem se conectar e trocar experiências, na rede social focada apenas em quem tem mais de 40 anos.

Louco por ti, Corinthians: Os corinthianos se cadastram para trocar impressões e discutir as partidas do time paulistano.

Ning: Se você não pode achar uma comunidade online que supre suas necessidades, construa uma. A Ning permite que você crie uma rede social customizada com seu próprio domínio e arte, perfis personalizados, compartilhamento de vídeo e fotos, grupos com múltiplos tópicos e fóruns de discussão.

Last.FM: Cansado de ouvir as velhas músicas de sempre? Gostaria de ter uma tonelada de músicas do mesmo estilo e escutá-las de graça com indicação?

O software para download do Last.FM registra o que você ouve normalmente no seu PC ou iPod, compara com os hábitos da comunidade e, baseados em seus gostos, sugere músicas que acha que você gostará.

[ FONTE ]

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!