Vídeo: Estudante sul-africano é agredido por neonazistas russos por ser gay

agressores_russos_01

Um vídeo russo está provocando revolta no mundo inteiro. Nele, alguns jovens neonazistas torturam um adolescente sul-africano homossexual.

De acordo com o site The Gaily Grind, o sul-africano identificado como David Smith, que está na Russia estudando, foi atraído por uma armadilha.

agressores_russos_02

agressores_russos_03

Em um vídeo publicado pelos neonazistas, David é visto mantido contra sua vontade em uma banheira. Seus agressores, em seguida, raspam sua cabeça fazendo uma espécie de moicano inverso. Depois, ele tem parte da cabeça pintada de verde, é agredido com uma melancia e, posteriormente, forçado a simular sexo oral com uma garrafa de cerveja.

agressores_russos_04

Como se não bastasse toda humilhação, os agressores ainda forçaram ele a dizer frases e fazer gestos em exaltação à sua causa. Veja o vídeo.

Os agressores justificaram seus ataques violentos alegando que as vítimas são pedófilos, oferecendo pouca ou nenhuma prova. Em vários casos, eles acusaram gays de 15 e 16 anos de serem pedófilos.

De acordo com uma nota de imprensa do Centro Sova, que monitora a violência na Rússia, em outubro de 2013, mais de 20 pessoas ficaram feridas em ataques racistas e neo-nazistas, duas delas fatalmente. Eles também relatam que, desde o início do ano, a violência racista matou 18 pessoas na Rússia e feriu 141.

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!