Pirataria de postos de gasolina, 13R ou BR?

Você já deve ter visto pirataria de CD, DVD, roupa, tênis e até de aparelhos eletrônicos, mas já viu pirataria de posto de gasolina? Na foto ao lado você pode ver uma prova disso, é um posto “13R” e não “BR”. Postos de gasolina clonados são a mais nova fraude enfrentada pelo mercado de combustíveis, além da sonegação fiscal e da adulteração de produtos.

Pintados com as cores de distribuidoras tradicionais, como BR, Ipiranga, Esso e Shell, e com logotipos que lembram os dessas marcas, os postos-clones estão tomando o mercado de revendas com bandeiras e, conseqüentemente, de seus fornecedores, além de iludirem os consumidores.

Levantamento recém concluído pelo Sindicom, sindicato que reúne as distribuidoras de combustíveis, mostra que, só na Grande São Paulo, há no mínimo 74 postos clonados. A BR é a bandeira mais copiada –30 postos foram identificados. Depois vêm a Esso, com 18 postos, a Ipiranga, com 16 postos, e a Shell, com 10 postos.

Os postos clonados começaram a surgir, segundo informa o Sindicom, quando distribuidoras e órgãos de defesa do consumidor decidiram alertar a população sobre a má qualidade dos combustíveis nos postos sem bandeira (ou bandeira branca), que não operam com distribuidoras exclusivas.

Leia mais na Folha de S. Paulo

Retirado do Fundo Escuro

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!