O efeito CSI

A ciência forense nunca foi tão popular: oito séries criminais, entre elas CSI: Crime Scene Investigation e outras do mesmo gênero estão na lista dos 20 programas mais vistos ultimamente. Em uma quinta-feira de um mês qualquer, 27% de todos os televisores dos Estados Unidos estavam sintonizados no CSI. Programas desse tipo dão a impressão de que os laboratórios criminais estão bem equipados com técnicos altamente treinados e tecnologia de ponta à disposição, nadando em recursos para solucionar qualquer caso em tempo hábil.

Contudo, o abismo que há entre a percepção do público e a realidade é enorme. Com a popularidade desses programas, muitos vêm reclamando do que está sendo chamado de “efeito CSI”. Alguns advogados e juízes têm a impressão de que os jurados que assistem ao seriado – no ar desde 2000 – agora exigem níveis nada razoáveis de provas físicas nos julgamentos.

O boom de séries que abordam a ciência forense foi ironicamente citado até mesmo dentro de um dos episódios de CSI, no qual uma equipe de televisão acompanhava as atividades dos investigadores fictícios. O líder, Gil Grisson, rejeitou a presença do grupo com a alegação de que havia “programas demais de investigação criminal na TV”. Muitos advogados e juízes que acreditam que os jurados são influenciados pelo efeito CSI concordariam. Até que ponto isso é verdade?

Antes de CSI tornar-se popular, os advogados se preocupavam principalmente se um júri entenderia ou não a complexidade do exame de DNA. Mas agora muitos perdem tempo explicando a diferença entre televisão e realidade – é comum os advogados perguntarem aos candidatos ao júri sobre sua exposição a programas forenses na TV. Alguns promotores tentam se prevenir de qualquer possível conseqüência provocada pelo efeito CSI.

As causas do efeito CSI:

– Promotores, juízes e policiais reclamam do que acreditam ser o efeito CSI, segundo o qual os jurados estariam com expectativas irrealistas por provas físicas em quantidade e qualidade por conta de sua exposição a séries televisivas populares sobre investigação criminal.

– Ainda não foi provada a existência de tal efeito nos tribunais. Mas os seriados da TV desencadearam aumento na coleta de provas físicas, o que acarretou problemas de armazenamento e de falta de funcionários.

– Sem dúvida, as séries da TV causaram uma explosão de interesse por ciência forense nas universidades, onde as inscrições para cursos nessa área aumentaram vertiginosamente desde que o CSI foi ao ar pela primeira vez.

Alheio às polêmicas continuo fã da série!

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!