Você acha que bandido bom, é bandido morto?

UPDATE: O VÍDEO ANTERIOR HAVIA SIDO REMOVIDO, MAS JÁ INCLUÍ UM OUTRO

Imagens exibidas pela TV RBA durante o programa Barra Pesada na tarde de sexta-feira 17 de agosto de 2007, que mostrou um homem sendo linchado até a morte por populares, causou polêmica na sociedade paraense. Um rapaz com idade entre 20 e 25 anos, no bairro do Tapanã, foi morto a pauladas e pedradas após assaltar uma moça e roubar seu celular. Ela estava acompanhada pelo namorado, que reagiu e saiu em perseguição ao bandido. A poucos metros do local do assalto, ele foi alcançado e iniciou-se uma sessão de linchamento. Várias pessoas começaram a se aglomerar e participar da tortura, jogando paus e pedras no acusado, que gritava por clemência.

Cercado e sem poder reagir, ele corria de um lado para o outro na tentativa de fugir das agressões. Pessoas de várias idades aplicavam golpes no acusado em uma cena de selvageria e barbárie. Transeuntes circulavam livremente pelo local e não demonstravam nenhum sentimento como dó ou indignação diante do que estavam presenciando. Passado dez minutos ininterruptos de agressões, o rapaz caiu desfalecido no chão. Uma pessoa não identificada se aproximou e deu o golpe derradeiro. O rapaz morreu no local e após algumas horas no meio da rua seu corpo foi removido ao Instituto Médico Legal”.

O vídeo mostra a reportagem, não somente a cena que citei anteriormente, além disso, não mostra nada de extraordinário ou diferente do que já temos costume de ver na tv, mas mesmo assim, não adianta advertir os mais sensíveis.

Na realidade, eu quero saber é se você compartilha da mesma opinião que a grande maioria, que “bandido bom, é bandido morto”.

Vi esse vídeo no PV e achei que seria interessante falarmos a respeito.

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!